[01 x 01] - Rastros de Sangue

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Dom Jul 12, 2015 9:52 pm

Anne, Victor e Allison
-----------------------

Ah sim, todos prontos para finalmente sairmos em nossa segunda jornada?

Ou a primeira oficial, como um time. Vocês são um time agora? Bem, podemos dizer juntos. Cada um tinha seus equipamentos bem selecionados, apesar de que Victor ja tinha os seus e Anne certamente não deixaria de carregar a faca que Burton havia lhe confiado me primeiro lugar. Em meio a vários simbolos estranhos, Alisson parecia ter bastante paciência em virar páginas e não entender coisa alguma, sozinha no banco de trás. Talvez as páginas não estejam muito dispostas a colaborar agora.

A foto não possuía mais nenhum detalhe a não ser aquela inscrição Victor. Talvez na cabana de Burton ainda existisse alguma coisa mas...Isso você teria que pensar depois, provalvemente se fosse dar o braço a torcer e tivesse algum interesse em saber como seu pai e Burton haviam se conhecido. Talvez a própria Anne fosse procurar o que havia ali...E acreditem, com certeza havia muito a ser visto, lido e encontrado naquel lugar, por todos vocês.

Mas outra hora.

Falando em "horas", os locais não eram muito distantes um dos outros. Coincidência? Talvez fosse possível até se dividirem, mas a escolha é de vocês. Porque separar um grupo recém formado não é mesmo? E foram cerca de 2 horas e meia até chegarem no belo prédio aonde Blair estava. Talvez ja tivessem avisado que vocês subiriam, porque ninguem os incomodava a medida que entravam e iam pelo corredor da cobertura...



Quieto demais.

BLAIR - HORAS ANTES.
---------------------

A garota pareceu surpresa, olhando para cima e tão assustada quanto a "irmã mais velha ruiva". Ela se levantava e recuava alguns passos e a temperatura normalizava, alias tudo voltava ao mais "normal" possível. Levando em conta que estamos falando de uma garota fantasma que pede para você ligar para os outros. Alias, em breve você vai ter visitas em sua porta uma vez que a garota parece conhecer muito bem SMS...

A não ser que algo atrapalhe.

Dois sons baixos e abafados faziam vocês duas se virarem em direção a porta. O som de surpresa, de um grito contido era bem semelhante entre vocês. Poré, quando a sua atenção era voltada pela porta a sua amiga desaparecia. Não fique assustada Blair, você não vai ficar sozinha por muito tempo: A figura de terno usando óculos escuros logo entrava:

- Senhorita...Desculpe mas precisamos ir. Seu pai deu instruções especificas caso algo acontecesse...

E pode ser observado uma discreta fumaça vindo da arma com silenciador do seu guarda-costas Blair, o que faz com que você entenda que sons você ouviu antes. Pelo visto, existe uma ameaça muito maior la fora. Mas claro, se preferir pode apenas esperar o que fez seu segurança, alguem com ordens de não se comunicar com você a não ser em casos de EXTREMA urgência entrar sem solicitar antes.

Talvez possam aguardar ainda para ver o que acontece, ele deve ter mais algumas balas para gastar...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Ter Jul 14, 2015 12:51 pm

Quando Victor falou sobre todos irem no mesmo carro, Anne deu de ombros, pois realmente não se importava e até achava melhor ficarem juntos mesmo. Afinal... vai que outro "vampiro" decide aparecer no meio do caminho, né? Se bem que eles não podem ficar no sol... Annelisa coçou a nuca e soltou um suspiro. É, certamente Victor teria um pouco de trabalho para mostrar como as coisas funcionavam... de verdade. Então, ele falava que podiam olhar a cabana, mas claaaaaro... deixando explícito, apesar de não fazer alarde, que não era uma ideia inteligente.

Só que... ele parecia menos cri-cri.

Vamos aproveitar, obaaaaa!

Anne olhou para Allison e sorriu, balançando a cabeça, concordando.

- Sim, Allie, você tem razão. Mas... nós vamos voltar, não tenha dúvidas.

Bem, era um "presente" de Burton.

Um presente de grego? É, talvez... Mas ainda assim...

Esperou Allison sair para trancar a cabana e guardar a chave no bolso. Então, aproximou-se do carro e observou o porta-malas abarrotado de armas. Eram tantas coisas... Anne não sabia qual escolher. Até que ela tinha uma MIRA BOA, mas infelizmente... nada de arcos, bestas... só que ela pode arranjar isso depois, EM OUTRO LUGAR, certo? Contentaria-se com o que tinha... por enquanto. Ficou olhando, olhando e... olhando, até que pegou uma colt e munição de prata - cara, ela lia muito e tinha noção de que prata, ferro... esse tipo de material costumava fazer um estrago nesses... troços.

Só que Anne jamais imaginou que... Nossa.

Era melhor nem pensar nisso.

Apenas pegou a colt, a munição, e só. Pois o seu outro apetrecho já estava com ela, ou quase.

COLT

Deixou Victor para trás e adiantou-se a entrar no carro, logo em seguida de Allison... e ela quem estava na frente do volante. Esperou que ele se ajeitasse e falasse o endereço do hotel. A viagem foi silenciosa... pela parte de Anne, que se mantinha excessivamente atenta agora, pois desde que o xerife falou sobre o vampiro, bem... ela não queria mais ser pega de surpresa, nem nada do tipo. Mas a verdade era que pensava em outras coisas...

Coisas dela, assuntos pessoais.

E de certo modo, problemáticos.

Enfim, estacionou próximo a hotel. Tirou o cinto de segurança e por um momento, Victor poderia pensar que ela partiria para cima dele, mas Anne apenas se debruçou um pouco para alcançar o porta-luvas e de lá puxar algo envolvido num tecido suave e fino. Desembrulhou com paciência, revelando uma faca de aparência até simples e que já estava enfiada numa bainha própria.

FACA

Ela saiu do carro e se abaixou para colocar a faca na bota e a colt estava escondida por baixo da blusa grande e larga. Annelisa olhava ao redor, esperando Allie e Vic, e deixaria o xerife seguir na frente, porque... bem ou mal, ele era o único que sabia o que estava fazendo.

Ou alguma coisa assim.

Enfim, estava lá dentro, andando pelos corredores, e parecia tão fácil que chegava a assustar.

Blair... cadê você, hein?
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 96
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Blair VonDursten em Qua Jul 15, 2015 1:56 pm

Blair olhava a menina se erguer, e logo tudo parecia voltar ao normal. Ao menos ao que se podia considerar normal, apesar de tudo...

E então vinham os sons, Blair se virava de imediato e os olhos amendoados se abriam mais diante daquele som. Blair não conseguia não gritar, ela levou a mão a boca para conter o mesmo. E logo Blair se virou pra menina, exatamente pra saber se ela tinha visto o mesmo que ela.

Ela não estava mais ali, mas logo ouvia a voz, e virava-se ao ver a figura conhecida.

Mas se ele estava se mostrando...Algo estava errado.

Blair já caminhava até ele, e parecia tentar ver algo no corredor por cima do ombro do segurança.

- E o que está acontecendo?

Ela dizia, mas iria segui-lo, obvio que seu pai sempre sabia o que era melhor pra ela, a fumaça na arma e o silenciador, não a deixavam mais calma.


Talvez até preferisse agora a presença da "fantasminha".
avatar
Blair VonDursten

Mensagens : 17
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Ruiva EXTREMAMENTE sequestravel

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Sex Jul 17, 2015 8:44 pm

Spoiler:

"Porra...", pensou fechando o livro de maneira mal humorada, após ter se concentrado tanto nos símbolos que a vista já estava até meio turva. Num movimento automático e até meio infantil, Allison colocou o rosto bem próximo ao vidro da janela do carro, observando a paisagem. Pensou em como seria enfrentar um fantasma... e o que mais estivesse pela frente. Não sabia o que esperar, logo ela, que sempre fora tão segura de si, e auto suficiente, não só dependia da ajuda de pessoas relativamente.. estranhas, como também se comprometera a ajudá-las.

Pouco tempo depois chegaram no hotel, e a situação ali estava calma, calma demais.

Uma certa sensação de... desesperança? Parecia que estavam só eles ali. Blair parecia bem nervosa no telefone. Agora tudo que restava ali era o silêncio.

-.... - Allison olhou ao redor, procurando uma pista, qualquer coisa. Se aproximou de Victor - ... será que o gasparzinho não te mandou outro SMS?
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 104
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Sab Jul 18, 2015 11:02 am

Victor não fez nenhuma objeção quanto a dirigir.

Pelo contrário, apenas reclinou um pouco o banco, para em seguida cobrir o rosto com o chapéu cowboy preto que usava, e dormir praticamente o caminho inteiro.

Ou então… Fingir que estava dormindo e pensar em tudo o que estava acontecendo.

Naquela foto.

Ou no tamanho daquele problema em que havia se metido ao juntar-se com aquelas duas.

Mas, algumas horas depois… Chegavam.

E Victor simplesmente retirava o chapéu quando o carro parava, o vestindo lentamente.

É, talvez realmente não tenha dormido.

Arqueou a sobrancelha ao ver Anne praticamente debruçar-se sobre ele, mas nada disse.

Apenas desceu do carro e alongou as costas em um gesto automático.

Deu um peteleco no chapéu pra ver o prédio de cima a baixo.

Como o celular não havia vibrado, apenas fez um gesto negativo com a cabeça.

- Fantasmas não costumam ser… Grandes problemas. Mas enfim… - Ele começava a dizer, de modo automático, falando em tom de voz baixo, mas o suficiente para elas ouvirem – Fantasmas são espiritos de algum morto que, por alguma razão, não conseguiu passar. Eles não exatamente bons, tão pouco maus… O comportamento deles normalmente depende de quem eles formam na vida, ou do modo que morreram. Normalmente podemos cuidar de fantasmas salgando e queimando seus ossos… Quando lidamos com espiritos violentos essa, geralmente, é a melhor saída. Ou, podemos ajudar o espírito a resolver seus problemas pendentes, para que ele passe para o outro lado. Optamos por esse quando estamos lidando com um espirito bom… Ou terceiro, que eu só li a respeito, magia. Mas por enquanto, as opções um e dois resolveram todos os problemas que eu tive, logo… Não vamos ter problemas, por mais que, o que eu não acredito, a gente dê azar e seja um espírito agressivo. Se fosse algo do tipo, o tom de Blair seria bem diferente… - Ele abria o porta malas do carro de Burton, e indicava uma caixa de munição específica para elas – São munição de sal, a fraqueza deles. Apanhem um pouco para as armas que queiram levar e vamos..

Aguardava um pouco, e logo caminhava em direção o prédio.

Ele estar vazio não era um bom sinal… Estavam mesmo lidando com um benevolente?

Cerrou os olhos conforme foi adentrando, e indo ao apartamento que a mensagem havia indicado.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Dom Jul 19, 2015 8:54 pm

BLAIR - HORAS ANTES.
--------------------

Ah sim Blair, havia algo errado.

Muito errado.

Mas você estava olhando na direção errada. Se ficasse por ali por mais algum tempo, poderia ver seus novos "amigos" chegando prontos para lhe ajudar. Afinal, o Xerife e ambas as garotas não lhe eram exatamente estranhas. Mas não se preocupe, vocês vão acabar se encontrando mais cedo do que pensa e eles vão lhe ajudar com seu mais novo problema.

Seu segurança.

Antes que você tenha a resposta, sente o impacto pesado da arma contra a parte de trás da sua cabeça. E não se trata apenas de alguem com o dobro de seu tamanho te batendo, é algo mais. No instante antes de você perde a consciência, ainda consegue ver algo nos olhos dele: Eles parecem completamente negros, mas logo essa escuridão parece tomar conta de tudo e você perde os sentidos...

Papai deveria ver melhor quem contrata Blair.

Você não exatamente acorda, mas se trata de uma lembrança em forma de sonho. Uma versão mais jovem, sentada no quarto tão decorado quanto uma casa de boneca de luxo. A chuva do lado de fora é pesada, e você consegue ver uma luz do lado de fora do corredor, junto com algumas vozes. Conversando ao longe.

Curiosamente, o seu quarto possui algumas coisas que você acha estranho. Objetos que não deveriam estar ali estão. Uma série de objetos a mais...Mas você sabe como são os sonhos Blair, nunca temos tempo de fazer tudo que queremos...Você pode redescobrir o seu próprio quarto ou ver o que seus pais estão conversando la fora enquanto deixaram a filha cuidadosamente descansando no quarto...

Mais uma vez, a escolha é sua.


Anne, Victor e Allison
----------------------

Vocês ja repararam que apesar de reclamar do que Victor faz e diz para fazerem, vocês sempre acabam esperando para ver o que ele vai dizer e fazer? Curioso... Enfim, ele parece cuidadosamente entrar no quarto após explicar sobre fantasmas. Não se preocupem garotas, existe algo bem mais "sólido" para vocês atirarem mais a frente...Mas por enquanto, temos apenas um quarto.

E la dentro...O quarto mais bagunçado que ja viram. Blair não esta ali crianças e vocês estão beeeeeem atrasados. Vocês sequer ficam muito tempo com as armas erguidas ja que vem que nada de perigoso esta por ali. Então vamos as suas conclusões: Victor, você presta atenção aos detalhes devido a sua experiência e ve que aquela bagunça faz pouco sentido. Não a sinais de luta, nada esta quebrado e esta "revirado" da forma errada. Você não é um policial mas sabe quando algo foi feito apenas para fingir que algo aconteceu.

Allisson, por alguma razão você nota algo diferente. Talvez por não saber muito bem o que fazer por ali, fica próxima a entrada e nota que a porta não foi forçada de forma alguma. A pessoa que saiu sequer parece ter se preocupado em fecha-la. Enquanto pensa a respeito, consegue ainda ver do outro lado, da parede em frente dois disparos feitos contra a parede, disparos que certo segurança usou como "desculpa" para entrar no quarto de Blair...

Mas o mais interessante vai ficar com você Anne: Claro que curiosa como é sai explorando o quarto em busca de algo estranho, ou mais estranho. E logo encontra...Por alguma razão algo esta escrito no espelho, como se com o dedo. Dedos pequenos e frageis. Um endereço na verdade. O endereço é bem familiar, uma vez que é o mesmo endereço das cordenadas que enviaram anteriormente para o celular de Burton, o "ninho" lembra. Mais interessante...Não foi Blair que deixou isso, nem mesmo O segurança...

Hora de conversarem crianças, reunir as pistas e ir para o local logo. Não demorem ok? Vocês ja estão atrasados...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Blair VonDursten em Seg Jul 20, 2015 4:53 pm

Blair sai no corredor e logo olha na direção de onde o segurança parece ter atirado, mas não tem tempo de muita coisa, logo vem o impacto na cabeça, que a fez dobrar os joelhos, e o corpo cair ao chão, tombou de modo lento, enquanto os olhos piscavam freneticamente, como se lutasse para ficar acordada, Blair voltou os olhos ao segurança, vendo aquele negro dos olhos dele, e logo os olhos dela se fecharam lentamente.
 
E após algum tempo é como se despertasse. Blair se vê sentada em meio a um quarto, o quão ela reconhece de imediato, mas não por completo, é como se algumas coisas estivessem fora do lugar, ou não pertencessem aquele ambiente antes. O que a fez ficar em duvida, se estava sonhando ou acordada. A chuva somente a faz se encolher mais pouco ainda sentada ao chão, os pés descalços se unem e ela suspira fundo.
 
Então as vozes...A luz do lado de fora do corredor, indicando que ela não estava sozinha ali. Eram as vozes de seus pais, e logo que os olhos de Blair caem ao espelho, ela nota que está mais nova. Os lábios ficam entreabertos, assim comoo os olhos que se arregalam.
 
Neste exato instante o corpo se ergue de modo quase brusco do chão, e ela caminha a passos rápidos pelo quarto, visando o corredor, de imediato os olhos procuram seus pais, mas ao mesmo tempo ela sente, que não vai descobrir o que precisa, se eles a verem.
 

Não era somente uma lembrança, não é? Era uma visão?...
avatar
Blair VonDursten

Mensagens : 17
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Ruiva EXTREMAMENTE sequestravel

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Ter Jul 21, 2015 4:15 pm

O silêncio é bom, mas também... pode ser meio assustador.

Ela pensou em muitas coisas durante aquela pequena viagem até o hotel onde Blair estava, e em certo momento, chegou a desejar que Victor falasse alguma coisa, mas ele optou em ficar caladinho e até dormir.

Engraçadinho...

E Allie seguia lendo o livro, mas pelas rugas que se formavam entre as sobrancelhas, não parecia estar tendo muito sucesso.

Foco na estrada!

E logo eles estavam no local.

Annelisa podia ser lenta, mas não era nenhuma barbeira.

Victor finalmente decidia colocar a língua para funcionar, falando sobre fantasmas, como se comportavam e... Era tão surreal. Anne permanecia quieta, absorvendo as informações enquanto seguia os dois, olhando para os lados, achando aquele silêncio e calmaria um presságio para algo muito ruim. Ela tinha pego tais as munições de sal e guardou-as na outra bota, a que estava "livre", e o par de calçados acabaria virando uma bolsa se ela não parasse de enfiar as coisas lá.

Estava desejando, sinceramente, que eles não tivessem que usar nada ainda.

Fantasmas bons e ruins... meu Deus...

Eles vão andando, até que encontram o quarto de Blair. Victor é o primeiro a entrar... Seguido pelas meninas. Annelisa arregala os olhos ao ver o “estrago” no cômodo, imaginando as mais tenebrosas barbaridades, ainda mais pelo singelo detalhe de que Blair não estava mais ali. Ela procurou por marcas de sangue, e por sorte, não encontrou nada. Não que isso significasse grande coisa... Afinal, existiam formas mais discretas em se dar fim a alguém.

Menos, Anne... Menos.

Curiosa, ou intrometida, não importa... Ela realmente começou a andar pelo quarto, não sendo tão cuidadosa, já que aparentemente... o problema já tinha levado Blair embora. Uma armadilha? Bem provável. Anne se aproximava de um espelho, mas olhava para o chão, para as paredes, e só depois... para ele. E quase ignorou a mensagem, mas os olhos escuros eram tão afiados quanto os de um gavião. Aproximou mais o rosto, notando a caligrafia tortinha, parecida com a de uma criança, e eram letrinhas bem miúdas...

Um endereço.

Ela reconheceu as coordenadas e...

- Encontrei algo!

Isso eles já devem ter percebido, Anne.

- É o ninho... Eles a levaram para lá, quem quer seja! Olhem... – apontou para o espelho – É o mesmo endereço que recebi na SMS.

Annelisa soltou um suspiro e mordeu o lábio.

- Pode ser uma emboscada, mas também é a nossa única pista concreta...

Ou não?
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 96
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Qui Jul 23, 2015 4:36 pm

Todo aquele silêncio.

E o local vazio… Não baria certo.

E ao entrar no lugar, e ver aquela cena… Passou a ter certeza.

Por mais que olhasse, tudo levava a crer que aquilo tinha sido montado.

Alguém queria os induzir a erro.

Mas por que? E quem poderia estar por trás?

Caminhava lentamente, até Anne chamar sua atenção.

Moveu a cabeça afirmativamente, mantendo as mãos no bolso – Confidencias demais… Fora que… Isso tudo foi montado. Eles queriam que a gente pensasse que há algo errado. Agora nos querem no mesmo lugar que a mensagem havia informado…

Só não dizia “armadilha”, porque não conseguia, ainda, imaginar quem poderia orquestrar algo do tipo.

Afinal, tudo remetia a Burton e não a ele.

Suspirou e continuou procurando e revirando, por puro desencargo.

Caso não encontrasse mais nada, finalmente tomaria a frente novamente – Ok, vamos para este endereço… Mas desta vez, com cuidado mais do que redobrado. O que quer que tenha feito isso, nos quer nesse lugar… E como disse, nada que é chamado de Ninho, no meu ramo de trabalho, pode ser considerado bom...
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Jul 26, 2015 6:56 pm

Spoiler:

Allison prestou atenção às explicações de Victor sobre os fantasmas. Também pegou um pouco de munição de sal, se perguntando como diabos faria para atirar em um fantasma... E quando eles entraram no local ele estava absolutamente vazio. Enquanto Victor e Anne analisavam o quarto vazio, Allison permaneceu na porta, tentando encontrar alguma pista...

Até que viu os tiros na parede. E fora os buracos das balas, não havia marca alguma, de sangue ou qualquer outra coisa. Parecia que somente tinham atirado ali. Tampouco a porta, analisou, parecia forçada. O que quer que tivesse entrado ali, tinha entrado sem o menor esforço. Não adiantaria ficarem muito tempo ali, certo? Viu Anne comentar do endereço no espelho, que era o mesmo do ninho. Ok, parecia claramente uma armadilha, mas tinham escolha? A vida da garota poderia estar em risco.

- Tem marcas de tiro nas paredes, aqui na entrada. Mas não é como se tivessem atirado em alguma coisa, sabe? A porta do quarto também não foi forçada... - Comentou com os dois apontando pras marcas que haviam descoberto. Era difícil entender que tipo de problema enfrentariam no "ninho", se era sobrenatural ou mundano.

- Pensei que enfrentaríamos fantasmas, mas porque tô com a impressão que vamos encontrar caras armados? - Perguntou a Victor e Anne, enquanto iam de volta até o carro.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 104
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Seg Jul 27, 2015 1:07 pm

[NOTA: Até o momento, Anne permanece com vocês com suas ações determinadas por mim. Isso se mantera assim até o final do caso ou caso a player retorne antes. Em frente.]

Alisson, Anne e Victor - Horas antes
-------------------------

Ah sim, até que vocês trabalham razoavelmente bem como um time quando colocam suas diferenças de lado. Mas vamos recordar que vocês são seres humanos, falhos e não vai demorar muito tempo para suas diferenças voltarem a falar mais alto. Enfim...Vamos aproveitar enquanto estão todos na mesma direção esquecendo o que individualmente mantém cada um de vocês naquele caminho.

O raciocínio de Victor era bom, ele entretanto parecia não ligar para o fato que não foi o segurança para deixar aquela mensagem no espelho. Se não fosse ela, vocês realmente não saberiam para onde Blair foi levada. Ele fez tudo aquilo para simular um roubo ou sequestro convencional, mais do que normal para a filha de alguém que vale milhões de dólares. Mas havia uma razão normal para isso.

Bem, nada mais resta que se jogar na "armadilha" certo? Entretanto, após uma nova curta viagem de carro nada aponta que seja o tipo. O local parece ser uma espécie de prédio abandonado, mas essa opção logo é descartada. Apesar de não ter placa, o lado de dentro se mostra sendo um bar...Ou ao menos deveria ser: Mesmo a noite estando um tanto longe, ele está aberto. Em seu interior existem poucas pessoas...Na verdade três: Um homem jogando dardos, uma garota que não deve ser muito mais velha que suas amigas Xerife e o Barman, a claro o Barman. Ele estava de olho em você antes que seus olhos se cruzassem. Com uma cara de poucos amigos enquanto mantém a mão direita com um pano sujo emcima do balcão.

Aquele olhar dele, lhe da a sensação quase certa que ele sabe porque você esta ali "Xerife".



E nesse ramo, impressões dificilmente não são justificáveis. Ele esta apenas deixando você agir primeiro.

BLAIR:
-----

Sem revirar o quarto? Entendo. Afinal de contas diferente do reflexo do espelho, ja crescemos a algum tempo. A conversa ao lado de fora parece mais interessante, e você cuidadosamente segue vendo apenas a luz no final do corredor, e claro as vozes de seus pais em um tom diferente da harmonia que você lembrava em sua infância:

- Ela é nossa filha! Nossa própria filha! Não podemos...

- Eu SEI! Mas você também ouviu, e não temos a menor escolha. Precisamos fazer isso...

- Mas Blair...

- Ela é jovem. Tem toda uma vida pela frente, juntos...

- Juntos?! Eu JAMAIS vou perdoa-lo se fizer isso entendeu? JAMAIS!


Talvez você saiba agora qual foi a discussão que fizeram seus pais se afastarem Blair. Claro, eles permaneceram juntos, por aparências e por diversas outras razões mas jamais voltariam a ser uma familia. Curioso pensar que a causa tenha sido você, entretanto existem outras peças desse quebra-cabeças que vão ter que ficar para um outro momento.

Ja que logo, você se ve acordando. Deitada em um chão de marmore se sentindo um pouco zonza. O "sonho" não foi interrompido por acaso, afinal você sente alguém "sacudi-la" como em um grande esforço, mãos pequenas que fazem que você "balance" levemente ali no chão frio e abra os olhos. Você consegue até ver alguns sons do esforço que ela parece fazer para lhe acordar, olhando nervosa em direção a porta.

E sim Blair, pelo visto sua amiga fantasma ainda reserva algumas surpresas.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Blair VonDursten em Ter Jul 28, 2015 11:20 am

Os passos foram delicados pelo piso frio, enquanto Blair tentava de todos os modos ouvir aquela conversa. Ela parou próxima de onde eles discutiam, e ficou ali para em silencio, ouvindo cada palavra, apenas os olhos piscavam vez ou outra.
 
Os braços caíram ao lado do corpo, ao mesmo tempo que os ombros também caiam, era como se o corpo todo quisesse desabafar. Sobre o que eles discutiam? E o que eles fizeram? O que eles fizeram ou não fizeram que envolvia ela?
 
Este era o real motivo daquela frieza entre os dois? Ela?....
 
Blair de imediato começa a caminhar a passos mais firmes em direção a eles, pediria explicações, exigiria....
 
Mas então, tudo apaga, ela somente sente o leve chacoalhar do corpo, os olhos se abrem lentamente, e piscam muito para se acostumar com a claridade, logo eles repousam sobre a pequena menina, que parece te-la acordado, e olhar preocupada na direção da porta. Blair ergue o tronco de modo brusco, e os olhos passam por tudo a volta.
 
O chão gelado apenas faz com que ela se encolha um pouco mais, logo ela fita a pequena menina ruiva e sussurra.
 

- Onde estamos?
avatar
Blair VonDursten

Mensagens : 17
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Ruiva EXTREMAMENTE sequestravel

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Sab Ago 01, 2015 12:43 pm

Aquilo não era exatamente promissor.

Principalmente pela pista genérica.

Ninho.

Podia ser mil coisas.

E para ajudar, a riquinha havia desaparecido.

E as pistas… Não eram exatamente confiáveis.

Mas de qualquer modo era tudo o que tinha.

Assim que estacionou, voltou-se para Anne – Entrar todos de uma vez vai chamar muito a atenção… Espere no carro, Anne, por uns dez minutos… E então entre. Allisson, vem comigo…

A escolha era meio óbvia, não?

Allisson estava acostumada a aquele tipo de coisa. E sabia como se portar.

Já Anne… Bom.

Abriu o porta-malas do carro e entregou um distintivo a garota, já que Anne bancaria a frequentadora, e não alguém da polícia.

Ele se identificaria. Allison não, apenas ostentaria o distintivo, caso fosse necessário.

Logo caminhavam, lado a lado, em direção ao bar.

Apesar de não estar de uniforme, conseguiria simular tranquilamente ser um policial atrás de Blair.

E o comportamento do barman facilitaria muito as coisas. Ele parecia até esperar por isso.

Aproximou-se do balcão, sentando-se nele – Boa noite, parceiro… Me vê duas cervejas? - Aguardava o pedido ser atendido, e assim que recebia as canecas, ele enfiava a mão no bolso e mostrava a identificação rapidamente - Sou o Xerife Collins, esta é minha parceira...Sanchez. Estamos procurando uma garota desaparecida… - Enfiava a mão no bolso novamente, e mostrava uma foto de Blair, que havia apanhado no apartamento – Viu alguém parecido por estas bandas?
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Dom Ago 02, 2015 1:07 am

Annelisa escutava o que eles tinham para dizer, só que não comentava mais nada, apenas aumentando a estranheza que envolvia o local, já que do trio, ela certamente era a que mais falava, não? Talvez um pouquinho mais impulsiva também... Mas só um pouco, pessoal. Afinal, ela era extremamente curiosa. E jamais se viu em nada parecido... Era bem provável que a ficha não tivesse caído por completo. Não era tão simples aceitar o sobrenatural, mesmo que ele já tenha tentado matá-la, é bem verdade.

Enfim, tinha ficado claro para todos que o que quer que tivesse acontecido naquele quarto, os envolvidos fizeram parecer que se tratava de um sequestro... quando na verdade era apenas uma armação.

- Existe algo errado... – ela disse depois de um tempo, comentando a conclusão de Victor – De qualquer forma, independente do que seja ou esteja acontecendo, existe algo errado. Muito errado...

Logo eles saíam do aposento e voltavam para o carro.

- Eu não sei o que pensar, Allie... Então, é melhor que estejamos preparados para os dois - desabafou num tom de voz baixo.

Ela se ajeitava mais uma vez, só que agora no banco do passageiro, já que o sr. Xerife se apossou do volante. Hey, ela que era a motorista oficial da turma do Scooby, idiota. Hmmm, ela era meio lenta em trânsito sim e respeitava as mínimas regras, em todos os seus detalhes sim... Porque Annelisa era certinha, qualé! Passava o tempo estudando, morava sozinha e quase não tinha amigos... E para finalizar aquele quadro perfeito, a gata da vizinha acabou de ter uma ninhada de filhotes, e ela, sra. Phillips, disse que tinha um pretinho de olhos amarelos que era a CARA de Anne!

Pronto, só faltava um gato.

E pior que ela estava considerando em aceitar.

Ah, gostava de animais...

Tanto quanto gostava de crianças, mas isso não vinha ao caso, não é mesmo?

Mesmo que o bichano seja realmente fofo.

Poooois bem...

Chegaram, êêêêê.

Ele estacionou na frente de um prédio, só que diferente do primeiro, esse não era nem um pouco luxuoso, pelo contrário. Estava caindo aos pedaços de tão deixado ao acaso. Já estava destravando o cinto de segurança quando Victor falou para que ela aguardasse ali enquanto eles entravam na frente, para despistar.

- Tudo bem – ela concordou e se aquietou no banco, mostrando-se boazinha e compreensiva demais.

Ficava sozinha e esperaria um tempinho até entrar. Tamborilava os dedos sobre a coxa, ansiosa e os olhos buscavam qualquer detalhe fora do comum ao seu redor.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 96
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Ago 02, 2015 11:06 pm

Durante a segunda "viagem", Allison permaneceu em silêncio. Não era uma idéia muito boa pensar que estavam indo direto para uma armadilha, nesse lugar chamado de "ninho". Mas não tinham escolha. Depois das marcas de tiro que vira, Allison sabia que não era somente o fantasma que ameaçava Blair. O perigo parecia mais real, "palpável" do que isso. E isso a assustava um pouco. Mas ela tentou não demonstrar.

Quando Victor falou que ela deveria ir com ele e depois Anne entraria, Allison não fez nenhuma objeção. Só esperava que nada viesse atacar Anne enquanto ela estivesse sozinha.

Pegou o distintivo que Victor lhe deu e guardou no bolso. Certo, talvez os trajes de Victor fizessem com que ele se passasse por um policial, mas ela? Allison vestia um suéter listrado, as tatuagens do pescoço estavam a mostra. Como iriam acreditar que ela era policial? Tomaria muito cuidado para não estragar tudo.

- Ok, o seu segredo deve ser acreditar muito na mentira que vai contar. Você realmente se comporta como um Xerife! - disse tentando puxar assunto e quebrar um pouco a tensão, enquanto eles caminhavam até a espelunca.

Assim que entraram no local perceberam que o barman tinha uma cara de poucos amigos. Victor logo se aproximou do balcão, Allison o seguiu em silêncio. Enquanto ele pedia as cervejas, olhou ao seu redor. Além do barman, um homem jogando dardos e uma garota...

Logo que o Victor se apresentou como policial, Allison como sua parceira ela meio que automaticamente mostrou o distintivo também. A garota sentia o frio do cabo da pistola escondida sob a blusa, torcia para não ter que usá-la... Esperou então sem demonstrar nenhuma expressão a reação do barman. Na verdade, já que Victor falara com ele, Allison aproveitou para observar a reação dos outros dois que estavam ali. Se manteria atenta ao que acontecia ao redor.


avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 104
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Seg Ago 03, 2015 1:53 pm

ALISSON E VICTOR
-----------------

Ah sim, o velho truque de bancar os policiais mais uma vez.

Apesar que para Alisson, deve parecer novidade.

Bem, dizem que o clássico nunca realmente sai de moda.

Alisson parecia observar o "resto do movimento", se é que podemos chamar duas pessoas assim. O homem que atirava dardos parava por alguns instantes olhando o que estava acontecendo. Entretanto, aos seus olhos se cruzarem com a garota, ele jogava mais um dardo violentamente contra o alvo quase atingindo o centro. A garota que estava próxima a ele sentada em uma cadeira inclinava a cabeça olhando para Alisson. Curiosa talvez?

Victor, pelo visto as coisas realmente não estão a seu favor. Quando você banca o simpático por alguma razão elas não funcionam. A atitude do Barman em ouvi-lo pedir as bebidas é...Nenhuma. Quando você se identifica, ele contudo prontamente acende um cigarro, e resolve finalmente abrir a boca enquanto coloca as primeiras cinzas no cinzeiro...

- Desculpe Xerife, não tenho licença para vender bebida durante o dia...Não, realmente não me recordo de ver um rosto desconhecido por aqui...Fora o de vocês é claro.

E ele mal olhava para a foto.

Mas a desculpa era meio valida, levando em conta que ninguém ali esta bebendo.

Entretanto, você sabe muito bem quando estão escondendo algo Victor.

E eles estão.


BLAIR:
-----

Ah Blair...Você esta tão preocupada assim com onde estão que nem quer saber como sua amiga conseguiu acorda-la ou toca-la? Mas ela houve sua pergunta após ver que você acordou e assim como você olha em volta. Ela não sabe. Afinal tudo que você consegue ver são paredes rusticas como o chão, o que ja faz você começar incomodar com a poeira e o mofo. Entretanto, uma poartsa digna de prisão esta a sua frente, e você não acredita que esteja aberta.

É você esta presa.

A garota contudo olhar para você e logo você consegue escuta-la. A mesma voz de seus sonhos, mas mais uma vez é dentro da sua cabeça. Os labios dela não se mexem. É uma mensagem que vai ser útil bem mais tarde, para um de seus amigos. Ela quer que você diga algo, mas você só vai se lembrar no momento que for conveniente. Quando a hora chegar, as palavras vão simplesmente sair de sua boca. Entendeu?

Não? Bem, indiferente disso mais uma vez você acorda. Confuso, afinal você AINDA estava imaginando? Claro, ao acordar você percebe que a garota não esta mais la como era de se imaginar. O cenário permanece exatamente o mesmo, o que torna ainda mais difícil compreender se estavamos acordados ou não. Dessa vez entretanto, você consegue ouvir um som do corredor.

Passos...

Que tal gritar e fazer uma cena como você sempre faz?


ANNE:
-----

Ah sim Anne, quase esquecemos de você não é mesmo?

Logo quando você achava que veria um pouco de ação, temos uma situação onde você é deixada "de castigo' no carro. Interessante é o fato de você, teimosa e enxerida parece ter concoradado em esperar por...10 minutos? 6 minutos e meio restantes e contando? De qualquer forma, aguardava sozinha no carro de Burton, onde o radio frequentemente não funcionava (como agora) e nada de interessante acontecia.

Sera?

Claro que você procura algo para destrair sua mente e fatos não faltam. Afinal de contas, muito ocorreu na ultima semana e você tem poucas respostas. Alias, aquele que poderia lhe dar acabou com a própria vida e você ainda sente essa perda. Em meio a esses pensamentos, você abre a janela, susurra sua musica favorita, bate os dedos nervosamente a perna e arruma o espelho retrovisor para conseguir ver o que tem atrás.

Talvez o tédio esteja mexendo com sua mente demais Anne.

Porque você, ainda observando a parte de trás do carro apenas pelo espelho. Pode jurar estar vendo Burton ali.


Última edição por Admin em Dom Jul 23, 2017 12:44 am, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Blair VonDursten em Ter Ago 04, 2015 3:13 pm

Ok com certeza Blair está mais confusa do que nunca, ela mal acorda e vê aquele menina diante dela, logo ela olhava a volta e percebe que está em uma espécie de prisão, os olhos encaram a porta, e obviamente ela se ergue e vai até lá, tenta abrir em vão.
 
Busca a menina, mas em pouco tempo ela não esta mais lá. Está começando a ficar difícil distinguir a realidade do sonho, do delírio, da ilusão. E isto deixa Blair ainda mais assustada. E então Blair pode ouvir o som ao corredor, e ela faz o que toda garota do tipo dela em situação como aquela faria.
 
Aproximava-se mais da porta, fecha os punhos e começa a socar contra a porta, e depois bater com as mãos espalmadas, gritando.
 

- Tem alguém ai? Socorro, eu estou presa!
avatar
Blair VonDursten

Mensagens : 17
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Ruiva EXTREMAMENTE sequestravel

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qui Ago 06, 2015 10:47 am

Permanecia quietinha no carro, fazendo as coisas mais sem sentido para passar o curto tempo, que para ela, era uma verdadeira eternidade. Encaixava e desencaixava o cinto várias e várias seguidas. Mas logo se enjoava. Bufou em alguns momentos... Estava ansiosa e tentando imaginar o que poderia estar acontecendo lá dentro. No entanto, pela ausência de alarde, talvez estivesse tudo correndo bem.

Apenas... talvez.

Até tentou ligar o rádio, mas... nada.

Ok, nem estava com tanta vontade assim. Ainda mais, considerando o fato que precisava ficar mais atenta, pois se encontrava sozinha. Ela apoiou a lateral da cabeça no vidro e suspirou, se deixando levar pelos últimos acontecimentos. Lembrou-se de quando Burton chegou no necrotério, e... Foi a partir dali que tudo mudou. E no fundo, Anne sempre esperou por essa mudança, embora não tenha pensado que seria algo daquele nível. Burton a trouxe para uma nova realidade e embaralhou suas perspectivas.

Ele a mudou.

E foi embora...

Anne sentiu o coração apertar, como acontecia em todas as vezes que lembrava do velho caçador...

Ela balançou a cabeça. Não queria pensar nisso agora... Desceu o vidro e colocou a cabeça para fora, como se buscasse um pouco de ar e nisso, começou a cantarolar uma musiquinha e de forma meio mecânica, ajeitou o retrovisor... E quando este refletiu a figura de Burton, Annelisa arregalou os olhos e olhou para trás, quase colocando o corpo inteiro para fora da janela.

- Burton!!! - ela gritou, mas ele já não estava mais lá... Se é que realmente estava antes.

Os olhos ficaram úmidos enquanto ela saía do carro e olhava para todos os cantos, mas nada. Não o encontrou mais.

Teia sido apenas uma armadilha da mente tumultuada?

Ou algo relacionado a saudade que sentia?

Annelisa cerrou as pálpebras e mordeu o interior das bochechas, pensando com calma.

Seguiria o plano.

Já estava devidamente armada. Então, vamos contar... 1, 2, 3... 10!

Hora de entrar.

Caminhou até a porta, mas hesitou... e olhou para trás.

Nada... Não tinha nada.

Apenas a sensação de que seus olhos não a enganaram.

Ela podia ser teimosa, impulsiva e até irritante... Mas...

Sua visão era tão aguçada quanto o cérebro - mesmo que o xerife possua sérias dúvidas.

Bem, Annelisa entrou, se sentindo prontamente deslocada. Ela ajeitou uma mecha cor de mel atrás da orelha e de cara, viu Vic e Allie, mas fingia que não os conhecia.

Respirou fundo e andou até o balcão, mostrando um sorriso exclusivo para o barman, e ignorava os companheiros de aventura. Estava tentando ser natural... Se funcionaria? Vamos ver...

- Oi... Você se importa se eu usar o seu banheiro?

Ali tinha um banheiro, não tinha?

Não que Anne estivesse tão animada em conhecê-lo, mas... era uma desculpa.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 96
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Sex Ago 07, 2015 9:35 pm

Sujeito estranho aquele que jogava os dardos... todo mundo aqui, aliás. Mas até que o barman era bonito. Não era hora de pensar naquilo, caramba.

Allison observava o barman falar. Parecia tentar decifrar no rosto dele qualquer sinal que denotasse que ele estivesse mentindo. Allison não tinha experiência nesse negócio de fingir que era policial, talvez fosse melhor aguardar Victor falar. Sua atenção se voltou para a garota que a observava. Ela tinha mais ou menos a mesma idade de Allison... Será que com ela teria mais sorte?

Allison se aproximou dela, deixando o barman por conta de Victor. Não sabia se seria prudente se aproximar daquele cara que estava jogando os dardos, que pareceu não ir com a cara dela, mas também se ficasse ali parada não iria ajudar em nada.

- Oi. - falou com a garota, sorrindo. Talvez ser simpática pudesse trazer algumas respostas. - Apesar do meu parceiro me apresentar pelo sobrenome, meu nome é Alice. Alice Sanchez, tudo bem? Nós estamos atrás de uma garota que provavelmente foi sequestrada. Você viu ou sabe de algo que possa nos ajudar a encontrá-la?
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 104
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Seg Ago 10, 2015 9:21 pm

Ah quanta má vontade.

Victor cerrava levemente os olhos, retirando o chapéu e respirando fundo, conforme colocava o chapéu no balcão.

- Qual é amigo… Você mal olhou pra foto. Ao menos tente disfarçar... – Ele dizia, com um meio sorriso, sem tirar os olhos do barman.

Sentia Allison se afastando, e isso não era bom.

Mas precisava confiar que ela tomaria o mínimo de cuidado.

Aquele passo era arriscado.

Bem arriscado.

Ainda mais por estar em um “ninho”.

- Olha com mais calma e eu prometo que não olho com mais calma para o seu… Bar… E todos podemos ir felizes pra casa, uh? - A expressão se fechava agora, conforme ele mantinha os olhos fixos

Era a última tentativa de ser amistoso.

Normalmente já bateria no cara logo de primeira.

Mas, ter Allison e Anne o freava um pouco.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Ter Ago 11, 2015 3:01 pm

BLAIR
-------

Ah sim Blair, você pede por socorro. Afinal de contas, não tem a menor idéia do que esta acontecendo. Alias desde quando exatamente? Bem, não importa agora. Sua amiguinha ruiva tinha um recado para dar e isso ja foi feito, de forma que vai deixa-la em paz temporariamente.

Curioso, você sempre parece querer saber dela quando a mesma some.

A grade é um pouco..Alta demais para seu padrão impedindo que você veja pela porta, mas contudo, consegue ouvir bem claramente os passos pararem ao ouvirem seus gritos. Ele não se aproxima, não diz coisa alguma e tudo volta a ficar em silêncio. Entretanto, logo em seguida a voz é bem clara.

- Fique calma senhorita...Eu não deixaria nada acontecer com você.

Você se vira, afinal a voz vem de dentro da cela...E la esta seu segurança, com o mesmo terno e um sorriso sarcastico no rosto a observando a distância.

Papai realmente deveria ter feito um trabalho melhor.

E seus amigos deveriam se apressar...Não acha?

Ah sim, havia esquecido.

Você não tem amigos.


OUTROS
---------

Talvez seja uma questão de Karma: Sempre que Victor parece querer resolver as coisas apontando primeiro, isso parece exagerado. Entretanto, atualmente ele parece mais disposto a fazer o contrário: Talvez por parte de querer mostrar para as garotas que as coisas não precisam ser resolvidas com violência, ou quem sabe mesmo sem perceber esteja sendo lentamente influênciado...

Ou quem sabe, quer apenas mostrar as garotas o que acontece quando não se tem pulso firme.

Allison se aproxima da garota e ela parece realmente surpresa. Ela arregala bem os olhos e abre a boca, como se pensando no que dizer. Não que ela tenha esquecido o próprio nome, mas ela parece pega de surpresa e olha para o Barman e depois para o "arremessador de dardos", antes de dar uma resposta.

Bem, pelo visto não é um bom dia para ser amistoso Xerife. Entretanto, apesar da atitude permanecer quase a mesma, o Barman parece apagar o cigarro no cinzeiro e olhar por 2, 5 segundos para a foto. Ele suspira longamente e parece pronto a dizer algo. Entretanto deve ser um mal recorrente ja que a frase não inicia uma vez que temos Anne adentrando por ali.

E nesse instante as coisas ficam bem...Rápidas.





- Acho que vocês ainda não entenderam...Fora.

Mesmo que você não estivesse olhando para o Barman, que alias mal se moveu Victor. O amigo dele foi rapido demais, em um ritmo...Não humano. Após essa "ameaça" o barman sorri, olhando para você e piscando com os olhos completamente negros. E você sabe muito bem o que isso significa. Claro que ele esta confiante uma vez que tem uma clara linha para Anne, longe do seu alcance. Alisson apesar de próxima apenas pode ficar apreensiva, a garota junto a ela entretanto parece surpresa e...

Aproveitando que o "companheiro" tem apenas uma visão das costas dela, faz uma série de gestos discretos com a mão a frente do corpo. Talvez se o Barman estivesse mais atento perceberia, mas ela capta a sua atenção Victor:

Ela aponta o polegar para si mesma, e o indicador discretamente a figura armada.

Para em seguida olhar para você, e então o Barman.

E mostra 3 dedos...

2...

1.

O homem mal consegue reagir quando um golpe preciso leva a arma...Juntamente com a mão dele. Antes que ele se vire, uma nova investida da lamina do que quer que ela esteja segurando faz com que a cabeça role pelo chão em um som seco. O Barman parece sem reação, surpreso como vocês com o que acontecia.

Lhe dando bastante tempo para agir... "Xerife."
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qua Ago 12, 2015 11:30 am

É, parece que não vai ter como usar o banheiro...

Ela não se concentrava muito no fato do barman não estar sendo nada amistoso com Victor no momento, porque... hm... um cara estava apontando uma arma na sua direção? Annelisa parou de andar na mesma hora e arregalou os olhos, acreditando sinceramente que a aventura terminaria ali... ao menos para ela.

Será que Burton veio buscá-la? Por isso apareceu de repente?

Sério?

Mas que velho filho da...

- Oh, meu Deus... - ela sussurrou para si mesma e instintivamente recuou um passo ao ver que a garota próxima de Allie cortou a mão do cara dos dardos... tipo, cortou mesmo.

E não satisfeita, levou a cabeça junto.

Não era uma cena agradável, até mesmo para alguém de estômago forte, como era o caso de Anne.

Bem, e o que ela fez depois disso?

Se jogou no chão, escondendo-se atrás de algumas cadeiras, e quando caiu, de uma maneira não muito elegante e confortável, pegou a colt e a carregou o mais rápido que conseguiu, ignorando as mãos trêmulas. Não tinha mais ninguém ali, mas... vai que tem? Vai que aparece do nada?

Vai que a mulher decide cortar sua cabeça também, embora ela... tenha a ajudado?

Salvou sua vida.

Annelisa olhou na direção de Victor e depois para Allie, e apontaria sua arma para quem demonstrasse precisar de mais ajuda, e quem sabe... testar sua mira.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 96
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Qui Ago 13, 2015 1:18 pm

Tinha sido descuidado.

Ter que pensar nas garotas o estava deixando desleixado.

Porque se importava com elas.

Antes não se importava se morreria ou não ao final do dia.

Mas se importava com elas.

E logo o amigo dele me surpreendia.

Vejo os olhos do barman e tenho vontade de arrancar a cabeça dele na machadada.

Mas não me movo.

Qualquer movimento vai fazer Anne virar uma peneira.

Enquanto tento pensar no que fazer, algo simplesmente atinge o homem ao meu lado.

Minha reação é instantânea.

Tão treinada e repetida, a exaustão, que fluía naturalmente.

A machadinha já surgia na mão direita dele, conforme ele agarrava o barman pelo cabelo e batia sua cabeça contra o balcão.

A machadinha já ia contra o pescoço dele. Um movimento em falso e ele viraria fumaça preta.

- Começa a falar, imundo… - Digo em tom de voz agressivo.

Tenho vontade dar ordens as duas.

Mas não tinha como.

Apenas torcia para quem quer que tenha salvo minha vida… Continuasse do nosso lado.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 88
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Ago 16, 2015 11:29 am

A garota parece vacilar para responder Allison, até que... Que diabos estava acontecendo ali? Anne entrava no bar e quase instantaneamente também entrava na mira do cara que até então só estava jogando dardos. O movimento rápido do homem fez Allison lembrar-se de Jane. Ela também se movia assim, de uma maneira que não parecia humana. E isso não era nada bom.

Enquanto pensava no que poderia fazer para ajudar Anne, Allison viu a garota com quem tentara falar se comportando de maneira estranha. E a cena que vinha a seguir não era nada bonita, o homem primeiro perdia o braço com o qual segurava a arma, em seguida a cabeça, lavando o local com sangue. O que quer que aquela garota tivesse feito, também não era humano...

Anne pareceu em choque com o que acabara de ver, procurando um lugar para esconder. Allison ainda estava ali, parada do lado da garota... olhando para a poça de sangue que se formava onde o corpo sem cabeça do homem havia caído.

Allison respirou fundo, tentando não entrar em pânico. Não era hora. Aqueles caras estavam com Blair, e sabe-se lá o que já haviam feito com ela. Olhou nos olhos da garota que, apesar de ser de forma extremamente violenta, havia salvo a vida deles.

- O-obrigada. - ótimo momento para sua voz vacilar. Você definitivamente não leva jeito pra policial, All. - A garota... o nome dela é Blair. Você sabe onde ela está?
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 104
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Seg Ago 17, 2015 1:17 pm

[Turno da Blake permanece no mesmo ponto, não nos preocupemos agora]

Vejamos, vejamos...

Ah sim. Allison em um segundo momento você até percebe que um pouco de sangue acabou sujando sua calça...Ou a calça de Anne. E "Um pouco" é bondade. Foi uma bela mancha. Enquanto você tenta não se juntar a Anne no "time com Pãnico", a garota entretanto não parece nada preocupada, apenas aliviada por poder parar de fingir aquele disfarce, guardando a lamina que carregava a cintura e pegando algo de uma mochila que estava próxima a mesa:




- Não...Mas eu tenho uma boa idéia. Sua amiga esta bem? - Parecia ficar na ponta dos pés querendo ver como estava uma encolhida Anne que tremia após carregar sua arma. Bem, parece tudo mais fácil na teoria não é mesmo? Não se sintam culpadas garotas, nem todos são treinados por anos e sabem como agir em situações como aquelas. Mas vocês acabam chegando la.

Como Victor por exemplo, que faz um belo barulho enquanto gruda o rosto do barman no balcão. Ele permanece bem firme ali, sem sequer fazer um som de dor apesar do sangue escorrendo pelo nariz. Parece avaliar a situação um segundo ou dois olhando a lâmina de sua arma e entendendo do que se trata, antes de começar a soltar as informações:

- Eu não sei ta legal! Eu só cuido do lugar. Pessoas saem e entram, usam as salas la embaixo para...Eu sei la! Eles pagam, usam as salas e não faço perguntas. Ela pode ter entrado com um capuz na cabeça, qual é são tantas pessoas entrando e saindo que você nem repara em todos!

Ou não se importa, afinal de contas se importar é uma caracteristica humana.

A garota se aproximava com calma antes de complementar:

- Eu sei onde é a entrada, é atras daquele balcão. Eu estava tentando uma outra abordagem até que vocês chegaram e bem...Vocês sabem.

O Barman fazia um esforço com o rosto contra a madeira, parecia surpreso com ter julgado a garota da maneira errada. Ela fazia um sinal com a cabeça apontando a direção da suposta "entrada" para sa comentadas "salas la embaixo". Claro que ela apenas esperaria, afinal de contas não sabia se Victor perguntaria qualquer coisa a ela, simplesmente iria em frente ou qualquer coisa do tipo.

Acharia normal se ele não confiasse nela logo de cara.

Não se vive muito tempo confiando em qualquer um.

Pegunte para o decaptado ali no canto.


Última edição por Admin em Dom Jul 23, 2017 12:45 am, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum