[01 x 01] - Rastros de Sangue

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qua Ago 19, 2015 2:04 pm

Quem precisava mais de ajuda?

Após assistir Victor dando um “jeito” no barman, ele foi eliminado da lista, mas sua atenção continuava dividida entre o rapaz e Allison. E ok, ela estava em pânico, só que ainda completamente consciente de seus atos. E escutou quando a desconhecida perguntou se ela estava bem. Mesmo que tenha sido para Allie, foi a própria Anne que respondeu, se levantando, sem largar a colt.

- Estou bem, estou bem... Foi só...

Um susto?

Só isso, tá bom.

- Obrigada... – sussurrou para a garota.

Sentia as pernas bambearem e precisou respirar fundo algumas vezes antes de se mexer de novo. E quando o fez, seguiu na direção do decapitado enquanto a outra menina se aproximava de Vic, que parecia ter a situação em completo controle. Ficou observando o corpo antes de se abaixar ao seu lado e começar a tatear as suas roupas, obviamente procurando algo. Na verdade, qualquer coisa, já que ele estava no ninho e diferente da ceifadora ali, não estava no time de “vamos ajudar”. Isto é... nem podia afirmar nada sobre a garota também. Seu nervosismo não foi exatamente por causa da cabeça e mão cortadas – claro que contribuiu, e muito -, mas sim pelo fato de ter quase dito bye bye para esse mundo. Já era a segunda ou terceira vez que acontecia...

Em questão de dias!

Se não encontrasse nada, pegaria ao menos a arma do homem, a guardando em sua cintura. Sua expressão era mais séria e levemente contraída, com as sobrancelhas curvadas sobre os olhos escuros.

Após passar informações para o xerife, ela entrou, sem hesitar, não se importando se seria ou não seguida. Anne encarou Allison e mordeu o lábio de leve, incerta. Mas precisavam encontrar Blair... e torcer para que estivesse viva.

Aliás, o que eles queriam com a ruiva?

E quem exatamente eram “eles”?

Ah, é...

Também precisava falar que tivera a impressão de ver Burton.

Uma impressão muito real...
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 93
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Sex Ago 21, 2015 12:01 pm

Victor apertava o rosto do barman contra o balcão.

Provavelmente ele teria dificuldades até pra falar.

Mas logo, ao ver a lâmina apache, ele desembuchava.

Inútil.

- Obrigado… - Victor respondia, e dava um golpe contra a cabeça do homem, fazendo um movimento de subir e descer em seguida para desencaixar o machado do buraco que havia feito.

Pelo mesmo buraco uma nuvem negra se erguia, espalhando-se pelo teto do bar para se dissipar em seguida.

Vagarosamente ele se voltava para a garota, suspirando ruidosamente.

- Obrigado pela ajuda… Quem é você? - Perguntava, mantendo os olhos fixos aos dela.

A tomahawk permanecia firme no punho, gotejando sangue lentamente contra o assoalho de madeira.

Talvez Allison e Anne se assustassem com a naturalidade, ou certa frieza, o qual Victor fazia aquilo.

Mas no momento ele não se importava.

Se importava apenas em ficar atento com a nova garota, que apesar de ter salvo ele, ele não a conhecia e sequer sabia de suas intenções.

Por enquanto tinha salvo ele, mas quais eram seus motivos? Utilizar eles até quando for necessário?

Em resumo, não se chega longe nessa vida confiando na primeira pessoa que salva seu pescoço.

Por isso, apesar de a machadinha estar baixada, ele se mantinha bem atento… Para caso precisasse usá-la novamente.

Preferiria usar uma pistola, mas… Era o que tinha em mãos no momento.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 85
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Sex Ago 21, 2015 8:40 pm

Spoiler:

- Ahn.... - Observou a barra da calça ensopada de sangue. Aquela não era hora para vomitar, Allison. Tinha conseguido manter a compostura até agora. Quando a garota lhe perguntou se Anne estava bem, Allison olhou para a amiga e... sorriu ao ver que ela estava em pé e respondia.

Ela começou a procurar alguma pista no corpo do decaptado. Ok, era uma garota corajosa, no final das contas. A garota com a besta então dizia que havia uma porta atrás do balcão. Eles não tinham mais tempo pra perder. Logo Allison também podia ver Victor "finalizando" o barman. Quantas vezes você precisa ver alguém morrendo para se acostumar com isso?

Victor e a garota com a besta se encaravam... E Victor realmente parecia ameaçador com aquela machadinha ensanguentada nas mãos. Allison aproveitou o intervalo para sacar a Glock que estava escondida sob a blusa listrada que Anne lhe emprestara. Quanto tempo ainda tinham? OK, não deveriam confiar na primeira pessoa que os salvasse, mas... e Blair?

A arma estava segura em suas mãos, lentamente Allison foi se aproximando até passar pelo balcão, procurando a porta que a garota disse que havia ali. Os olhos mantinham-se atentos a qualquer coisa anormal. Será que finalmente as apresentações entre Victor e a garota da besta já haviam terminado?

- Será que podemos....? - disse, impaciente, apontando para a porta.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Sab Ago 22, 2015 1:15 pm

Victor, Anne e Alisson:
-----------------------

Junto com o som do machado de Victor, pareciam sair o que poderiam ser definidos apenas como pequenos "relâmpagos" do lugar onde a cabeça do barmane anteriormente se encaixava, mas nada demais acontecia. Para Victor e a garota entretanto, por saber de que se tratava nada havia de incomum ali.

Falando na garota, ela olhava para Victor e parecia tão atenta quanto ele, apesar que um pouco menos desconfiada. Ela não apontava a besta que segurava com as duas mãos, apenas a mantinha em posição de descanso enquanto falava  - Faith... Eu ja estava atras desse lugar a algum tempo, aparentemente algo envolvendo demônios e vampiros... Ela não vai atirar em mim pelas costas vai?

Comentava em tom de brincadeira no momento que Alisson sacava a arma, apesar que para a garota ela não havia emitido um som sequer. De qualquer forma, nosso falecido arremessador de armas tem pouco a oferecer: Vocês podem sim colocar mais uma pistola entre as duzias que vocês tem a disposição. Ele ainda possui de interessante fora algumas notas amassadas um cartão, exatamente do bar aonde vocês se localizam.

- Eu sei que o protocolo manda eu pedir para você se cortar com uma faca de prata enquanto você joga Água Benta na minha cara mas... Essas duas são bem humanas, especialmente ela - Apontaria com a cabeça para Anne. Mas se realmente fizer questão.

Dava de ombros. Indiferença.

E praticidade Victor, fazia tempo que uma garota assim não cruzava seu caminho.

Ao mesmo tempo, era a própria Alisson que "quebrava" aquela situação, andando por trás do balcão e vendo que dezenas de garrafas realmente ocultavam uma porta que com algum tempo poderia ter seu acesso liberado. Faith olharia para Victor como se vendo se era seguro ir até o local antes de ajudar na tarefa, se ele insistisse nos testes, ela faria.

Mas como a questão era sempre tempo, seguiam em frente. Eram escadas para baixo, que davam em um longo corredor de pedra. A medida que andavam, o lugar apresentava portas, como a de uma prisão, mas todas estavam abertas mostrando nada a não ser sujeira. Ao final do corredor e uma duzia de portas vazias, uma bifurcação. Ambos os finais podiam ser vistos, em novas portas. Ambas fechadas. Eram menos de 30 metros de uma a outra, não era exatamente se separar ja que conseguiriam sempre claramente ver o grupo todo.



- Então...Você me empresta uma de suas colegas? Acho que o tempo não esta exatamente a favor.
E até mesmo deixaria Victor escolher o lado, para caminhar na direção oposta. Não faria graaande caso se nenhuma das duas a seguisse, não havia tempo afinal de contas.

Estamos próximos do final da jornada crianças.

DEAN
------

Longe dali...

Algumas perguntas não tem respostas simples Dean, talvez por isso bares são sempre tão movimentados, alcool sempre parece trazer um novo foco, ou transformar os problemas em coisas sem importância. Entretanto, antes que você se afunde em bebida, alguem apareceu e se identificou como um agente das forças especiais, querendo ouvir a história que você ja tinha contado dezenas de vezes apenas para ser chamado de louco em seguida.

Ele se chamava Burton.

A reação dele entretanto, foi diferente. Ele não parecia surpreso, e nem memso impressionado. A unica pessoa que não havia lhe tratado como maluco parecia a mais maluca de todas! Ele comentava a respeito de como as coisas as vezes podem parecer não ser exatamente o que eram e que acreditava em você. Aproveitando que você estava de "licença após trauma psicológico", ele entregava um cartão e lhe convidava para mais explicações, respostas que você procurava.

Ou achava que procurava.

Ao longo de dias, que viraram semanas ele lhe mostrava como o mundo realmente é Dean: Primariamente, vocês localizavam e..."Neutralizavam" algo familiar para você como "Rongaru", mas lhe parecia mais uma daquelas coisas que tentaram devorar você e seus amigos.

"Acredita agora"?

A verdade é que o mundo não era como você tinha imaginado: Haviam fantasmas, demonios, e uma série de outros monstros que você jamais imaginou. E ele mostrava sinais e mais deles enquanto falava como um professor mostrando algo a um aluno, dizendo que agora se tratava de você escolher: Fingir que nada havia acontecido e tentar seguir com sua vida, ou fazer algo a respeito.

E tudo isso passava pela sua cabeça enquanto parava o carro em frente aquela cabana

Burton havia dito que era um dos locais que ele utilizava, que lai haviam mais respostas, informações e coisas que poderiam lhe explicar. Ele havia até mesmo dito onde escondia a chave!


Então...Aproveite enquanto os outros residentes não retornam Dean...

[Area de caçadores editada]

["Guia pratico do caçador" editado]
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 141
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Dean Hartigan em Sab Ago 22, 2015 6:47 pm

Eu estava aproveitando a minha folga... ao menos, era o que eu chamava de aproveitar. Porque na maior parte do tempo dessas minhas folgas eu ia atrás de livros que eu nunca encontrava nas bibliotecas ou navegava em sites de conspiração, administrados por nerds virgens ou algum idiota que achava que a vida era algum jogo de RPG. De fato... eu nunca encontrava nada útil e me perguntava se eu não estava ficando obcecado... Besteira! Eu sei o que eu vi. Não foi uma explosão de gás ou uma demissão coletiva que eliminou a minha equipe. O problema era que, enquanto eu contava a minha lenda, eu tinha certeza que o psiquiatra estava jogando Candy Crush ao invés de me ajudar... então eu simplesmente assumi que tinha imaginado tudo aquilo e eles me deram alguns meses de licença...

Licença esta que eu costumo chamar de folga... porque ela só vai durar mais três meses. Eu tento ligar para Julia, minha ex, mas ela nunca atende...



Soube que ela estava namorando um médico, dentista ou sei lá o quê. Nosso casamento de três anos já estava meio que indo para o ralo e quando eu fui chamado para a missão que quase arruinou a minha carreira e comecei a beber mais vezes na semana para soltar a minha mente daquela loucura toda que eu havia visto. Julia me apoiou no começo, mas depois ela não aguentou... afinal, quem ia conseguir aguentar um marido que acorda gritando no meio da noite, já sacando uma beretta e apontando para a porta do banheiro? Não dá pra culpá-la...

Foi então que o velho maluco apareceu. Ele perguntou a minha história e eu nem sei porque diabos contei. Ele era das Forças Especiais e deu pra ver a .44 que ele carregava no coldre. Uma boa arma... Lenta feito o diabo, mas que faz um estrago maldito. Ele bebeu comigo e ouviu tudo o que eu tinha a dizer... quando a história e a cerveja acabaram, o maluco disse que acreditava em mim. Ha! Essa era boa! Tudo o que eu precisava era de um velho militar mais pirado do que eu. Eu me despeço, mas ele segura meu braço e me entrega um cartão...

No dia seguinte eu acordo e a única coisa que tenho pra fazer é ver o NetFlix e passear com o meu cachorro que... A Julia levou o maldito traidor. É... não tenho nada muito útil para fazer. Então eu decido dar uma chance pro coroa. Ele pode ter algo interessante a dizer e, bem... se não tiver, vai ser bom rir das maluquices que ele vai falar.

Ele me levou pra caçar e eu quase não acreditei nos meus olhos! Caçamos uma tal criatura que ele chamava de Rongaru! Eu enchi ela de chumbo e ela continuou avançando, mas Burton me mostrou como matá-las com mais eficácia. Diabos, então é o resto do mundo que é cego, e não eu que tô ficando pirado!

Depois de semanas me instruindo, eu já sou bem menos cético que o normal. Eu me preparo melhor e se eu já não saía de casa armado, agora é que eu levo é duas!

Burton me dá uma carona até uma cabana no meio do mato e eu já fico tenso... parece aquele tipo de lugar onde se escondem corpos.

Arrow  E então? O que vamos caçar?

Ele me explica que aquilo é um refugio... Um local onde eu poderia aprender. Ele me dáuma das chaves... confiança.. mas eu não sou burro. O velho pode estar armando pra mim... Até onde eu sei, certas dessas coisas podem estar só esperando alguém para jantar...

Eu finjo que não há desconfiança, e saio da camionete. Pego a chave na floreira da janela e abro a porta em silêncio. Mantenho a beretta na minha mão boa e vou entrando com a arma semi-abaixado, no padrão da SWAT.

Logo vejo que o local parece não ter ninguém... então eu começo a fuçar nos livros da estante ou em qualquer coisa que tenha uma leve cara de sobrenatural ou não ordinário... mas meus ouvidos estão atentos...

Roupa

Cordão
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 61
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qui Ago 27, 2015 2:30 pm

Sua atenção se voltou novamente para Victor, no momento em que ele puxou a machadinha e o barman... morreu? Era bem provável, levando em consideração aquela fumaça escura que escapou pelo buraco aberto em sua garganta e a cabeça... tá bom, tá bom. Embora Annelisa soubesse em que tipo de situação estava metida, era impossível ainda não se surpreender com... tudo. Mas não era o momento, ela sabia, só que mesmo assim...

Concentre-se, Anne, apenas faça isso.

Após lidar com o carinha lá, Victor conversava com a desconhecida, que até agora, não parecia ser uma inimiga, de verdade. Não podiam baixar a guarda, claro, no entanto era mais tranquilizante saber que tinham uma pessoa a menos para enfrentar. E sim, Vic, a sua maneira fria de agir era angustiante, porém Annelisa não chegava a ter medo. Apesar da aparência delicada e do comportamento juvenil, ela não era medrosa. E ok, podia não parecer, mas conseguia ser neutra quando a situação pedia. Afinal, ela estagiava num necrotério! Grande parte do seu dia, era apenas ela... e um monte de defunto. Annelisa tinha a sua maneira de lidar com a morte... por isso era tão... bizarro... acreditar no sobrenatural.

Então olhou na direção de Allie quando ela começou a caminhar até o balcão, deixando sua intenção clara: procurar Blair. A outra menina começou a falar, e Anne dividia as atenções entre todos.

Demônios...

Vampiros...

Legal.

Ela falou algo sobre serem humanas, e quando a encarou, Anne arregalou os olhos e depois franziu o cenho, confusa. E não conteve o impulso de analisar a si mesma, como se procurando alguma coisa de errado.

"Especialmente ela".

Er... foi um elogio? Era algo bom, hum?

Deixa pra lá...

Hora de agir!

Trocou olhares com Alisson e Vic e deu de ombros em seguida.

Quais eram alternativas?

Se não houvessem impedimentos, ela seguiria a caçadora. E o caminho não era exatamente agradável. Nossa... e de fora parecia ser só um barzinho furreca. Enfim, eles logo alcançavam um ponto em que precisariam se dividir - não que fosse uma separação para choradeira e tals...

Quando Faith pediu uma das garotas "emprestada", Anne novamente encarou os dois colegas de equipe.

- Vamos... - acabou se decidindo por Victor, colocando-se ao lado dela.

Não era justo que ela fosse sozinha, né?
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 93
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Qui Ago 27, 2015 8:58 pm

- Ei! Eu não vou atirar em você... - respondeu ao comentário de Faith. Percebera, obviamente, que ela não falava sério. Mas Allison não deixou de admirar a habilidade dela em perceber um movimento que para a jovem tatuada, fora extremamente sutil. Faith mencionara demônios e vampiros. E eles estavam esperando fantasmas. Dava tempo de trocar a munição de sal por uns crucifixos? Acho que não.

Allison se adiantou até atrás do balcão, e após algum trabalho em retirar as garrafas que cobriam uma passagem. Alguns metros de descida depois, muitas portas que não levavam a lugar nenhum e.. estavam em túnel. Tal qual em um episódio de Scooby-Doo, haviam dois caminhos possíveis. Aquilo não significava exatamente se separarem, porque ainda era possível uma dupla ver a outra. Quando Anne se ofereceu para ir com Faith, Allison permaneceu ao lado de Victor. Para ela tratava-se de uma divisão justa, visto que Faith e Victor pareciam ser caçadores mais experientes e ela e a Anne eram só novatas.

Olhou para Victor por alguns instantes, como se esperasse ele tomar a iniciativa de que lado seguir. Caminharia próximo a ele, em silêncio e com a arma em punho, atenta à tudo que estava ao redor. Inclusive em Faith e Anne. Pouco a pouco Allison se sentia um pouco mais confortável naquela situação, embora não tivesse tanta experiência. Depois perguntaria a Victor, mas não tinha se saído tão mal no bar, certo? Ok, eles quase foram mortos, mas estavam ali, conseguindo inclusive ajuda. E.. afinal quantos caçadores haviam espalhados por aí?
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Dom Ago 30, 2015 11:44 am

Victor olhava fixamente para Faith por alguns segundos.

Sim, não havia tempo para protocolos.

Mas acima de tudo era necessário poder confiar um no outro. Ainda mantendo a machadinha na mão direita, a mão esquerda ia até a jaqueta, apanhando uma pequena adaga presa ali.

Só de ver o tom da lâmina, ela podia concluir o que era: Prata.

Não tinha ficado vivo até hoje ignorando protocolos de segurança.

Por mais prática e bonita que você fosse, Faith,

Na verdade, era um dos maiores motivos….

Ele cortava a mão, na altura do polegar, com a adaga, e em seguida a estendia para Faith.

Em seguira, era vez da água benta.

Ele retirava um cantil, típico de uísque, e jogava o conteúdo contra o peito. Mais uma vez o estendia pra ela.

Finalmente, feito tudo… Estenderia a mão direita, trocando a machadinha de lugar – Victor…

Mas, não havia tempo para conversar, certo?

Logo estavam caminhando pelo imenso corredor.

A bifurcação não era nem um pouco boa.

Cerrava levemente o olhar, quando Faith pedia uma garota emprestada.

Anne tomava a frente, optando por mim.

Racionalmente era a escolha que eu faria. Allison parecia muito mais forte do que Anne.

Confiaria que ela poderia se virar melhor do que Anne, que as vezes parecia tão ingênua.

Olhou para Allison, cerrando levemente o olhar – Tome cuidado, confie nos seus instintos… Isso vai acabar logo…

Manteve os olhos contra os dela por alguns segundos, talvez tentando lhe passar confiança.

Em seguida olhou para Faith.

Se acontecer algo com ela… Juro que esfolo você viva.

E desde quando se importava com aquelas duas?

Merda… Elas eram fraquezas.

Duas grandes e estúpidas fraquezas.

- Vamos, Anne… - Sussurrava, e finalmente tomava o corredor oposto ao de Faith.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 85
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Dom Ago 30, 2015 6:14 pm

DEAN:
---------


Tsc, tsc...

Esposa, folga, trabalho.

Você realmente não percebe que agora, as regras mudaram em relação a você Dean.

Mas isso vai levar um tempo, então não se preocupe.

E após abrir a porta, você ve que aparentemente seu velho amigo não esta...Interessante ele não ter lhe chamado, talvez estivesse dando um tempo para você colocar o que restava de sua cabeça no lugar. Após alguns instantes, você logo de cara percebe que ele deixou algo como se separado para você: Um dos livros sobre a mesa estava com uma pagina marcada, falando sobre seu inimigo favorito Dean, como eles se comportavam e como dar cabo deles.

Ao virar a página, algo cai no chão: Um belo DVD, com seu nome escrito no envelope.

Pelo visto, Burton deixou mais algumas surpresas.

Tem uma TV e um aparelho exatamente diante de você.

Bom...O lugar parece bem aconchegante, hora do filme.

OUTROS:
----------


Conforme dito antes Victor, não seria Faith quem iria complicar por uma coisa daquelas. Ela apanhava a faca e abria um corte na mão, mostrando o sangue antes de devolver a mesma para então pegar o cantil

- Vou acreditar que isso é realmente agua benta

E ela jogava um pouco no rosto, passando a mão na direção do cabelo antes de devolver.

Ok, good to go.

E logo se dividiam...

Mas isso não vai fazer muita diferença crianças. A jornada de vocês terminou.

Ei não se assustem!

É que realmente, não existe mais para onde ir.

Victor e Allison, ao chegar ao final do seu corredor nenhum planejamento era necessário, uma vez que a porta estava até mesmo aberta. Parecia um local mais como qualquer outro dos vistos antes, entretanto Allison por alguma razão reconhece um pedaço de roupa rasgada, e sem grandes problemas sabe que se tratava de algo que Blair usava. Você contudo Victor, não consegue entretanto perceber isso, ja que suas atenções estão voltadas a algo que esta "escrito" na porta.

Um simbolo, uma runa.

Um ritual? Um nome? Um lugar.

Dificil saber. Mas não se preocupe, muito em breve vai ficar sabendo.

Você entretanto Anne, segue a garota que faz sinais para que você de cobertura enquanto ela anda. Ela não é tão diferente de Victor, parece apenas não demonstrar levar as coisas tão a sério. Ela avança em direção a mais uma daquelas portas metalizadas e abre um pequeno compartimento feito para "olhar" o interior.

E ao fazer isso, ela baixa a arma.

A expressão dela também parece bem...Desanimada.

Ela viu algo, mas balança a cabeça deixando claro que não se trata da amiga de vocês.

- Anne...Chame Victor.

Porque algumas coisas, seus olhos ainda não precisam ver.

E acredite, aquilo que esta la dentro, é algo que você ainda não esta pronta.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 141
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qua Set 02, 2015 3:00 pm

Mesmo que não dissesse uma única palavras após se colocar ao lado de Faith, era possível enxergar em seus olhos um silencioso pedido para que eles tomassem cuidado. Podia sentir certa tensão tomando conta de todos, embora não estivessem diante de nenhum perigo... ainda.

(Vou considerar a fala do Victor para a Anne. Desculpa a confusão, galera i.i)

Apenas acenou a cabeça para o xerife, concordando.

Confiar em seus instintos...

Parecia uma boa ideia.

Até agora, tinha funcionado.

Mas...

Sua impressão era de que nada ia acabar logo.

Pelo contrário...

- Vocês também... Tomem cuidado...

Ao menos, ao lado de Victor, Allison estaria segura. Apesar das trocas de elogios e a maneira que os dois se davam super bem, Annelisa... confiava nele, e em Allie também. Talvez fosse essa ingenuidade reconhecida por Vic que provavelmente a colocaria em problemas, mas... eram dois lados de uma mesma moeda. Ao mesmo tempo em que era um defeito, uma fraqueza... era uma de suas qualidades. Uma entre tantas outras...

Tomara que todos tenham tempo de se conhecer o suficiente, não é mesmo?

Por fim, encarou Faith e mostrou um sorrisinho trêmulo que não demorou a se desfazer quando as duas seguiram na direção contrária. Anne seguia um passo atrás para cuidar da retaguarda de Fay, como ela pediu, e mal percebia a forma que estava prendendo a respiração à medida que se aproximavam cada vez mais do fim do corredor. Ela chegou a olhar por cima do ombro, uma bisbilhotada rápida em Vic e Allie. Quando chegam lá, a caçadora abre uma janelinha e olha além da porta de ferro. São segundos de angústia, pois Blair poderia estar ali... viva ou morta.

E Annelisa nota tudo... A maneira que ela abaixou a arma, a feição contraída pelo desânimo...

Chegava em suas próprias conclusões.

Que dão espaço para outras quando Faith deixa claro não se tratar de Blair.

Então...

- Mas...

Ela sussurra, só que decide fazer o que Faith pediu.

- Certo... Eu já volto...

Por mais curiosa que ela fosse, enquanto se afastava, seguindo até a outra ponta da bifurcação, Annelisa teve a certeza de que era algo que não gostaria de ver. Nessa altura e por causa do silêncio fúnebre, os dois poderiam escutar o som dos passos da menina até ela aparecer na porta (caso vocês tenham entrado, se não, só se aproximou mesmo).

- Vic... A Faith está te chamando para ver algo – pela maneira que ela poupou detalhes, estava claro que não tinha olhado o que era – Não é a Blair, mas mesmo assim ela não está com uma expressão muito boa... E... – olhava para o interior, constatando que a ruivinha também não estava ali – E eu... antes de entrar, quando estava no carro, tive a impressão de ver o Burton pelo retrovisor. Só que quando olhei para trás, ele não estava mais lá – Anne balançou a cabeça, como se negasse – Não. Não foi uma impressão. Tenho certeza que o vi. Certeza absoluta.

Bom momento para falar aquilo?

Talvez não, talvez sim...

- Ele... apareceu, pra mim.

Os lábios tremeram, mas ela endureceu o queixo, não querendo fraquejar com a lembrança.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 93
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Allison Reynolds em Qui Set 03, 2015 5:22 pm

Allison seguiu com Victor através do corredor, sempre tentando se manter atenta. Caminhava tentando ser o mais silenciosa possível, com a arma em punho. Mas tudo estava quieto por ali. Quieto até demais.

Logo perceberam que toda preocupação foi em vão. Não havia nada ali. Enquanto a atenção de Victor se direcionava ao símbolo na parede, a de Allison percorria aquele cômodo que estava com a porta aberta, tentando achar algo além do símbolo que pudesse servir como pista.

Por dentro, a garota desejava que Anne e Faith encontrassem Blair, até que viu no chão um pedaço de tecido. Rasgado. Em tom pastel... Não era preciso conhecer muito bem Blair para saber que se tratava de um pedaço da roupa dela.

- Victor... Isso é da Blair... - Allison chamou o caçador, que estava concentrado no símbolo diante deles, mostrando o retalho de tecido que havia encontrado.

Logo Anne chamava Victor, Allison demoraria mais um instante no local. Olhava para o símbolo na parede. A ideia era memorizar aquilo antes de se juntar aos demais. Assim que pudesse colocar as mãos em papel e caneta, desenharia o símbolo. De alguma maneira, ela tinha a impressão que era capaz de descobrir o significado daquilo.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Dean Hartigan em Qui Set 03, 2015 6:12 pm

Dean deu uma boa caminhada pela cabana. Examinou os pontos dela em que poderia ser surpreendido, como embaixo de camas e dentro de armários. Foi até a cozinha e chegou a abrir a geladeira. Pensou em pegar uma das cervejas, mas evitava beber quando estava se metendo com esse tipo de coisa sobrenatural, então pegou apenas uma lata de refrigerante, abriu e começou a beber.

Chegou até perto do licro que estava marcado e começou a ler...

Dean: Rougarus, hein? Nossa, esses caras são feios mesmo.

Fechou o livro e foi até o aparelho de tv. Ligou ela e o DVD, tirou o DVD da caixa e o colocou na caixa.

Dean: Certo, senhor caçador de monstros... Vamos ver o que você tem pra mim hoje.

Começou a assistir. Deixou a pistola pousada em cima da sua coxa enquanto assistia.
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 61
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Sex Set 04, 2015 9:42 pm

O apache se mantinha a frente de Allison, sempre naquela posição defensiva.

Se algo os atacasse de frente, ele tomaria os boas vindas no peito, Allie… Ganhando algum tempo para você.

Não que ele falasse ou assumisse que estava fazendo isso. Mas… Bom, você é bem inteligente e pode deduzir, certo?

Ele mantinha a tomahawk na mão esquerda, e a Glock, que ele havia sacado enquanto caminhava, na direita.

A expressão era mais do que fechada.

Os olhos cerrados, atento a tudo.

Até ver aquelas runas.

Ele olhava em volta por alguns segundos, e em seguida aproximava-se… Olhando para as runas.

Algo em sua mente remetia a assinatura.

Identificava algo ou alguém… Mas não fazia ideia do que.

Sacava o celular rapidamente e tirava uma foto das runas.

No mesmo instante, Allie chamava sua atenção.

Um pedaço de roupa de Blair.

Quando se abaixava para ver, ouvia passos.

Victor apenas erguia a Glock e aguardava quem quer que fosse aparecer.

Ao ver Anne ele descia a arma lentamente.

Ao se levantar, puxava o pedaço de roupa de Blair e o levava até o rosto, tentando sentir algum cheiro diferente.

Nada superava as técnicas de rastreamento que seu pai havia lhe ensinado. Mesmo com tanta tecnologia.

Por fim, acenou a cabeça positivamente para Anne – Vamos lá, Allison… Fiquem atentas. Tem algo muito errado com esse lugar…

Ele suspirou, finalmente se levantando e seguindo na direção que Faith tinha ficado.

Até que Anne disse sobre Burton.

A vontade que tinha era de xingá-la.

Só agora você me fala?!

Ele olhou por cima do ombro, no momento em que viu o queixo dela subir e descer.

Suspirou - Conversamos sobre isso depois... Obrigado por ter falado, pode ser importante.

Engoliu o orgulho ao agradecê-la, afinal... Era bem claro como a morte de Burton a atingia ainda.

Estava amolecendo, Victor.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 85
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Admin em Sex Set 04, 2015 11:40 pm

Bem, parece que mais uma vez vocês conseguiram a chegar ao fim da história.

Ao menos, a maioria de vocês.

Entretanto, seus problemas mal começaram.

DEAN
------

A cabana de Burton parecia em todos os sentidos...Uma cabana. Uma velha cabana servindo para o que deveria ser um local onde ele deveria relaxar ou até mesmo caçar, apesar que não se tratava de exatamente o que as pessoas caçavam. A maioria das armas estava no carro, e nenhuma outra parecia visível. Isso porque estão muito bem guardadas, mas nada disso importa agora.

Logo, a imagem de Burton surge na tela, sentado em uma poltrona próxima de onde você esta, aparentemente falando com a câmera.

- Ola Dean...Eu realmente não gostaria de que nossa próxima conversa fosse assim mas se esta vendo isso...

Burton respirava fundo e balançava a cabeça negativamente, baixava o olhar para o chão e em seguida encarava novamente a câmera.

- Então não voltei para descartar esse DVD. O que significa devo estar morto Dean.

Morto.

Era interessante como ele falava isso com certa facilidade. Logo ele parecia se inclinar mais em direção ao aparelho como se falando diretamente com você Dean.

- Existem várias coisas que eu lhe poderia lhe falar, apesar que você ja sabe o bastante dessa vida e o resto vem com o tempo. Contudo... Algumas coisas são realmente complicadas. Exiplicaria de outra forma se fosse possível mas infelizmente se estou morto, você é a ultima opção.

Antes que consiga entender do que ele esta falando, alguma coisa muda Dean. Você esta ouvindo...Mas as informações não são exatamente percebidas. Elas estão sendo lentamente armazenadas na sua cabeça, sem que você perceba. Sequer vai se lembrar de nada quando isso acabar, e existe uma boa razão para isso.

Entretanto, ela vai ter que esperar um pouco.

OUTROS
------

Ah sim, a procura de Blair acaba apenas em um simbolo e um pedaço de pano. Após se agruparem e trocarem as informações que tem, você descobre Victor que o "rastro" dela esta bem fraco. Isso só tem apenas uma explicação: Ela ja foi levada dali a muito tempo.

Vocês estão bem atrasados.

Faith permanecia de braços cruzados escorada na porta. A cara dela fazia as garotas se manterem afastadas. Ao ver a presença do Xerife, ela abria mais uma vez a vigia, e deixava claro porque apenas você deveria ver o que estava ali Victor.

Corpos.

Dezenas. Duzias...Talvez uma centenas.

Em estados variados de decomposição e apenas...Largados ali.

Descartados como algo que não era mais util.

- Eu estou atrás de um grupo de vampiros. Eu segui o rastro deles até aqui, mas eles eram apenas mais um cliente da lista desse estabelecimento. Ja sabemos como eles usavam o local. Eu tenho uma nova pista, um tanto longe daqui. Mas eu cuido disso. Lamento por sua amiga.

Era como se eles estivessem se divertindo, brincando com aquela caçada.

Deixando apenas longos rastros de sangue.

Faith insistiria em que o lugar fosse queimado. Victor poderia virar o lugar de cabeça para baixo e nada seria encontrado. A melhor solução, ele concordava que realmente era fazer aquilo. As autoridades encontrariam o local após o mesmo ir abaixo, e ele jamais seria usado mais uma vez para aquele fim.

A jovem caçadora logo se despedia sem grandes cerimônias. Lugares para ir e pessoas para matar.

- Talvez eu pegue uma de suas amiguinhas emprestada qualquer dia, pode dar trabalho treinar duas novatas.

Uma vez que o rastro de Blair não apontava a lugar nenhum, o mais seguro seria retornar até a cabana. A viagem era silenciosa, uma vez que ninguem parecia ter nada a dizer. Entretanto, uma vez chegando havia uma iluminação fraca do lado de dentro da cabana. Victor fazia questão de ir na frente, deixando que as garotas o seguissem. Logo que derrubasse a porta com um chute, ao mesmo tempo que apontava a arma para o "invasor", este fazia o mesmo com a pistola erguida na direção dele. Ambos esperando sem atirar.

Próximo dele, algo queima dentro da lareira, eliminando complentamente qualquer pista do que houve.

E quando você se da conta Dean, você ja esta apontando a arma para um jovem indigena, seguido de duas garotas. A um instante atrás você estava assistindo o DVD de Burton, e agora percebe que... Não sabe o que ocorreu. Apenas esta de pé, apontando uma arma para alguem que retribui a atitude.

A unica coisa que você sabe, é a certeza daquilo que esta queimando.

Você consegue se recordar de começar o fogo e jogar o DVD, juntamente com o livro para serem destruidos.

Mesmo que não saiba porque, afinal era como se não fosse você.

Pelo visto, vocês tem muito o que conversar...


Longe dali
--------------

Enquanto as autoridades estão preocupadas com as chamas, as mesmas parecem ser unicas a alcançar um grupo afastado, projetando suas sombras no chão apesar do cenário noturno:



- É uma pena... Eu gostava do bar, tinha um charme... Anos 90.

- Isso não importa agora, temos problemas maiores. Foi bem arriscado deixar aquele simbolo na parede.

A voz feminina acusava e questionava ao mesmo tempo, fazendo com que uma outra voz masculina soltasse uma risada discreta:

- Desculpe... Mas foi necessário. Não podemos ter medo dele. Como disse, temos preocupações maiores.


Insatisfeita com a resposta, a mulher respirou fundo de maneira desnecessária e se viu obrigada a concordar, enquanto a ultima pessoa ali presente falava com certo desanimo.

- Eles...Pegaram um brinquedo, e logo o meu favorito.

A garota mais nova parecia desanimada, falando em um tom infantil e desanimado. Entretanto logo era consolada:

- Não fique assim, vamos dar um jeito de recuperar a sua favorita. Não precisamos ter pressa, acho que a minha tem que lutar com seus próprios fantasmas antes do nosso...Encontro.

- William! - Ela falava com uma voz enciumada mas ainda infantil, William apenas ria e voltava-se para o outro casal.

- E vocês, ja escolheram? As regras são bem claras...Vocês quem escolheram assim na verdade

- Eu sempre gostei de protagonistas mas..Aparentemente uma nova peça acaba de surgir. Isso pode ser um problema a não ser que...

As chamas começavam a diminuir, junto com as quatro sombras. Willian e sua companheira eram os primeiros a saírem do local, parecendo entediados ou simplesmente pouco interessados com o resto da conversa, enquanto a mulher ainda exitava a respeito daquela resposta, sabendo do que se tratava.

E que não haviam opções.

- Pelo visto seu aluno sera testado muito em breve. Espero que ele esteja pronto.

Não houve respostas, apenas um sorriso. Logo eles também sairiam daquele local, de forma tão imperceptível quanto haviam chegado.

Conforme dito, haviam problemas maiores.

E muito a fazer.

Continua...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 141
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 01] - Rastros de Sangue

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum