[01 x 02] - O Segredo do Show

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Admin em Seg Set 07, 2015 1:05 am


As coisas começam a ficar confusas. Logo em seu primeiro "caso oficial", o grupo se ve ao resgate de uma das primeiras pessoas que conheceram. Entretanto, eles se vem atrasados e acabam partindo para um novo local, lindando com uma ameaça mais perigosa e encontrando aliados inesperados. Após tudo isso, percebem estar novamente no local certo e na hora errada, ja que o destino de Blair é desconhecido.

Entretanto, não existe tempo para lamentar ja que os monstros realmente não esperam até que os problemas se resolvam. E logo, uma nova pessoa se junta ao grupo trazendo ainda mais perguntas que vão precisar ser respondidas, apesar que no momento a última coisa clara no caminho do grupo são respostas. E até mesmo os verdadeiros inimigos observam das sombras parecendo estudar melhor como agir.

E agora, é hora de ver como seguem em frente...


4 dias depois...

ANNE:
--------

E com o passar dos dias pouco muda.

A cabana tem uma série de informações, basicamente na forma de livros e é quase impossível escolher exatamente como começar frente a infinidade de opções a sua disposição. Se Burton queria lhe passar alguma coisa em especial, deveria ter sido mais especifico uma vez que é quase impossível saber exatamente o que é mais importante ali.

EntretanTo, juntamente com os outros os dias passam devagar enquanto vocês tentam começar a entender como agir em equipe. Talvez seja a melhor maneira de levar as coisas, se preocupando mais com seus novos aliados e o que temos pela frente do que com as tragédias que ja aconteceram.

Mesmo que frequentemente você tenha a sensação de estar sendo...Observada.

Apesar de não haver nada ali...

Certo?

ALISSON:
------------

Mais uma vez, você estava estudando aquele misterioso livro, ou tentando ja que simplesmente nada daquilo parecia fazer sentido, e acabava por pegar no sono. Os sonhos ao longo daquela semana que se passava era sempre parecido, apesar que lentamente os detalhes pareciam mais claros. Uma multidão parecia gritar e atirar objetos em uma direção. Contudo, tudo parecia muito devagar e confuso, fazendo impossível saber o que exatamente estava acontecendo.

A unica coisa possível de se saber é que devido as roupas e as construções era um local diferente em uma época completamente diferente. A raiva era clara no rosto das pessoas, mas os sonhos nunca mostrava a direção que eles estavam olhando. Desta vez entretanto antes de despertar, era possível ouvir claramente uma frase:

- Queimem a bruxa!

E logo você acordava, dormindo sobre seu precioso e enigmático livro.


DEAN:
-------

Bem Dean, a boa noticia é que assim como você não atirou nele, ele não atirou em você.

Então vieram explicações, explicações e mais explicações: Burton realmente acabou não sobrevivendo a ultima de suas missões, a qual os 3 presentes na cabana acabaram se conhecendo. Anne entretanto foi a que mais conheceu Burton, foi salva por ele e por alguma razão acabou apegada ao veterano. Ele a deixou com a cabana, por alguma razão que também não é especifica.

Fora que não é preciso dizer que...A questão sobre confiar em você é bem complicada. Você sabia onde estava a chave e como entrar, e claro que foi preciso Victor se assegurar que você não estava mentindo. E mesmo assim o fato que você não consegue explicar o que houve não ajuda.

Resumindo. Ele esta de olho em você.

Ninguém disse que seria fácil Dean...

VICTOR
-------

Xerife, você esta com sorte.

Em primeiro lugar, porque depois de muito tempo, você pode ser apenas...Você mesmo. Nada de garotas, nada de cara estranho que apareceu do nada conhecendo o Burton. Simplesmente você e seu carro indo resolver algo por conta própria como nos velhos tempos.

O problema? Você esta indo ver os anciões Victor.

Seu pai falava pouco das anciões, e eles eram quase que lendas. Toda tribo indigena possui anciões, aqueles que são considerados como lideres, representantes. E no seu caso não seria diferente. Entretanto, eles com certeza lhe enviaram aquele envelope com o simbolo inconfundivel e as coordenadas querendo saber alguma coisa. Certamente de como você esta lidando com os "negócios da familia", ou se esta realmente pronto para isso.

Seu pai não fazia boa propaganda do conselho.

Se você tinha algo semelhante a um chefe, era o conselho.

Um chefe bem ausente e despreocupado, mas ainda seu chefe.

A parte boa, é que eles certamente vão ter o que dizer: Sobre a runa, sobre Burton, talvez até mesmo sobre Blair. Eles tem todas as respostas, são a internet do seu povo: Shamans, feiticeiros espirituais, pontes para os espiritos. Tudo eles sabem, e o que não sabem não existe.

A parte ruim: Eles só vão dizer aquilo que acharem que você deve saber. Pois você ainda é um caçador idiota achando que sabe o que faz. Alguns daqueles homens talvez sejam imortais Vic, ou com séculos de vida, o que da quase na mesma. Eles ja viram dezenas como você, e advinhe: vocês morrem, eles não.

Por isso você não podia levar as garotas.

Elas estariam bem, Dean era um policial, REALMENTE um policial. Saberia cuidar delas especialmente em um caso...Como aquele.

Você quase fica feliz de estar onde esta.

QUASE.

É possivel avistar a fogueira de longe. Você sabe que a partir daquele momento deve seguir a pé, uma boa noticia é que a escuridão do deserto parece um pouco menos intimidante ja que pode contar com a arma de sua familia. Nada de pistolas, nada moderno. Eles considerariam uma afronta.

Em frente ao fogo, uma figura parece com os olhos fixos em você Victor. Ele parece estar tranquilamente aguardando, é bem mais jovem do que você pensava que seria e tem uma cicatriz embaixo dos olhos.



E ele não diz nada. Apenas aguarda que diga.

Provavelmente era um teste. Mesmo eles tendo lhe chamado para aquele breu com uma fogueira, eles queriam que você dissesse porque estava ali. Mesmo que ja soubessem, queriam saber suas duvidas, as que ja sabiam as respostas. Talvez só quisessem saber qual de suas dúvidas você queria as respostas.

Mas eles...Ja não sabiam disso?

Calma Victor, calma também é importante.

DEAN, ANNE E ALISSON
---------------------

- Victor...Eu posso ter um caso para seu... Grupo recém-formado.

Infelizmente, Victor sabia que não poderia estar com eles logo no início.

Dessa forma, precisava de um caso digamos mais...Seguro.

Felizmente, uma vez na vida a sorte estava a seu favor e um caso assim acabou aparecendo.

Vocês conhecem o Xerife, então ele não passa muitos detalhes...Até mesmo porque ele não tem. Tudo que fornece é um nome e um endereço. Ele diz algo como ser a chance de vocês se virarem sozinhos, aprenderem um pouco na prática enquanto ele tem que resolver alguns assuntos. Claro que ter um policial "de verdade" deixou ele mais tranquilo para que as garotas não morram por ai.

Ele volta antes que vocês

O local, que na verdade é um andar inteiro de um prédio é bem movimentado. Apenas para variar as pessoas parecem não prestar atenção em vocês. Muita conversa, muito agito, sequer parecem ouvir enquanto vocês perguntam, pedem para esperar ou tentam chamar atenção.

Mas indicam direções, aonde deve estar a pessoa que entrou em contato os chamando em primeiro lugar

Quando vocês conseguem chegar mais próximos do centro daquele caos, finalmente escutam o nome que procuravam.

- Silêncio no estúdio! Música, é com você Cora! GRAVANDO!



-PERFEITO CORA! Essa valeu, obrigado pessoal. E...Quem são vocês?

Certo.Vocês vão precisar de um momento...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 132
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Allison Reynolds em Qui Set 10, 2015 10:14 pm

Apesar de todos os esforços, Blair continuava desaparecida. Isso era bem desanimador, mas Allison procurava fazer o possível para se manter ocupada. Trouxera para a cabana de Burton roupas, seu notebook. E gastava uma boa parte do seu tempo - principalmente a noite - folheando o livro, na esperança de algo fazer sentido novamente, mas sem sucesso.

Enfim, agora eles efetivamente eram um grupo. E apesar do estranhamento inicial, Allison se sentia mais a vontade com eles do que com qualquer colega da faculdade. SIM, encontrar Dean ali logo que voltaram para a cabana foi meio estranho, mas, ele não parecia má pessoa.

Havia algo que preocupava Allison, quando estava no bar onde tudo aconteceu ela se sentiu muito insegura. Tirando a vez que explodiu a cabeça de sua amiga, ela não tinha muita habilidade em atirar. Nem em se defender. Era também uma boa oportunidade de quebrar o gelo, não?

- Dean... eu carrego uma arma e só atirei uma vez na vida. Você poderia me ensinar? Eu prometo que não vou ser uma chata e que aprendo rápido - falou sorrindo e em tom de brincadeira com o policial. Se ele aceitar, Allison aproveitará para pedir umas dicas de defesa pessoal também.


A noite debruçava-se sobre o livro, Allison tentava em vão tentar encontrar algum sentido. E então vieram os sonhos. E era como se a cada noite ela "avançasse" um pouco na mesma cena, as coisas iam ficando mais compreensíveis. Estava em algum momento do passado. As pessoas pareciam furiosas. Queriam queimar uma bruxa.

Que merda era aquilo?

Victor disse que tinha algo que ele teria que resolver sozinho. O primeiro impulso de Allison foi chamar ele de marrento por não querer ajuda mas, por algum motivo, ela não fez isso. Porque a jovem sabia que se ele queria ir sozinho, devia ter um bom motivo pra isso.

- Ei... Te cuida, Vic. - foi somente o que ela disse a ele antes dele partir.

Mas... eles tinham o primeiro caso! Allison vestia uma jaqueta de couro sobre uma blusa branca, calça jeans e óculos escuros.


Logo que chegaram no local, achou estranha toda aquela movimentação. Estavam procurando por uma mulher chamada Cora... Quando chegaram eles...

Não podia ser. Era AQUELA Cora? A estrela teen? E... puta merda ela está dançando seminua com monges budistas MESMO? Allison deu uma olhada rápida para Anne e Dean. Aquela situação era muito surreal. Até que o diretor, sei lá, daquela breguice, vem falar com eles. Bom Dean era o policial, devia ter mais prática nisso. Allison aguardaria ele se apresentar primeiro,  para depois também erguer seu distintivo falso do FBI.

Onde eles estavam se metendo?
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Dean Hartigan em Qui Set 10, 2015 11:43 pm

Dean tinha mantido a arma apontada para Vic. De fato, daquela distância, não haveria como saber quem era o melhor atirador. Quem puxasse primeiro o gatilho acabava com o outro.
Dean então sugeriu que fizessem as pazes e foi o primeiro a baixar a arma e erguer as mãos. Finalmente poderiam conversar.

O policial mão era muito mais velho que eles. Tinha apenas 28 anos de idade e no auge da sua carreira. Ele conheceu o resto do grupo e se deu bem com todos, afinal... todos ali estavam juntos por um motivo em comum.



Então, Alisson humildemente pediu para aprender a atirar e a se defender melhor. Dean era um ótimo atirador, afinal, era da trigésima terceira turma da SWAT de Nova York.  Entretanto, o foco mesmo de Dean era no combate pessoal. Ele era instrutor da SWAT de defesa pessoal e, para ele, ensinar aquela garota seria um passeio no parque. Normalmente policiais são proibidos de ministrar aulas de combate e principalmente de tiro para civis, mas aquele era um caso a parte... afinal, eles não lutavam contra batedores de carteiras ou assaltantes de banco.

Dean: Claro, Alisson, eu posso sim. Vamos lá pra fora e eu posso te mostrar o básico.

Chegando lá fora, ele analisou a arma dela e disse algumas informações sobre a mesma. Era uma arma um pouco menor do que a dele, realmente mais cabível para uma garota se proteger de assaltantes, estupradores... e vampiros.

Dean: Essa é uma boa arma. Municiador de 12 disparos, cano curto e empunhadura em borracha. Muito bem...

Ele colocou a garrafa de cerveja em cima de um galho de uma árvore e mandou que ela atirasse de vinte metros.

Dean: Calma... Usa a mão ambiesquerda pra apoiar a empunhadura. Fecha o teu olho destro... o mesmo da mão que você usa pra escrever. Mira colocando o pino de trás beirando o do cano... Respira fundo. Quando você soltar o ar, puxe o gatilho. Não o aperte, puxe, ok?

Ela atirou. Acertando ou não, o tiro foi bem melhor.

Dean: Isso! Agora quero que você faça a mesma coisa, mas dê dois tiros. O primeiro é para marcar... o segundo é para garantir que o que você acertou, não vai se levantar.

Depois de um certo tempo ele tirou a sua arma e fez alguns disparos bem precisos, pra mostrar a ela como se fazia. Ofereceu a sua glock pra ela.

Dean: Essa é uma Glock 22 milímetros. Uma das armas mais confiáveis do mundo. É bem mais pesada que a sua, mas ela atira até suja de areia ou molhada. A maioria das polícias do mundo utilizam essa arma. Quero que você tente com ela.

Depois de um bom tempo, Dean guardou a arma, tomou outra cerveja e convidou Alisson para umas lições de defesa pessoal. Dean passou para ela técnicas muito básicas de Krav Maga, como a palmada contra a traquéia e como se dar uma verdadeira joelhada nos testículos de alguém. Se ela tivesse talento, ele poderia ensinar mais algumas coisas...

Dean: Você manda bem, Alisson. Daqui a pouco são vocês quem terão deme ensinar sobre o que fazemos. Eu conheço muito pouco de tudo isso.

----------------------

Tempos depois, eles chegaram no estúdio. Tinha uma garota Teen gravando um clipe e logo o diretor chamou-os para saber o que queriam. Alisson olhou para Dean como se ele tivesse a resposta.

Dean: Não olha pra mim. Eu sou sargento em NY. Não tenho qualquer autoridade aqui, Alisson.

Sorriu para o cara.

Dean: A gente veio falar com a Cora ali, amigo.

Ok, outra garota... faça sua mágica. Sou péssimo com as pessoas.
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 57
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Annelisa Deveraux em Sex Set 11, 2015 10:59 am

Não era amiga de Blair... Na verdade, talvez nem tivesse sequer trocado qualquer tipo de palavras com ela. Era impossível saber quem era mais insuportável: ela ou Emily. Mas, mesmo assim, estava preocupada com a menina, e se sentindo culpada por não terem a encontrado. Imaginava o quanto ela deveria estar assustada, ou coisa até pior... No entanto, se Vic e Faith acreditavam que a ruiva ainda poderia estar viva, ela e Allie também deveriam ficar esperançosas.

Anne não se atreveu a chegar mais perto daquela porta, e... desculpe, Faith, mas não foi a sua cara que a manteve afastada.

Chegava a ser enlouquecedora a forma que aquela menina era teimosa, pois bem... Dessa vez optou em se comportar.

Sentiu grande alívio quando o lugar foi queimado, mas certamente o que aconteceu ali não seria apagado ou destruído com tanta facilidade. Na despedida, agradeceu Faith mais uma vez pela enorme ajuda - e por ter impedido que o carinha lá abrisse um buraco na sua testa. E depois de tudo, concluiu que poderia ser divertido se ambos se esbarrassem de novo, vai saber.

Duas novatas...

Ela ficou pensando nisso na volta para "casa". Então, ela e Allie eram, oficialmente, caçadoras?

Deus... Isso seria bom ou ruim?

Assim que chegaram, Victor estranhou as luzes acesas e...

Annelisa arregalou os olhos ao ver os dois rapazes apontando suas armas um para o outro quando finalmente entraram na cabana.

...

Os dias passaram sem grandes problemas.

Dean - o cara que encontraram - explicou como chegou ali, além de dizer que conheceu o Burton, o que deixou Anne surpresa. Todavia, era muito estranho e ela sentia-se desconfiada, apesar de que...

O que não era estranho naquilo tudo, afinal?

Para alguém tão falante e questionadora, ela passou esses quatro dias mais calada enquanto Allie e o policial criavam um vínculo, e pareciam se dar bem. Não era nada contra ele... A verdade, hmmm... era que ela estava desconfortável. E tudo só piorou quando Victor foi embora. Mesmo sendo um chato e resmungão, ele passava a sensação de segurança. Quando precisou partir para resolver assuntos pessoais, Anne fez o mesmo que Allison, pedindo para que tomasse cuidado.

- Não vai ter ninguém para te defender. Vai que alguma coisa aparece no meio do caminho...

Enfim, ela aproveitou o tempo livre para "bisbilhotar".

Revirou cada cômodo da casa, cada estante, prateleira, baú... cada canto em busca de...

Nem mesmo ela sabia.

Uma vez ela estava num dos quartos com a janela aberta... Ela folheava um livro... E foi a primeira vez que teve aquele estranho sentimento de estar sendo observada. Aproximou-se, olhando para fora... e nada. Annelisa engoliu o pavor e fechou a janela e as cortinas. E obrigou-se a acreditar que era sua mente lhe pregando peças, ainda mais quando os outros não relataram nada de diferente.

Ela deixou para lá.

Mesmo que não tivesse sido apenas uma vez que aconteceu.

...

Estavam parados na frente do prédio.

E entraram, claro. Toda aquela movimentação não parecia normal, e Anne encarava Dean e Allie, sentindo-se completamente perdida e surpresa com o cenário. E então...

Era piada, né, Xerife?

- Isso é... sério?

Olhava aquela imagem como se estivesse numa realidade paralela.

Ao fim da gravação, ou pausa para o café, Dean e Allie foram os primeiros a agir. Ambos diziam ser autoridades, e que desejavam falar com Cora. Allison chegou a mostrar o distintivo e Anne não teve como segurar o sorriso, só que olhava para o homem, não querendo despertar nenhuma suspeita.

- Não queremos atrapalhar o seu trabalho, muito menos o dela - indicou Cora com um rápido movimento da cabeça - Apenas algumas palavras, e nós vamos embora.

Estava improvisando.

- Hmmm, pode nos dar uns minutinhos, não é? E é claro que faremos questão de manter isso entre a gente... Ninguém quer chamar a atenção da impressa, certo? Não por causa de uma rápida conversinha...

Aumentou o sorriso, fingindo simpatia, esperando o momento em que aquela cara chamaria os seguranças e os colocaria para fora.

Ela quer ser médica, não atriz.

Mas foi o que conseguiu pensar na hora...


ROUPA
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 90
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 20
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Seg Set 14, 2015 1:50 pm

Era frustrante não conseguir respostas.

E não era algo comum em sua rotina.

Victor podia não ser o melhor dos caçadores, tão pouco o mais experiente… Entretanto, era um dos mais promissores e competentes.

Por isso… Fracassos o irritavam.

O que Blair tinha de especial para não estar naquele quarto com os demais cadáveres?

Por fim, concordou com Faith, apesar de não confiar nela, não tinha mais o que fazer ali.

Despediu-se e seguiu rumo a cabana.

Para encontrar mais problemas.

Dean.

Que bom que ele era mais pacífico porque no primeiro movimento brusco, o nova iorquino ganharia um terceiro olho na testa.

Não confiava nele.

Principalmente naquela história idiota.

Mas o que poderia fazer?

Ficar próximo, desconfiado dele, não ajudaria em nada… E tinha que confiar que as garotas conseguiriam se cuidar.

Porém, falou com cada uma em particular, antes de ir.

Primeiro com Anne.

Um sorriso cansado surgia em seus lábios – Eu sei me cuidar sozinho, Anne… Faça o mesmo, eu volto assim que puder. Não confie em ninguém, exceto Allisson, e fique de olhos abertos… Ok? Eu vou ficar incomunicável por algum tempo. Mas se precisar de mim, mande mensagens. Assim que elas chegarem até mim, venho o mais rápido possível…

E a cada dia ele parecia menos resmungão e mais protetor, Anne.

Sem lhe dar um beijo no rosto ou qualquer tipo de gesto afetivo, ele se afastava.

Encontrando-se com Allison.

A princípio ele parecia ponderar o que ia falar para ela, até ouvir ela pedindo para ele se cuidar.

Ele movia a cabeça de modo positivo – Você também, Allie. Não confie no Dean, não tão cedo… E fique de olho em Anne. Ela é… Inocente demais ainda – Ele dava de ombros – Eu vou ficar incomunicável, caso precise de mim, mande mensagens e eu apareço o mais rápido que puder, ok?

E como fez com Anne, sem nenhum gesto de intimidade ou carinho, seja um beijo no rosto ou um abraço, ele foi para seu Bronco, ganhando a estrada.

Mas ambas podiam notar, Victor estava um tanto quanto tenso.

Ainda mais fechado, se é que isso era possível.


E não, não tinha falado com Dean. Mas ele sabia bem o que Victor pensava.

Machuca elas que eu machuco você.

Logo teve que deixar a picape, já em uma fazenda de um conhecido, próximo da reserva.

Juntou todas suas coisas em uma mochila de viagem grande, e em pouco tempo, estava no lombo de um cavalo, em passadas lentas pelas campinas.

Não havia um caminho definido, afinal… Eles não queriam ser encontrados.

Em meio do caminho, a única coisa que se lembrava do seu pai lhe ensinar.

Era um carvalho que havia há uns bons quilometros de distancia do conselho.

Seu interior era oco, e seu pai guardava as coisas que não podia portar mais daquele ponto em diante.

E era ali que Victor parava, amarrando o cavalo e passando a noite em uma barraca.

No dia seguinte, tudo “tecnológico” ficava para trás.

Roupas.

Celular.

Botas.

Até mesmo a cela do cavalo.

Victor ficava sem camisa, usando a armadura que seu pai usava para se aconselhar com os shamans.

Armadura

Ele não gostava de usar aquilo, mas… Fazia parte de sua família há gerações.

Além disso usava uma calça tosca, em couro marrom escuro, além de botas no mesmo tom. Tudo tosco, costurado com agulhas de ossos, como antigamente.

Estranhamente, Victor sentia-se muito bem naquelas roupas.

Os cabelos ficavam soltos, e uma pena era amarrada em uma das mechas.

Depois de passar por um pequeno ritual de purificação em água corrente, ele montava o cavalo sem sela e arreios, usando a crina do cavalo para guiá-lo.

Já entardecia, e ao longe, Victor podia ver a fogueira.

Ele descia do cavalo há alguns metros de distancia e aproximava-se do índio.

Das costas ele puxava um saco de couro, colocando, ao lado da fogueira, para o índio.
No interior havia uma grande lebre, morta com a flecha.

Um disparo preciso no olho esquerdo dela.

“Oferta. Sempre oferte algo, Victor”

Lentamente, ele retirava a machadinha da cintura, e o arco do ombro, o colocando do lado do próprio corpo, em sinal que estava desarmado.

Curvava o rosto, em sinal de respeito, e falava em tom de voz baixo, afinal era sua primeira vez sozinho diante do conselho.

Nunca sequer havia direcionado a palavra a eles.

Por isso imitava seu pai.

Não falava mais inglês, e sim apache, mais do que fluente – Eu sou Lobo-Guerreiro (Wada Ka-e-te-nay), filho de Coyote-Guerreiro e Vento-Uivante…Trago ofertas ao conselho, e busco humildemente seu conhecimento… Tenho dúvidas e preciso saná-las para salvar inocentes.

Era uma apresentação decorada, por assim dizer… Afinal seu pai sempre dizia aquilo, dizendo apenas o nome de seus avós.

Daria certo?

Esperava que sim.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 83
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Admin em Seg Set 14, 2015 6:55 pm

DEAN, ALISSON E ANNE
--------------------

Suas explicações são ouvidas...Ou quase.

Porque aquele cara realmente não parece estar prestando muita atenção. Na verdade a medida que Anne fala, ele ja esta olhando para a prancheta na mão, olhando ao redor, marcando itens com "checados" e outras coisas. Quando a garota termina de falar, ele parece ficar alguns instantes em silêncio.

Se vocês estão ali crianças, é porque alguém lhe falou onde cora estava.

E tem dezenas de pessoas ali, ele não se importa com distintivos, não é o trabalho dele.

- Ah claro...Por favor me sigam.

E ele começa a caminhar, atravessando a sala e passando por um corredor. Antes que vocês percebam, Cora ja não estava mais ali. Ele parece ainda "dentro" de suas anotações quando indica o destino final de vocês.

Uma consideravelmente grande fila.

Claro, vocês poderiam abrir caminho mas...O segurança desanima vocês a armarem confusão.

Afinal de contas, vocês sempre podem ameaçar, mas preferem evitar autoridades!



Paciência é uma virtude. A medida que aguardam todo tipo de pessoas com flores, caixas, toalhas, comida, reporteres, e outras pessoas que realmente não parecem levar muito tempo para resolver seus problemas. Algo é constantemente entregue as pessoas da fila, sendo que depois da 5a vez, vocês percebem que é mais fácil simplesmente pegar a droga da revista...


Após algum tempo onde vocês podem muito bem conversar,a porta é aberta e alguém recebe vocês.

A mesma pessoa que lhes indicou a porta na primeira vez.

- Ah, os investigadores? Por favor... - E sinaliza para que entrem, fechando a porta logo depois que isso é feito. Viram só? Ninguém pediu distintivos até agora. Ao menos, nesse instante ele parece bem mais interessado.

- Bem... Eu não sei ao certo quem são vocês mas... São as únicas autoridades a virem.


Ele parece visivelmente nervoso, ao contrário de instantes atrás.

- Temos um grande show marcado mas... Eu não sei bem como explicar: Alguém esta seguindo Cora. Não sabemos ao certo o que...Na verdade, tudo que tínhamos era relatos dela, achamos que ela estava exagerando, que deveria ser apenas um fã fanático a observando, então Cyrus, um de nossos seguranças ficou vigiando bem de perto e...

Ele engole em seco, arrumando a gola da camisa.

- Tudo que restou dele, caberia dentro de uma caixa. O cara tinha quase 120 kg! Que espécie de coisa faz isso?

Muitas coisas amigos caçadores...

Muitas coisas.

VICTOR
-----------------

Longe de onde uma estrela provavelmente esta sendo perseguida por um monstro bem real, Victor se direcionava a uma figura indígena que mal levantava o rosto olhando para ele, a medida que oferecia um saco com o fruto de sua caça. Ele ficava em silêncio. Um silêncio longo Victor, que dava espaço para o som do fogo estalando a madeira que queimava, fazendo você pensar se havia feito algo de errado.

Entretanto, ele esta quieto por uma razão: Ele não esta ali para falar.

- "Wiil ayaa walwalo jawaabo , ma su'aalo ..."



O sotaque carregado vem de um canto escuro, fazendo com que você vire a cabeça. O idioma, se é que pode chamar aquele dialeto assim é antigo e difícil. Além do fato dele falar com se tivesse 300 anos. tornar a tarefa de ouvir um desafio a parte.

A unica coisa que você consegue entender é a forma que ele se referiu a você.

"Garoto"

- Ele disse que você deveria se preocupar em suas respostas, e não em suas perguntas.

Pelo visto, a figura a sua frente tem uma função bem especifica. O índio que havia surgido das sombras caminhava lentamente até sua oferenda, pegando o saco ainda fechado e jogando as chamas, sem o abrir. Ele ficava mais um tempo em silêncio, como se observando a fumaça escura antes de voltar a falar.

O velho se aproxima de onde você esta e senta-se próximo ao tradutor com certa dificuldade:

- "Aad ku hadasho sida aabbihiis, uu dhaqmo sidii aabbihiis , oo isaga oo kale ah... Laakiin qaadi karaan culayskiinna ?"

- "Você parece com seu pai fala e age como seu pai, mas estará pronto para carregar o fardo dele?"

Antes que responda, o próprio tradutor parece fazer um acréscimo:

- Se sua resposta é sim, Wada Ka-e-te-nay, faça suas perguntas e veremos quais respostas podem lhe ser confiadas...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 132
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qui Set 17, 2015 12:09 pm

Várias coisas passaram em sua cabeça do que poderiam achar naquele endereço, mas jamais que encontrariam a estrela teen do momento – que ela não era fã, e nem sequer escutava as músicas, acho que é importante acrescentar para não existir erros equivocados no futuro, hum! E mesmo um tanto perdida ainda com aquela situação inimaginável, Annelisa tentava se sair da melhor forma possível.

Mas ela logo percebeu que o cara não estava lhe dando a mínima ideia, o que era bom, né? Assim não criaria problemas. Mas a maneira que ela franziu os lábios indicava que não tinha gostado NADA do descaso. Preste atenção na interpretação dela, ôôô!

Quando ele pediu para que o seguissem, ela apenas olhou para Dean e Allie e deu de ombros, sendo a primeira a se mexer e ir atrás do homem. E enquanto caminhavam no meio de tantas pessoas, acabam por perder o “objetivo” de vista. Só que não demoram a encontrá-la de novo, ou quase... levando em consideração a imensa fila que se formava diante de Cora.

Eu não sou uma fã.

Não quero um autógrafo.

Me levem de volta para o necrotério, por favor.

E então... eles esperam.

Esperam muito.

- Estamos perdendo tempo com essa palhaçada... – Anne resmunga, cruzando os braços.

E NÃO PEGA REVISTA NENHUMAAAA!

Um milagre acontece naquele estúdio e finalmente são chamados. Annelisa já se encontrava com um péssimo humor, e foi com essa linda cara de bunda que entrou na sala.

Noites mal dormidas, Anne?

Why?

O carinha de instantes atrás mudara drasticamente o comportamento e isso a fez também suavizar a carranca, o encarando com certa preocupação. Deixou que ele contasse o problema, e também dar qualquer informação útil do motivo de estarem ali, naquela missão desconhecida. E à medida que ele falava, Anne arregalava os olhos, só que procurou disfarçar o mais depressa possível, já que eram autoridades, não? Precisavam passar confiança.

Ela deu uma tossidinha antes de falar.

- Acredite, senhor... Nada é impossível até que se prove o contrário. Gostaríamos de falar com a Cora... agora. Mas quanto mais rápido a encontrarmos, melhor será para solucionar esse caso. Concorda?

Voltou a encarar os companheiros e arqueou a sobrancelha para Dean.

Você é o policial aqui, pode ajudaaaar????

Obrigada? Obrigada.

De nada.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 90
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 20
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Allison Reynolds em Sex Set 18, 2015 4:28 pm

soundtrack:


Ok, aquele era um bom momento para respirar fundo. Não era a hora de perder a paciência. Não naquele lugar cheio de gente, para chamarem atenção.. Se bem que na verdade ninguém prestou muita atenção neles. Nem pediu distintivos. Talvez eles nem tivessem que encenar nada. Era só... não fazerem perguntas.

Havia uma fila ali. Uma fila enorme. E não havia outro jeito de falar com essa desgraçada da Cora sem ser esperando. Quando um dos "produtores" ofereceu a revista pela quinta vez, Allison pegou. Percorreu os olhos pela capa e soltou um suspiro.

- Zen-sational com certeza é o PIOR trocadilho que eu já ouvi na minha vida. Quer dizer, antigamente colocam o Jim Morrison na capa dessa revista. Algo deu muito errado no mundo - comentou para si mesmo, de forma mal humorada.

Aquela situação não podia ser séria. Depois do que pareceu uma eternidade, finalmente eles foram pra uma sala e puderam conversar com o segurança.

Então conforme o homem foi falando Allison percebeu que aquele realmente era um caso! Victor não apareceria detrás de uma porta dizendo que era tudo uma pegadinha - se bem que Victor nunca faria isso nessa vida... Enfim.

O homem descreveu um ataque. Mas ficava difícil definir com o que eles lidavam. Haviam tantas coisas que eram capazes de matar uma pessoa no ramo deles.

Anne se adiantou, pedindo para falar com Cora. Allison esperou a amiga falar para então lançar sua pergunta para o segurança.

- Eu gostaria de falar com a pessoa que achou o corpo. Ou alguém que tenha visto. Vocês registraram de alguma forma? Sei que não é agradável falar disso, mas detalhes podem ser cruciais na investigação.

Não ia ser agradável, não ia ser bonito. Mas talvez "ver o estrago" pudesse dar para o grupo uma ideia melhor do que eles estavam enfrentando.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Dean Hartigan em Sab Set 19, 2015 12:34 am

Dean acompanhou o produtor e as garotas até uma imensa fila. Alisson parecia um pouco impaciente, mas com certeza não tanto quando a ruiva que fazia biquinho. Entretanto, Dean apenas se encostou na parede e esperou a vez deles. Se agentes da SWAT fossem impacientes, metade das missões falhariam por imprudência policial. Ele apenas ficou quieto e observando as pessoas passarem e a fila andar.

Finalmente foi a vez deles. Um cara pediu que eles entrassem e logo foi ficando "aliviado" porque os investigadores chegaram. Dean levanta uma sobrancelha descrente...

Dean: Vocês têm um caso de morte e perseguição à sua cliente aqui e nos colocam atrás de umas adolescentes histéricas?

Ele achou muito estranho a polícia não estar ali... Provavelmente era por medo dos jornais, mas não chamar a polícia num caso de assassinato era obstrução da justiça, isso se não pudesse ser um ocultamento de cadáver. Dean viu que podia usar isso...
Fez uma cara de descrente. Definitivamente aqueles caras não tinham a menor noção de prioridade.
Anne faz uma cara para Dean de "o policial aqui é você" e Dean faz uma cara de "meu trabalho na polícia não é investigar. Meu trabalho é invadir ambientes e neutralizar ameaças... mas vou dar o meu melhor já que você me olhou com tanta educação". Foi mais ou menos este olhar...

Então, ele se aproxima do cara para conversar mais baixo, de maneira que só ele, Anne e Alisson escutem.

Dean: Escuta. Vocês têm o caso de um segurança transformado em patê nas mãos. Se não chamaram a polícia pra não alarmar os fãs, cometeram um grande erro e podem estar obstruindo as investigações.

Ele olha a sua volta.

Dean: Precisamos falar com a Cora e precisamos falar AGORA! Se ela acha que está sendo perseguida, então ela tem de nos dar pistas do porquê tá com essa pulga atrás da orelha. Então, o que vai acontecer é o seguinte, ô gente fina... você vai nos levar até a Cora agora para que possamos interrogá-la e eu vou esquecer que um segurança morreu de forma violenta e também não vou montar uma base de operações com 40 policiais dentro do seu set de gravações, impossibilitando inclusive a estrela mirim aí de sair do país e fazendo ela aparecer em todos os cadernos de fofoca do mundo. E nem me vem com a história de mandato, porque posso arrumar um em 15 minutos, mas isso vai me fazer ser bem menos,,, colaborativo.

Pegou o distintivo e o mostrou rapidamente para o homem, assim ele não poderia ver que era da polícia de NY.

Dean: Você facilita o meu trabalho e eu facilito o seu. Agora... cadê... a... Cora?

Deu uma piscadinha para Annelise.

"DE NADA, PRINCESA"
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 57
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Dom Set 20, 2015 1:06 pm

Victor ficou em silêncio, observando o que era falado e como eles agiam.

Cerrou levemente os olhos diante da oferta que era jogada na fogueira e fazia aquela fumaça negra subir.

Finalmente ergueu os olhos para o velho, em seguida, para o jovem.

- Estou tentando salvar uma garota que foi raptada… Uma jovem loira de cabelos dourados – Ele colocava o pedaço de tecido que haviam encontrado – Mas fui incapaz de rastreá-la por muito tempo. A única pista que tenho… - Ele retirava um pedaço de papel do bolso da calça. Um papel feito a moda antiga, rústico e bem grosso. Ele mesmo havia desenhado com carvão o sinal que havia visto na porta – Era este sinal em uma das portas. Havia centenas de corpos… Mortos há muito e há pouco tempo. Ao mesmo tempo, meu caminho se cruza com de outro caçador…Burton, que me deixou uma herança que eu não queria. Duas pupilas – Ele suspirava, voltando o olhar para a fogueira – Preciso salvar aquela garota… Se não salvá-la, encontrar quem a matou para que não fala novamente…

Ele agora evitava olhá-los, mantendo o olho fixo na fogueira.

Era estranha aquela sensação de ter que pedir ajuda.

Até então, sempre o tinha feito quando falava com os contatos do seu pai.

Nunca com o conselho.

E estar na presença deles era incômodo.

Era como se eles pudessem ver através de seu eu, enxergar todo seu passado e presente. E o pior, futuro.

Ver suas falhas e defeitos.

E essa sensação não era, definitivamente, uma das melhores.

avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 83
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Admin em Dom Set 20, 2015 6:35 pm

VICTOR:
-------

Suas palavras, ao menos parcialmente responder as dúvidas deles. Afinal de contas conforme o "tradutor" havia dito, se concordasse deveria fazer as perguntas. Então mais uma vez você estava afirmando que o caminho do seu pai agora era o seu Victor, uma afirmação que ja havia anteriormente feito dentro de sua cabeça e na forma de uma pressa ao espirito de seu pai.

Mas...Estara pronto para o fardo?

Ambos ficavam em silêncio enquanto você fazia sua pequena narrativa, falando a respeito de tudo que havia lhe acontecido. O mais novo, ainda parado direcionava o olhar ao idoso, apesar que era bem claro o que ele dizia, isso ao menos você não precisava de tradução.

- Burton...

E havia um desprezo, uma magoa. Alguma coisa. Ele realmente conhecia aquele nome, isso é claro

Talvez aquele velho caçador realmente era um pouco mais viajado do que você imagina, lobo-guerreiro.

O tradutor pega o papel e entrega ao mais velho, que olha suspirando fundo, antes de falar:

- Indho hurdi ah...

O mais novo logo completa:

- Olhos...Amarelos. Um demonio antigo, se ele levou essa garota, não é algo que possa ser deixado em vão. - O velho indio concorda com a cabeça e da origem a uma terceira figura, dessa vez uma idosa. Ela carrega um pequeno saco de pano, de onde retira pequenos ossos. Você também sabe o que é aquilo, uma maneira antiga de prever os acontecimentos. Bastante eficaz se feito da maneira correta.

E pela pessoa certa.


A velha fala apenas em sussurros apontando para os ossos, mais uma vez dando espaço a seu tradutor Victor: - "A garota...Não pode ser encontrada. Não agora. Somente no momento certo, o caminho para ela sera revelado."

Mais uma vez, os ossos estão jogados: "- Seu destino se cruza com os delas Lobo-Guerreiro, e existem outros. Algo perigoso ja esta com as atenções voltadas para vocês, porém existe ainda algo mais perigoso, que persegue sua linhagem a gerações..."

Pelo visto eles não tem muitas noticias boas.

DEAN, ALISSON E ANNE:
--------------------

Em partes:

O empresário resolveu explicar para vocês o que sabia antes de chamar Cora. Em parte porque é o trabalho dele, cuidar dos problemas afinal. Em parte porque...

Bem, vocês logo vão acabar descobrindo.

- Fui eu quem o encontrei. Ao menos, acho que fui... - Ele engolia em seco, ninguém mentia tão bem Dean. - Lamento não saber dar detalhes, eu não sou um especialista em...

Então Dean falava daquela forma, fazendo o empresário levantar o olhar. Não Dean, você não tinha intimidado ele, nem ao menos o assustado. A expressão dele demonstrava outra reação: Surpresa e confusão.

- Eu...Acho que está havendo um equivoco: A morte de Cytrus foi uma fatalidade, e a policia ja esta investigando. Eles tiraram fotos, coletaram evidências e estão cuidando do caso. Quando eu disse que...Foram os primeiros é chegar, quis dizer que são os únicos que vieram a respeito do que os chamei: Como disse, tem algo mais acontecendo...Cora sequer viu o corpo, mas eu não pretendo "esconde-la" de vocês.

Crianças, uma pessoa morreu. E nada pode ser feito a respeito.

Outras podem morrer, e por isso vocês estão la.

Felizmente, como ao ver dele, vocês estão ajudando, ele sequer vai questionar como um policial n sabe disso que explicou.

"Vai ver vocês são da homicídios". É isso que eles pensa.

Logo que ele termina, a presença mais...Vestida de uma Tora, usando um moletom e arrumando um colar aparece diante de vocês, ela não diz uma palavra, apenas sentando-se:


- Cora, esses são...- Ele percebe que não sabe o nome de vocês, E ambos vão ficar olhando em suas direções até que vocês se apresentem. Para em seguida seguir: - Eles querem fazer algumas perguntas sobre o que houve...

Em um gesto semelhante a capa da revista, ela junta as mãos e sorri ao se apresentarem, fazendo um sinal positivo com a cabeça. Ela parece um pouco mais séria contudo a falar:

- Pobre Cytrus. Eu sinto que... Existe algo muito maior acontecendo...Como se algum tipo de força maligna estivesse ao meu redor, me observando. Minha intuição me diz isso. Eu só...Quero cantar e levar minha inspiração a tocar a alma das pessoas, mas é como se minha musica tivesse alcançando alguma coisa que eu não consigo entender, uma força maligna despertada que agora esta me perseguindo.

Intuição
Força Maligna
Tocar a alma das pessoas

Não interessa que vocês saibam que isso existe, ela ainda assim parece maluca.

Ela começa a responder as perguntas de vocês, até que o celular dela vibra, ela logo volta a sorrir. - É a amostra da filmagem. - E vocês logo podem ouvir a musica de instantes atrás da filmagem, enquanto ela parece cantarolar parte da musica enquanto ambos olham em direção a tela do aparelho.

Mais uma vez, eles parecem esquecer que vocês estão la.

Não, vocês não podem ir embora.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 132
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Annelisa Deveraux em Ter Set 22, 2015 11:28 pm

Já tinha dado o pontapé inicial... E Allie entrava no jogo, perguntando se eles podiam falar com a pessoa que viu o corpo, ou no caso... o que restou. Não chegou a comentar com os companheiros, mas ela estagiava num necrotério antes. E ela sabia que podiam existir detalhes específicos num cadáver que poderiam ser a chave da questão.

Como aconteceu com o mendigo que Burton pediu para ela examinar.

Pena que na época Anne não acreditava...

Bem, não acreditava em muita coisa.

E ainda era difícil admitir...

Fez um movimento positivo com a cabeça, apoiando o levantamento de Allison.

Então, após falar também, Dean a olhava daquele jeito, como se devolvendo a sua encarada anterior.

A resposta de Anne?

Arquear as DUAS sobrancelhas agora.

Logo acontece uma confusão de informações, e o homem diz que a polícia já esteve ali.

Tudo ficou bem claro para Anne...

A única preocupação era Cora.

Hmmm... por qual razão?

Olhou para Dean e depois para Allison e revirou os olhos.

Dean, acredite... Ela não costuma ser tão antipática, mas realmente não estava nos seus melhores dias. E com Victor foi a mesma coisa... O começo costuma ser difícil mesmo.

Enfim...

Cora aparece, já se ajeitando. Ela era muito bonita e tinha pose de diva. Começava a falar, e também parecia ser agradável... e louca. Annelisa cruzou os braços de novo e ficou a observando... pensando... e só depois que Cora terminou de falar, ela se virou para o agente dela, sei lá o que ele era de verdade.

- Acho que você - apontou para ele - deveria procurar o significado da palavra "fatalidade" no dicionário.

E teve vontade de dizer para Cora que provavelmente essa 'força maligna' era... INVEJA.

Olho gordo.

Curioso que Annelisa estava passando por algo parecido, não é mesmo?

Abafa.

- Tirando essas sensações esquisitas, sua intuição... e claro, a morte do pobre Cytrus... Hmm, tem algo de concreto para nos fornecer? Desconfia de alguém...? Alguma rixa pessoal ou inimigo declarado?

Quando o celular toca e eles passam a prestar atenção nas FILMAGENS ao invés da investigação...

Anne se aproxima e coloca a mão sobre o aparelho, o cobrindo.

- Escuta... Sei que está trabalhando, que isso é importante para você... Mas sua vida pode estar em perigo, entende?

E a nossa também, é bem provável.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 90
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 20
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Dean Hartigan em Qua Set 23, 2015 11:00 pm

Eu não estou preocupado com a sua simpatia, Anne... ao menos não no momento. Estou preocupado em somarmos as forças para concluirmos nosso trabalho e voltarmos todos felizes e vivos pra casa.
Ele ouve o agente dizer que eles não eram os primeiros ali. Que a polícia já havia estado ali, coletado fotos, pistas e tudo o mais. Se era aquele o caso, então porque ele disse que eles foram os primeiros a virem?
A resposta logo chegou. Parecia que Cora tinha certas sensações, certos... feelings. Algo que demonstrava que a menina podia ter uma grande predisposição a sentir o que de mal poderia acontecer. De qualquer forma, a cantora estava sendo perseguida... como Whitney Houston no filme do Guarda-Costas.

Annelise fazia as perguntas para Cora. Entretanto, Dean achava que aquilo tinha bem mais a ver com algo espiritual do que simplesmente algum fã descontente. Quando Anne terminou as perguntas, Dean perguntou.

Dean: E essas sensações, srta. Cora, como elas vem? Em forma de sonhos, de flashbacks... ou simplesmente um arrepio na espinha?

As perguntas eram importantes para que os investigadores conseguissem entender o que se passava por ali.
Dean prestava atenção especialmente nas reações de Cora e do seu staff. Será que alguém suspeito se mostraria naquele momento? Entretanto, aquela filmagem no celular... parecia algo estranho.
Dean aperta na tela do celular, pausando o vídeo, se conseguisse.

Dean: Srta. Cora? As perguntas... pora favor?
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 57
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Set 27, 2015 6:55 pm

Spoiler:

Claro, como Allison podia ter sido tão idiota? Era óbvio que num primeiro momento eles haviam chamado a polícia, afinal não era só o devaneio de uma pop star, mas uma morte.

- Desculpe, nós somos de outro departamento. Ainda não tivemos acesso ao material que eles colheram aqui.- disse dando de ombros, até porque o cara não pareceu se importar. Allison então se deu conta da infinidade de coisas que não havia perguntado a Victor. Como o "contato" dele conseguia esses casos? Ele conhecia alguém da polícia pra ajudar nessa situação? Eram tantas coisas... não dava pra ter aprendido muito em tão pouco tempo. Mas, não estamos indo tão mal, estamos? Pensou enquanto Anne e Dean exigiam falar com a Cora...

O segurança não pareceu ficar muito contrariado em chamar Cora. Logo ela aparecia diante deles.

- Meu nome é Shelly Johnson, FBI. - lembre-se sempre de usar nomes falsos. SEMPRE. - E meus colegas são a agente Horne e o agente Cooper - disse se referindo a Anne e Dean. Da proxima vez escolham seus próprios nomes falsos, Allison era péssima pra isso. E sim, Allison é uma grande fã de Twin Peaks.

Cora parecia bem maluca, mas desde que atirara na cabeça de sua melhor amiga, Allison não considerava mais nada maluquice. Anne parecia bem cética quanto aos seus questionamentos, Dean por outro lado parecia voltar as perguntas para o lado espiritual da coisa. Desculpe Scully, mas nesse momento Allison estava com o Mulder. I want to believe. Simplesmente pelo fato de que se fosse um fã maluco perseguindo a cantora.. não seriam eles que estariam ali.

- Quando isso começou? Porque você acha que é por causa dos temas... ahnn... místicos da sua música?


Quando ela começou a mexer no celular Dean e Anne ficaram visivelmente irritados. Allison apenas aguardou, observando o que havia ao seu redor no camarim. Havia uma espécie de altar, com um buda e algumas velas. Passou alguns minutos observando tudo até que retomassem a conversa com a Cora.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Qua Set 30, 2015 9:43 am

Victor permanecia em silêncio, os ouvindo atentamente.

Mantendo sempre a mesma postura respeitosa e passiva.

Quando eles falaram de escolha, não havia nem o que pensar, era verdade.

Aquela escolha tinha sido feito há muito tempo.

Não era aquele pequeno conselho que a mudaria, ainda que o enxotassem para fora dali por conta de algum equívoco.

O que não era o caso, seu pai o havia ensinado bem.

A marca era de um demônio.

Um demônio de olhos amarelos.

Um demônio antigo.

O tom que eles usavam fazia sua nuca ouriçar-se.

A garota estava perdida, por enquanto, e não havia nada que ele pudesse fazer.

O que era frustrante.

Victor não estava acostumado a perder.

E já era a segunda vez que se via sem saída em relação aquela menina.

Estava se tornando pessoal.

De qualquer forma, ainda que não soubesse onde ela estava, sabia com quem estava.

Ergueu mais uma vez o olhar, olhando para todos seus ascendentes, respirando profundamente, para só então falar.

- Este demônio de olhos amarelos… Há algo mais que os senhores saibam sobre ele? Algo que possa me ajudar a caçá-lo?

Por fim, havia Burton.

Eles o conheciam.

Mas como, se ele não era do nosso sangue?

Aquilo o deixa um tanto intrigado.

E instigado a saber mais.

- Este caçador, Burton… O que sabem sobre ele? Ele não é pele vermelha. Por que foi relevante ao conselho?

Seu tom não se alterava.

Sempre baixo, levemente rouco e excessivamente respeitoso.

O apache saía com fluidez de seus lábios.

No mundo dos espíritos, caso seu pai não houvesse reencarnado ainda, com certeza ele observava o filho com orgulho.

Ao menos ele não tinha feito nenhuma burrada, e tinha prestado atenção aos seus ensinamentos.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 83
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Admin em Qui Out 01, 2015 9:00 pm

DEAN, ALISSON E ANNE
-----------------------------------
Que bom que ao menos alguém se lembrou de se apresentar...Ou eles encarariam vocês o dia todo.

O empresário não debateria o uso da palavra fatalidade, assim como não vai debater algumas atitudes estranhas de vocês "policias". Assim, é melhor se manterem no lucro. Após mais um sorriso e um "ok" com a cabeça, Cora começa a responder as perguntas:

- Inimigos? - Ela parece confusa olhando para John, mas a expressão dele é tão vazia quanto. - Eu...Não consigo pensar em nada assim. Claro, Shakira esta no meu pé especialmente antes da apresentação mas...Ela tem uma aura harmoniosa, ela jamais faria isso!

Não era a resposta que vocês esperavam.

- A espiritualidade esta ao nosso redor, eu fui escolhida - Um revirar de olhos involuntário atinge todas as garotas na sala -- Por forças maiores para trazer a harmonia através da musica. Por isso os ensinamentos de Buda me tornaram mais sensível a leves flutações da trama. Existe algo...Escuro, ruim.

Sim, ela não disse absolutamente nada.

Cora parecia pensar a respeito da primeira parte da pergunta de Alisson, mas abria os olhos ainda mais ao ouvir o complemento, como se ela mesma tivesse dito a resposta: - É Claro! As forças negativas, e aqueles que a seguem devem estar cientes do que vem acontecendo, a forma que minha musica tras harmonia as pessoas e estão tentando...Me silenciar!Nossa vocês realmente sabem o que estão fazendo!

Essa foi culpa sua Alisson.

Pior, você acaba de virar a favorita dela.

Então, no momento após suas perguntas, enquanto Cora e o empresário John reviam as filmagens, com direito a acompanhamento musical, Anne e Dean parecem irritados sendo que logo param o aparelho. Antes que respondam, o som como se alguém derrubasse uma bandeija é ouvido do lado de fora:

- Não reparem, esse tipo de coisa acontece muito quando...

E logo depois, como se uma bigorna tivesse sido arremessada contra uma prateleira de cristais.

- Mas o que...  John prontamente se coloca a frente de Cora, como em uma tentativa de protege-la contra o desconhecido, enquanto sons de gritos podem ser ouvidos do lado de fora...

Imaginando que vocês não vão ficar ali esperando o que lhes espera, nem ao menos deixar que o número de vitimas aumentem, fora do camarim onde Cora e seu "corajoso" empresário ficam, pode ser vista uma figura masculina mais parecendo uma parede de musculos com quase 2 metros de altura. Ele parece ser um dos rapazes do clipe pelas roupas, apesar que o peitoral esta rasgado. Próximo a ele, a figura do outro segurança esta inconsciente escorada a parede, com uma pequena "cratera" marcando o ponto de impacto que ele atingiu.

Sendo que ele deve pesar na melhor das hipóteses uns 120 kg, algo esta acontecendo.

E a figura não parece nem um pouco feliz, prestes a começar a caminhar em suas direções.

Ah sim, ele ignora qualquer aviso, armas apontadas e tudo mais. Dando um passo a mais em sua direção.

Dois.

Três...

​VICTOR
---------------

A garota isso, a garota aquilo.

Victor, você realmente se recusa a uma nova derrota...Tem alguma ligação com seu pai?

Talvez não estejamos prontos para uma nova perda, mesmo que seja alguém que tenha perdido a tão pouco tempo.

Mais uma vez, existe outra ameaça próxima, e por isso que você esta ali. O conselho não o expulsaria antes de alerta-lo. Mas suas preocupações parecem ser diferentes, e sua outra pergunta mais uma vez tem como foco um destino diferente do seu: Burton. Sua pergunta não é interrompida por pouco, você consegue escutar a voz do indio idoso forte, rasgando aquela tranqulidade de antes e você escuta ele falar exatamente que" não se tratava de um de vocês."

"Não digno."

"Não fazia parte dali."


E uma meia duzia de palavrões novos que você não sabe exatamente o que significam.

Talvez por isso o interprete nem tentou traduzir nada daqullo.

Quanto ao demônio de olhos amarelos a idosa jogava os ossos sobre a terra mais uma vez, balançando a cabeça negativamente como insatisfeita com o resultado, Logo o tradutor voltava a se manifestar:

- "Olhos Amarelos só é encontrado quando quer. Por hora, ele esta provocando o destino com aqueles que podem trazer sua morte. Ele sabe disso, e brinca com esses caçadores. Mas seu destino não esta la."

Enquanto a idosa recolhia novamente seus "utencilhos", o interprete parecia falar por conta própria. Teria sido instruido a aquilo antes?

- O ataque a seu pai...Não foi uma fatalidade, um acaso ou nada do tipo. Eles estavam atrás dele, e em breve vão estar atras de você Lobo Guerreiro. Não sabemos a razão, mas eles mesmo tem a resposta. O ciclo de ódio deles não vai acabar antes que resolvam isso, tirando sua vida. Tome cuidado, por si e por seus aliados.

E pelo visto as boas notícias não paravam. Eis porque eles lhe chamaram Vitor: Um alerta.

Pense positivo, as mas noticias acabaram.

Porque esta reunião, da parte do conselho, ja estava encerrada.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 132
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Annelisa Deveraux em Dom Out 04, 2015 10:14 pm

Tá, eles eram caçadores de criaturas sobrenaturais.

Só que vampiros, fantasmas, monstros, demônios e blábláblá... bem, não eram as únicas coisas perigosas no mundo.

Até ontem, Annelisa acreditava que os humanos eram a principal fonte de maldade do mundo.

Psicopatas, assassinos...

Mães desleixadas e pais pedófilos...

Pessoas mal-intencionadas ou invejosas...

Certo que Cora tinha essas sensações esquisitas, mas podia ser um maníaco, não? Artistas costumavam ser alvos de doentes do tipo.

Eram hipóteses... volto a repetir.

E acreditar nisso não queria dizer que Anne excluía a possibilidade de ser algo sobrenatural, claro que não! Aí sim estaria sendo estúpida e relapsa. Dean e Allison já seguiam para esse lado mais... oculto. Aliás, Allie lembrava das apresentações e Anne achou graça no nome escolhido para ela, mas não demonstrou para não estragar o disfarce.

Agente Horne, Agente Horne, eu sou agente Horne, não posso esquecer.

Espiritualidade...

Escolhida...

Vamos revirar os olhos, mas de maneira discreta para a estrela não perceber.

Com a fala de Cora, Annelisa olha para Allie e quase aponta o dedo para a amiga e grita:

"HÁÁÁÁÁ! VOCÊ DEU MORAAAAAAL, VIU??? DEIXOU A DOIDA ANIMADA!"

Não estavam chegando a lugar algum.

Essa menina era pirada.

Quando Anne ia questioná-la de novo, todos podem escutar o som metálico de algo sendo derrubado, criando um ruído daqueles que fazem o cérebro gemer. John tentava explicar que aquilo não era nada demais, pelo contrário, uma situação comum, mas Annelisa já estava incomodada o suficiente para não dar ouvidos a ele, ainda mais quando um barulho mais violento voltou a acontecer. Ela olhou para os companheiros e depois para John e Cora.

- Fiquem aqui e se protejam... Nós vamos ver o que está acontecendo... certo?

E ela só foi na frente...

Porque a jogadora aqui foi a primeira a turnar, hehe

- Meu Deus... - Annelisa sussurrou ao analisar a cena, parando automaticamente de andar.

Um rapaz de quase dois metros, imenso e musculoso tinha acabado de jogar um segurança fortemente armado contra uma parede... e não só isso, abriu uma cratera na mesma.

Uma cratera. Na parede.

Ele arremessou um homem na parede e abriu uma cratera.

Ao menos foi a essa conclusão que a loira chegou.

Roupas rasgadas, expressão nada feliz...

E o cara vinha em nossa direção.

Annelisa puxou a arma e a apontou para ele.

- É melhor você parar de se mexer... AGORA!!!

Ela não precisava matá-lo para fazer com que ele parasse...

Bastava escolher o ponto certo, e pronto.

No entanto...

Existiam seus "poréns".

Como ter a certeza de atingir o lugar certo, já que apesar da boa mira, ela não era nenhuma praticante de "tiro ao alvo" e também saber se ele...

Se ele era sequer humano.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 90
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 20
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Sab Out 10, 2015 10:11 am

Derrota?

É, confesso, não sei lidar muito bem com elas.

A maçã não cai muito longe da árvore, afinal.

E então eles passavam a xingar Burton.

Agora aquilo fazia mais sentido.

Mas o que teria feito ao conselho?

Não lhe deram resposta. E achava que não iria ter, de qualquer modo.

Ao menos, não deles.

Logo a anciã buscava resposta sobre o demônio de olhos amarelos.

Estava… Brincando com outros caçadores que tinham capacidade de matá-lo?

E mesmo sabendo disso, ele brincava com eles?

Bom, já sabia que ele era orgulhoso e prepotente o bastante para ser descuidado. Confiava demais em si e em suas habilidades.

Já tinha uma deixa.

Se quisesse encontrá-lo, para matá-lo, devia provocá-lo.

O que também não era inteligente no momento.

Não tendo tantas pessoas sem treinamento ao seu redor, sendo alvos.

Alvos tão fáceis de se acertar que um arrepio percorria sua espinha.

E logo os idosos se levantavam e começavam a se afastar.

Mas não o intérprete.

Ele dizia aquilo.

Aquele aviso.

Não foi uma fatalidade?

Ele cerrava os olhos.

E só agora vocês me falam!?

Sentia a raiva escorrer por sua garganta como ácido.

Respirou fundo, duas ou três vezes.
Que venham atrás de mim.

Vou estar pronto.

Curvou-se, do mesmo modo respeitoso.

- Obrigado, irmão. Que grande espírito nos proteja e nos guie…

Levantou-se vagarosamente, voltando a se armar.

Há alguns metros dali, apanhou seu cavalo, saltando sobre ele… E já galopando, tentando retornar a civilização.

Todos corriam perigo.

Precisava voltar.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 83
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Dean Hartigan em Sab Out 10, 2015 10:59 am

Ok... Aquele papo lúdico de Cora era um pouco enfadonho. Tava na cara que ela era aquelas pessoas que colavam miçangas pela sua mansão e falavam de forma lenta, como se as palavras saíssem em formas de nuvens. Era difícil para Dean crer naquela baboseira toda dela, mas... depois de tudo o que ele viu, tudo no universo era crível.

Dean ouviu o que ela estava dizendo com Alisson e ele ficou mais focado à sua volta. Ele não era um detetive, mas nada impedia que ele bancasse um. Estava observando o Camarim dela, procurando alguma coisa possivelmente estranha quando veio aquele barulho.

O empresário saltou sobre o seu "investimento", protegendo-o. Não dava pra negar... o cara ao menos tinha um pingo de coragem. Annelisefoi a primeira a sair, mandando os dois ficarem ali. Dean foi logo atrás da loira.

Havia um cara grande pra caramba, que havia acabado de abrir um buraco com um homem e vinha para cima deles, descontrolado. Dean sacou a arma e Annelise deu logo algo que seria uma voz de prisão.

Dean: Ele não vai parar...

Anne deu o primeiro tiro. No peito. Dean franziu o cenho... Ela queria matar o cara? Precisavam de respostas, mas mesmo assim o cara não parou. Talvez tomado por algum tipo de força sobrenatural, como aqueles que Dean enfrentou em seu primeiro caso. Não dava pra vacilar...

Dean: A garota mandou você parar!

O policial deu dois tiros em um dos joelhos do cara e um tiro no outro joelho, estourando as rótulas com a Glock 22. Mesmo que ele estivesse possuído ou hipnotizado, sem os joelhos, fisicamente seria impossível andar. Dean só não esperava que ele tivesse outros meios para tal.
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 57
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Out 11, 2015 6:31 pm

Não era como se Allison quisesse ser a melhor amiga de Cora. Mas, se ela fosse com a cara deles, talvez fosse mais fácil arrancar informações dela. Era preciso apenas... uma dose de paciência extra... Que a própria Allison ponderou se realmente tinha quando viu o olhar acusador de Anne, que dizia claramente "você ta dando corda pra essa louca".

Mas o que não era absurdo desde que acontecera o incidente na Universidade?

Não tiveram tempo de perguntar mais nada, visto que um barulho de confusão foi ouvido na sala ao lado. Anne e Dean tomam a frente, Allison segue com eles enquanto deixam Cora e o empresário no camarim.

- Tranquem a porta! - a jovem tatuada falou antes de sair correndo atrás de Dean e Anne.

Diante deles um dos dançarinos, era possível ver pela roupa, parecia ter virado o Hulk. E derrubou um segurança que era maior que Allison e Anne juntas. Primeiro Anne e depois Dean berraram pro sujeito parar..
Havia mais gente ali? Era uma boa hora pra todos saírem enquanto eles tinham a atençmas ele continuou caminhando na direção deles. Anne fazia mira bem no peito do cara, e o policial atirou nas pernas, tentando pará-lo.

Allison mirava num ponto bem específico: bem entre os olhos. Internamente ela torcia para tática de Dean dar certo, para que os tiros nos joelhos o fizessem parar. Mas Allison já aprendera que no "ramo" deles quando a situação chegava nesse ponto, não havia mais volta. Se nem as ameaças e os tiros de sobreaviso não fossem suficientes para fazê-lo parar.. então aquilo não era mais humano.

Porque o mais importante de tudo, eram eles manterem-se e manter os outros vivos.

O olhar permaneceu firme, encarando o fortão. Dava para ouvir o coração acelerado de longe. Se os tiros de Dean e de Anne não fossem suficientes para fazê-lo parar, Allison esperaria ele se aproximar até uma distância em que não houvesse mais possibilidade de errar.

E puxaria o gatilho.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Admin em Seg Out 12, 2015 8:08 pm

Ah crianças...Sabem porque a referência para vocês segue sendo essa?

Porquê vocês vivem em seu mundo a parte, se recusam a aceitar, a perceber o que esta acontecendo, a ver aquilo que esta diante de seus olhos...

Por isso, ainda crianças.

As regras são bem diferentes, não podem se prender ao que achavam que funcionava, ao que acreditam que vai dar certo. Dessa forma, nosso agressor não identificado parece ignorar o aviso de Anne, alias ela pode até garantir um pequeno sorriso no rosto dele enquanto ele lentamente da alguns passos em sua direção...

Dean por outro lado ja é mais direto, e atira no que considera ser um ponto fraco. Vocês...Ja atiraram em um boneco de treinamento, ou em uma arvore? Porque o efeito é parecido. Mesmo nos joelhos, ou mesmo no tiro no peito, nada semelhante com sangue voa do corpo do agressor, que parece ter apenas parado graças ao impacto. Quando Alisson chega e faz o mesmo, entretanto ele parece "prever" aquilo e cruza os braços a frente do rosto, inexplicavelmente a tempo de impedir de atingir o alvo.

Mas agora a situação é diferente:

Vocês são três, ele apenas um. Desarmado.

Talvez por isso, ele corre em direção a janela, ainda bem afastado de vocês e salta pela mesma, apesar dos diversos andares até o chão. Caso confiram, sequer é possível ver aonde ele foi parar. Tão misteriosamente quanto chegou. O segurança parece "acordar" com aquele barulho todo. Viram só? Uma razão para comemorar...Alguem não morreu. Ninguém morreu.

Ainda.

- Huge? Você esta bem? - John, o empresário logo sai pela porta e vai na direção do segurança, que faz um sinal de positivo com a cabeça e levantando. Pelo visto mesmo com o BURACO na parede, todo aquele tamanho deveria apenas gerar umas fraturas leves...Muito músculo junto daquele tamanho todo, ele se levantava e logo receberia os cuidados adequados.

- O que aconteceu? Vocês...Obrigada! - E Cora, a cantora-quase-vitima logo abraçava de forma emocional e um tanto exagerada Alisson, até mesmo colocando a cabeça no ombro da garota em um momento estranho...

Mas não tão estranho quanto os que estão para vir.

Depois de a bagunça ser limpa, vocês são levados até os seus aposentos. Cora? Ela esta na cobertura, cercada por uma quantidade de seguranças tão absurda que parece estar dentro de um cofre...Apesar que é basicamente isso. Ninguém, nem John, nem um entregador de Pizza, NINGUÉM ve ela até o outro dia de manhã. Medidas de segurança que garantem ela inteira amanhã.

Porque atacar ela de uma maneira tão previsivel não teria graça.

Fiquem tranquilos e descansem, ela vai precisar de vocês amanhã.



Curiosamente, seus quartos são ligados por portas trancadas sempre por dentro, dando acesso uns aos outros. Eles são basicamente iguais e tudo e qualquer coisa que os "investigadores" precisarem é fornecido. Vocês tem bastante tempo para conversar sobre o que aconteceu...

Especialmente porque logo que vocês entram em seu quarto, Victor se junta a vocês. Que tal conversarem a respeito do que aconteceu? Alguém pode ter uma pista...

E a pista, logo vai acabar encontrando vocês...
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 132
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Dean Hartigan em Dom Out 18, 2015 3:07 am

Dean ainda correu para a janela para conferir e ver que a altura por onde a criatura pulou era... absurda! Ele sequer cogitou apontar a arma e tentar um tiro. Policiais não atiram à esmo... aquilo era coisa de filme de ação. Um civil poderia ser atingido.

Quando subiram, Cora estava mais bem guardada que o presidente. Dean olhou muito bem para os seguranças dela, vendo feições e traços de nacionalidade e de idade.
Ele chegou até Cora e perguntou:

Dean: Senhorita Cora? Você vai dormir sozinha? Tem certeza de que não é bom deixar dois ou três dos seus rapazes dentro do quarto? Eu sei que isso fere a sua privacidade, mas... não acho que privacidade seja um luxo a ser considerado.

Mas a mente de Cora funcionava diferente da mente de outras pessoas. O jeito meio zen, meio avoado... ela se tornaria irredutível. Aquele estava parecendo ser um trabalho bem difícil. Ele tirou um dos walkie talkies que ficavam no seu colete, que no momento estavam em sua bolsa. Entregou um ligado para ela.

Dean: Pelo menos fique com isso. Se precisar de alguma ajuda, se precisar de algo, basta apertar o botão vermelho e falar. Eu insisto.

E ele dificilmente aceitaria um não como resposta.

VAMOS, GAROTA. PEGA! DEIXE MEU TRABALHO MAIS FÁCIL.

Ele voltou para o seu quarto e se reuniu com as duas meninas e... Victor? Era bom ele estar ali. Dean não sabia quase nada sobre o que estava rolando ali. Ele ficou deitado na cama do quarto onde estavam, girando a correntinha que prendia seu distintivo no pescoço e o encarando... tentando digerir o que tinham passado hoje.

QUE PORRA FOI AQUELA?

TERIA SIDO UM DOS ROAGUS?

Comentou em voz alta para os companheiros.

Dean: Ela tem pelo menos 20 seguranças ali fora. Eu olhei pra eles... dois são árabes. Possivelmente ex-MOSSAD. Eu participei um treinamento com esses caras. São os melhores dos melhores... mas nenhuma força policial no mundo se prepara para o que encaramos hoje.

Ele sentou na cama. Um pouco indignado.

Dean: Droga! Aquela... coisa! Nós metemos chumbo nela e ela riu! Se alguém pudesse me explicar o que diabos é aquilo e como o paramos, eu agradeceria.

Andou pelo quarto...

Dean: Droga, Burton, seu velho sem-vergonha. Tu me joga essa bomba e morre, sem mais explicações? Caralho...

E estava preocupado com as garotas também. Não Victor... ele parecia perfeitamente capaz de cuidar de si mesmo, mas Anne e Alisson... Diabos! Eram só garotas que deveriam estar na faculdade. Não estava desmerecendo nenhuma das duas, mas aquilo parecia barra pesada para ele, imagine para elas...
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 57
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Personal Stalker

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Out 18, 2015 10:21 pm

A criatura instintivamente se protegera quando Allison tentou atirar em sua cabeça. Isso significava que, caso a garota acertasse, faria algum estrago. Ao menos era um ponto fraco, pensou enquanto olhava pelo buraco feito na janela. Nem sinal dele lá embaixo. O desgraçado era rápido.

Nem tudo tinha sido tão ruim assim, o segurança ao menos parecia estar bem, Allison constatou enquanto guardava a pistola de volta no coldre e deu um leve sorriso. E quando Cora a abraçou ela realmente ficou sem saber o que fazer. Allison não era exatamente uma garota muito abraçável, mas enfim. Havia muito pouco o que fazer ali agora, de qualquer maneira, não podiam confiar que tudo ficaria bem com Cora. Algo estava acontecendo ali. Então não podiam simplesmente ir pra casa. Ainda bem que lhes foi oferecido um quarto de hotel. Seria bom conversarem pra colocarem as impressões sobre o que havia acabado de acontecer.

Allison tirou a jaqueta, deixando-a sobre uma cadeira. Tirou os sapatos e os óculos escuros colocou na mesa de cabeceira. Sentou-se sobre as pernas, em cima da cama, próxima de onde Dean estava deitado. E então Victor apareceu. Era bom revê-lo. - Como você está, Vic?

Ouviu então o que Dean falava. - Eu também não acho que alguém vá atacá-la agora.

Se alguém ali talvez pudesse ajudá-los a descobrir o que diabos era aquele monstro, era Victor. Então Allison tentou descrever tudo que acontecera para o caçador.

- Nós viemos até a Cora, e quando estávamos no camarim essa...coisa apareceu. Cora tem uns dançarinos, é bem estranho porque eles usam roupas de monges budistas. Ahn isso não vem ao caso, mas pelas roupas, parecia que era um dos dançarinos que se transformou naquilo. Dean atirou nos joelhos dele, e ele não sangrou. Eu tentei acertar a cabeça, ele se defendeu do tiro com os braços... e fugiu pela janela. Algo mais que eu tenha esquecido de falar? Ah sim, a garota, Cora, é completamente maluca. Mas por alguma razão ela parece ter ido com a minha cara.

E Allison não parecia nada feliz com isso.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Paranoica em desenvolvimento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Annelisa Deveraux em Dom Out 18, 2015 10:35 pm

Dean vinha logo atrás e após os disparos de Allison, que não surtiriam efeito já que o homem ainda seguia na direção deles, o policial também atirou.

Só Anne que não, embora ainda mantivesse a arma erguida e apontada.

Mas...

Parece que a "criatura" de alguma forma tomou consciência de sua atual situação e simplesmente se jogou pela janela, ignorando a quantidade de andares, a altura...

A possibilidade de morrer, que não existia, não é?

Não para ele.

Annelisa correu até a janela despedaçada, atrás de Dean, e olhou para baixo. Nada. E nesse momento, o segurança acordou, aparentemente bem. Vivo... Os lábios tremeram de frustração enquanto ela observava o desenrolar das cenas. E devagar, Anne pressionou as têmporas, sentindo a cabeça doer.

Uma dorzinha chata...

(...)

Então, eles são instalados em confortáveis quartos interligados, mas Annelisa estava longe de se sentir... confortável. Dean cuidou de Cora, ou quase... O trio só teve como saber dos costumes da estrela, mas não tiveram como interferir. De qualquer jeito, ela estava cercada por seguranças, e bem... eles também estavam ali agora. Poderiam ajudar a protegê-la... se Cora não dificultasse as coisas, por favor. Todos se reuniram no quarto de Dean, inclusive Victor. Ela não disfarçou o quanto ficou satisfeita em vê-lo de novo, seguro.

Sorriu para o índio.

Estava sentada numa poltrona, com as pernas cruzadas por baixo do corpo, numa posição semelhante a de Allison, e óbvio que tinha tirado as botas. Olhou para Dean quando ele começou a falar, e ao fim do relato, ela suspirou, tão desanimada quanto o policial. Mas então, ele falou de Burton...

- Acho que se existisse uma opção além de "morrer", ele a teria escolhido, Dean.

Mas não vinha ao caso, não agora.

Allison continuava, fornecendo mais informações.

E Anne fez o mesmo, resumindo, mas pegando os detalhes mais importantes.

- Ela acha que está sendo perseguida por uma força maligna que deseja calá-la. Que a sua música provoca o lado sombrio, esse tipo de coisa - ah, Anne... você não deveria soar tão descrente - De repente, um carinha lá pirou e jogou o segurança na parede! Com muita força! Allie e Dean atiraram nele... e nada. Mas os tiros devem tê-lo intimidade porque... - ela mordeu o lábio - Ele pulou de xx (não sei quantos são os andares) andares!

Abaixou a cabeça e fechou os olhos.

- Então, vamos lá... Nesse seu meio, hmmm... O que é extremamente forte, não se fere com tiros e ainda pula de prédios sem morrer? - ela franziu o cenho - Será que ele está envolvido na morte de Cyrus? Ele é o segurança que foi morto e segundo eles... Literalmente trucidado. Falaram de "restos"... Um homem grande, corpulento... Virou... Nada...

Novamente mordeu o lábio.

- Que tipo de coisa faz isso?
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 90
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 20
Cargo : Espécie Desconhecida

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Seg Out 19, 2015 7:03 pm

Alguns minutos, a cavalo, recuperou celular e demais apetrechos “tecnológicos”.

Sua mente fervilhava com a informação do conselho.

E o pensamento permanecia nas garotas.

Não confiava no policial.

Finalmente, selou o cavalo e pode galopar mais rápido e confortavelmente.

O celular estava sem sinal algum, e isso o incomodava.

Elas estariam bem?

Algumas horas depois aproximou-se da fazenda do amigo de seu pai.

E finalmente pode recuperar sua pick-up.

Eles não haviam retornado, por isso checou a posição deles através do GPS.

E foi diretamente para o Hotel.

Na recepção não foi difícil encontrá-los, e logo eles ligaram para o quarto e ele foi autorizado a subir.

E logo entrava no quarto, sem dizer nada.

Eles estavam agitados demais.

Ao entrar, exibia um pequeno sorriso em resposta para Anne e um aceno de cabeça para Allison.

E você, Dean, apenas um olhar.

Não confio em você ainda. Já disse isso?

Confio nelas, não em você (Sim, garotas, ele havia ocupado o oposto que pertencia a vocês).

Ele caminhava pelo quarto e retirava o chapéu cowboy que usava, o jogando em cima de um dos criado-mudo.

Mais do que depressa, abria a pequena geladeira ao lado da cama, e apanhava uma garrafa de cerveja.

Não era uma marca das melhores, mas daria pro gasto.

Na verdade, parecia água suja. Quando se vicia em cerveja mexicana, qualquer cerveja parece água suja.

Dean estava aflito, caminhando pelo quarto inquieto e abismado com o que tinha visto.

Allie parecia mais irritada.

E por incrível que pareça, o relato mais racional que tinha era o de Anne.

A que ele julgava mais frágil do grupo.

Aquilo era uma mudança significativa.

- Sinceramente? Não sei… - Ele respirava fundo – Há inúmeras criaturas que se encaixam no que vocês descreveram… E se vocês acham que um bando de seguranças deixaria ela segura, estão enganados… - Ele passava as mãos pelo cabelo, soltando o elástico que o prendia.

Acabava por revelar a pena de água presa entre as madeixas.

O cabelo dele era tão liso e brilhante que deixaria algumas garotas sem dormir, ainda mais se ele revelasse os cuidados com o cabelo dele.

- Isso é tudo o que vocês viram? Nenhum cheiro? Nada de diferente? - E finalmente ele se levantava, apanhava sua mochila no chão e retirava uma lata de spray de tinta transparente.

Assim como uma lanterna de luz negra.

Caminhava até Allie e entregava ambos a ela – Já sabe como fazer?

Afinal, precisavam de segurança naquele lugar.

E tirar as botas não ajudava muito.
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 83
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 26
Cargo : Lobo quase Solitário

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 02] - O Segredo do Show

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum