[01 x 06] - Fato ou Ficção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Dom Out 01, 2017 7:42 pm


Por um lado, Dean, Anne e Alisson acabou indo parar no mesmo caso que tem como cenário a tão famosa KKD, a fraternidade onde Blair era uma orgulhosa membra. Procurando informações sobre a garota, eles acabam entretanto se vendo no meio de um caso que quase acaba com a vida de toda a faculdade...

Curiosamente, Victor enquanto isso se ve não apenas com uma nova "parceira", mas ele sim acaba sabendo do paradeiro de Blair. Além de algumas pistas sobre o que esta acontecendo e sobre si mesmo.

Contudo, Bree pode mal ter chegado e sair mais rápido do que o esperado da história.

Acreditar que vocês tem tudo sobre controle...

Alguns tem dificuldade em saber que são apenas peças em um jogo muito maior e complexo.


36 horas depois

ALISSON:
-------

Bem vamos deixar da lado os problemas ligados a:

Irmãs
Indios
Amigas Ruivas
Inimigas caolhas
Clones Caolhos
Vilões
Coreografos
Livros

É uma longa lista. Mas tudo que importa nesse momento é resumidamente isso:



- Como se na vida real apontar e gritar "Explosão Arco-Iris" fosse funcionar. - Era dificil acreditar como Willow Danielle Rosenberg, AKA Willow poderia trabalhar com alguém como Faith. Querendo ou não, ela era mais a "Versão Anne" da dupla.

E admitindo ou não, você sabe quem Faith lembra.

- Então...Desculpa perguntar Alisson, mas você não soube mais nada de Victor?



Você tem a resposta: Não. E talvez nem queira saber. Deixando toda a "baboseira sentimentaloide" de lado, é difícil não ficar P da vida quando alguém simplesmente te abandona. Porque foi o que ele fez. Engraçado que quando você sai por ai querendo deixar tudo para tras, não imagina na quantidade de problemas novos que isso pode trazer.

Todos devidamente listados acima

Mas falando em problemas...Onde estariam as suas "duplas"?

ANNE:
-------

Talvez você preferisse estar com as garotas vendo desenhos Anne, mas Faith não quer que você fique "mole". Se Will e Alisson preferem ficar consumindo calorias tudo bem, ela nunca foi muito boa no trabalho com livros, então prefere ficar destribuindo socos e queimando calorias.

- Se você quiser disparar uma flecha carbonizadora, eu realmente não vou reclamar Ann...

Ah sim, vocês estão em um beco escuro lutando...Você não tem certeza contra o que, ao seu ver, são apenas 3 marginais. Faith esta praticamente cuidando de 2 a maioria do tempo e sobra um para você ficar "ensaiando" alguns de seus golpes. Não é tão dificil bater nos outros afinal de contas.

É ate divertido, e você esta pegando o jeito.

- Ok então...-Faith batia com a tampa de uma lixeira em um daqueles... "caras", fazendo um barulho metálico enquanto ele caia no chão. - O que diabos esta acontecendo com você, seu cabelo...E mais importante, o que se passa dentro de sua cabecinha?

Viu? Ela se preocupa.

Mas não tanto a ponto de te ajudar (ainda mais), sendo que espera você bater em seu adversário e espera sua resposta.

E você Dean...Se Divertindo?

DEAN:
-----

Alguém tem que trabalhar Dean. Talvez fosse pelo fato de terem garotas demais...Mas são garotas que você sabe que são de confiança. Talvez alguma coisa que Burton tenha dito alguma vez, você não tem certeza. Mas claro que vai se manter por perto para ver se Alisson e principalmente Anne estão bem mas...

De novo, alguém precisa trabalhar.

Então é por isso que estamos ai... Não é exatamente uma delegacia, mas sim uma espécie de "instituição para menores", um nome bonito para orfanato...Que é um nome bonito para esse local onde jovens desajustados ficam em um bairro para la de podre para não dar trabalho para o resto da sociedade.

O lado bom, ninguém faz perguntas. Você fosse quem é ou um sorveteiro não faz diferença.

De forma que você por hora nem perdeu seu tempo se identificando. Ninguém liga Dean.

Mas porque estamos aqui?

Por aquele garoto sentado do lado de fora do que parece a "sala da diretora".



A polícia trouxe ele Dean. Isso é o que você sabe.

Eles acham que ele estava inventando uma história.

Você contudo sempre acha estranho quando as coisas ficam...Estranhas.

Ele viu alguma coisa, ou ao menos disse que viu.

Talvez ele precise apenas de alguem que acredite no que ele tem pra dizer.

Na sua cabeça funciona bem: É apenas fazer o oposto do que determinado indio faria...

BREE e VICTOR:
--------------

- Victor, fale um pouco mais devagar. Você esta descarregando todo o senhor dos anéis em mim! - Bobby, ao telefone, com dificuldade de entender tudo que você dizia tentava colocar inutilmente um pouco de calma em sua mente.

Enquanto você acelera ainda mais.

Em resumo Victor, as coisas NÃO ESTÃO BEM.

Porque...Nossa por onde eu começo? Ok, eu vou deixar todo o resto das coisas para trás e focar apenas no seu banco de trás...Onde Bree passou as ultimas horas alucinando, gritando de dor e...Esvaziando o que você queria que fosse o cafe da manha dela no chão do seu carro.

Mas Bree...Você sabe que não é. Cheira como sangue mas é negro, viscoso. Escuro.

Como algumas coisas que você ja matou. Como o sangue de Blair que caiu sobre você.

Algo que esta se tornando. E você mal tem forças para ser sarcastica quando parece que magma corre em suas veias.

Mais um dia de merda Bree.

De volta ao celular em seu ouvido Vic:

- Certo, uma coisa de cada vez. Sabe, eu e meus garotos temos o olhos amarelos em nosso radar. Então não me faça ter que aguentar um TERCEIRO garoto teimoso, ja tenho os meus. Nós salvamos as pessoas Victor, e as vezes nós mesmos. Se você quer garantir que Bree não seja a proxima coisa a matar, as coordenadas que estou mandando vão te levar para o lugar certo.

O bip no celular indicava qe ja havia chegado. Singer continuava:

- Vou ver o que consigo com o que me passou. Mas eu não sei quem são esses caras, lobisomens brancos ou porque querem meu autógrafo. Mas se eles estão atras de você...É outra razão para deixar o filho da mãe amarelo com a gente e se preocupar com seu próprio vilão da temporada.

Era a quarta vez que ele repetia aquilo. Um sinal bem claro de que você caça seus monstros e ele os dele.

- Agora, escute: Você vai encontrar uma feiticeira poderosa, uma AINDA do lados dos mocinhos. Eu sei que você não gosta do tipo, mas o trabalho nem sempre é esse maravilhoso mar de flores. Ela vai ajudar. Acredite. E tentem não morrer esta bem?

Você pode ter feito alguma pergunta antes, que sera respondida Victor. Mas depois da ultima frase, Bobby desliga.

E felizmente, você tem tempo de dizer mais alguma palavra de esperança para Bree antes de chegar.



Não...É nada do que imaginava.

Mas ei, se você não confiasse no Bobby, ja estaria morto.

Ah sim, nos ja morremos.

Agora nos buzinamos? Batemos? Arrombamos a porta?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Allison Reynolds em Qui Out 12, 2017 9:00 pm


Love me, like me, come ahead and fight me
Please me, tease me, go ahead and leave me

Nas últimas 36 horas, pouca coisa aconteceu.

A primeira coisa que Allison fez ao chegarem na cabana foi tomar um longo banho. Enrolada em uma toalha, a tatuada olhava para o próprio reflexo no espelho, ainda conseguindo ver o vermelho daquele tapa com força sobre-humana que a garota havia lhe dado.

Deu um longo suspiro. Parecia que haviam dias que ela não dormia e seu corpo todo estava praticamente pedindo arrego. Mas, após se revirar muito na cama, o pouco que conseguiu dormir foi um sono intranquilo, lembrando-se de tudo que acontecera a poucas horas. Lembrando do rosto de todas as garotas que ela não foi capaz de salvar. Da promessa que fizera a uma delas que ninguém mais ia morrer, e como ela não foi capaz de cumprir isso.

Preocupada com essas coisas, ela não conseguiria manter o foco. E se não mantivesse o foco, não seria capaz de salvar mais ninguém. Sentou-se no chão do quarto, sobre as próprias pernas, e ficou assim por algum tempo. Tentando esvaziar a própria menter, se focando somente na respiração.

Inspira.
(Não consegui salvar quase ninguém)
Expira.
Inspira.
(Eu poderia... não, eu DEVERIA ter feito mais pelas garotas)
Expira.
Inspira.
Expira.
(...)

---

- Anne, nós temos que conversar. - Allie dizia, sentando-se ao sofá próximo da amiga. Olhos castanhos encaram a agora quase ruiva por alguns instantes, antes que ela continuasse a falar. - O que aconteceu lá na fraternidade... Eu não sei se você tem controle ou é algo que simplesmente acontece... Ou se sabe o que é, mas... Você nunca me falou nada a respeito. Coisas estranhas acontecem o tempo todo com a gente, e ao user esse seu poder você meio que... bem, "apaga", então nós precisamos criar uma estratégia para que você não fique vulnerável ao utilizar.

E foi assim que ela tocou no assunto. Sem pressão e sem perguntar o que você era, Anne. E, caso você não queira falar a respeito, tudo bem, ela entende.

---



Os fones estavam no volume máximo, e Allie estava sozinha treinando com um saco de areia da academia particular que Burton tinha. Com certeza mereciam alguns dias de folga. Mas ela não pretendia ficar esse tempo parada.

Até porque era uma boa forma de evitar pensar sobre coisas que ela não queria pensar. A música alta fazia com que a tatuada não ouvisse nem mesmo os próprios pensamentos.

---

Noite das garotas, então?

Fazia tempo que não fazia algo "normal" como assistir desenho e comer besteira. A companhia de Willow era agradável, enquanto a ruiva comia um balde de pipocas, Allie tomava sorvete. Direto do pote. Napolitano, pois por alguma razão estranha, o de flocos parecia estar em falta em todos os lugares. A camiseta que Allison vestia era bem surrada e seus shorts mais curtos do que seria decente para sair por aí, mas ela estava no sofá vendo desenhos, então não havia roupa mais apropriada.

roupa:

Allison ria com o comentário de Willow sobre apontar uma varinha mágica e dizer os feitiços, realmente desta forma seria mais fácil.

- Eu queria que eu pudesse atacar com uma explosão de narvais.
- Mas na vida real era bem mais complicado, ainda não descobrira como usar seu livro, mesmo sabendo que ele era capaz de fazer magias poderosas, até então todas elas tinham acontecido meio randomicamente.

E então a ruiva perguntava se ela sabia por onde andava o Victor. Era difícil evitar o aperto no coração que sentia ao ouvir o nome dele, mas ainda assim, a reação da tatuada era somente apertar a colher que segurava com um pouco mais de força. E responder, num tom sem emoção. - Não.. E provavelmente é melhor assim.

Considerando que sua frase daria o assunto por encerrado, Allison volta os olhos para a tela novamente, prestando atenção no desenho. Mas por mais que quisesse ter uma noite normal, sabia que Willow possuía um grande conhecimento do sobrenatural, conforme Anne lhe dissera, e ela não podia deixar de perguntar algo para a garota.

- Uma das coisas que enfrentamos disse que não conseguiu me amaldiçoar porque eu já estava amaldiçoada. Tem algum forma de eu saber se isso é verdade, Willow? - Allison olhava para a garota, tentava parecer mais calma do que realmente estava.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 108
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Feiticeira em Closed Beta

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Dean Hartigan em Sex Out 13, 2017 12:29 pm

Sim, é verdade... alguém tem que trabalhar. E isso não é apenas uma questão de dinheiro. Na real, o salário deum membro da SWAT não rende 70 mil por ano. É mais uma questão de network.

Estar dentro da polícia me permite ter acesso a armas, equipamentos, informações e até mesmo algum tipo de reforço quando a parada esquentar.

Sendo assim, eu estou fazendo um trabalho meio básico. Não estou oficialmente aqui, neste reformatório ou seja lá o que for isso... a polícia tem detetives para isso. Eu estou aqui porquê eu ouvi coisas no departamento e a maioria acha que o moleque inventou tudo ou está chapado com algum entorpecente...

Só que quando você tem esse meu segundo emprego, você meio que não acredita em coincidências... enquanto uns acham que o bicho-papão não existe, você sabe que ele não gosta de sal e nem de balas de prata. Às vezes, antes de abrir o armário é bom meter umas balas nele antes.

Eu me dirijo até o "jovem inocente" e olho para ele.

Dean: Você é o "fulano" (digo o nome)?

Espero a resposta dele e digo.

Dean: Vem, vamos conversar... eu sou da polícia. Vim pelo que você estava querendo contar... mas não aqui.

Levo ele até a porta dos fundos e saímos por um beco. Eu acenderia umcigarro nesta hora, mas eu parei de fumar há um tempo...

Dean: Certo, "fulano"... me conta tudo o que aconteceu. E não se preocupe com os detalhes mais mirabolantes... digamos que eu vou comprar tudo o que você disser.

Olho meu celular para ver se tem mensagens e termino.

Dean: E nem vou dizer o que vai acontecer se souber que você mentiu ou inventou algo...
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 67
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Policial Malvado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Annelisa Deveraux em Qui Out 19, 2017 5:01 pm

Odiava sentir-se tão confusa depois de resolver um caso... e agora possuía certa experiência para pensar assim. Era... frustrante, apesar do êxito parcial, já que... embora não tenha se acostumado completamente, eles, de uma forma ou outra, também perdiam, sempre lembrava a si mesma desse aspecto específico. Quando chegaram na cabana, precisou da ajuda de Dean e Allison para alcançar o próprio quarto e simplesmente apagou sobre a cama, exausta. Algumas horas mais tarde, ela acordou de um pesadelo, onde duas mãos não paravam de agredi-la e não conseguia enxergar os detalhes do rosto, mas a loira sabia quem agia como seu carrasco particular.

Seu pai.

Pai?

Diante das últimas notícias, isso não era... verdade.

Desde pequena viveu aprisionada a um homem que não conhecia...

Um homem que a detestava.

Por quê, então?

Por que a adotou?

Entretanto, caso aceitasse este fato como “real”, também precisaria considerar a outra parte da equação.

Tinha que tomar banho.

Estava fedendo a suor.

Ecaaa.

Após se lavar por longos minutos, frente ao espelho do banheiro, terminava de pentear o cabelo e... – Hm? – pegou um punhado de mechas para analisar o tom... acobreadoMEU DEUS! Que que ‘tá acontecendo???

Só encontrou Allie bem depois e a amiga a chamou para uma conversa que já esperava. Sentada no sofá da sala e desligando a televisão, Anne puxou uma almofada até o colo e se encolheu – Sim, Allie... Nós precisamos.

Apenas a escutou e demorou um tempinho antes de respondê-la.

- Eu estou com medo.

Suspirou.

- Essas mudanças...

Anne mordeu o interior das bochechas.

- Vou te contar tudo.

E contou.

Sobre o encontro com Wil na boate, das amostras de sangue e cabelo, dos aparecimentos de Burton, da suposta adoção e, por fim, da descoberta de que não é exatamente... humana.

- O Dean sabe, não tenho ideia de como... e, talvez, exista a possibilidade do Victor também.

Ela abaixou a cabeça.

- Eles foram embora, Allie... E temi que se te falasse, você decidiria partir igual aos dois. Afinal, independente do que eu seja, em teoria, vocês deveriam me... matar, né?

Encarou a tatuada e curvou os lábios num sorriso triste.

- Desculpa...

[...]

- Querer até quero, mas não é assim que funciona, Faith!!!

Resmungou conforme afastava alguns fios da fronte.

E como funcionava, hein? Pois é.

Mas que maldita ideia de treino era aquela?!?!

FAITH!


Enquanto Fay lidava com dois elementos, restava um para Anne “brincar” e testar seus novos golpes. A outra parecia tranquila como quem bebe um drink na beira da praia, apreciando o sol se esconder no horizonte... Já Annelisa...

Descabelada. Suja de tanto cair naquele chão melequento... Misericórdia. E foi para lá que voltou quando o individuo a derrubou facilmente – Arghhhh! Eu.não.sei! – rosnou a resposta à medida que enterrava a sola do pé no joelho esquerdo do agressor, o que lhe rendeu tempo de pegar um pedaço de cano/madeira ao alcance para acertá-lo na linha do quadril... ok, não havia músculos nos finos braços, mas ela adquiriu mais firmeza durante as “sessões” – Minha mente está confusa... Preciso fazer alguma coisa, mas não tenho noção de qual caminho tomar, Fay... E se eu for perigosa? Ou esses apagões piorarem e... Droga... Como um vampiro sabe que é um vampiro e um lobisomem sabe que é um lobisomem?

Bufou.

Ao menos, certas características se mantinham.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Meia-Ruiva

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Seg Out 23, 2017 6:42 pm

O Bronco roncava.

E como roncava.

Exigia o máximo do motor.

Precisava exigir.

- NÃO DÁ PARA FALAR COM CALMA, BOB! - Victor praticamente rosnava.

Precisava salvar Bree.

Não era uma opção perdê-la.

Tinha abandonado as garotas justamente para não assistir alguma coisa como aquela…

Para não assisti-las morrendo.

E agora…

Agora…

Não.

Ela não vai morrer!

- Pensa rápido, Bob! Por favor! - O tom era autoritário, mas era por puro desespero.

Victor era um cara que estava sempre no controle, era fato.

Mas, certas coisas o tiravam de si.

E essa era uma delas.

Pessoas inocentes sofrendo.

Garotas sofrendo.

- Obrigado, Bob… Te devo mais essa… - E desligou o telefone, acionando as coordenadas enviadas pelo celular, já acessando o GPS.

Estava perto.

- Aguenta firme, garota… - Pediu, a olhando pelo retrovisor.

Não tinha tido tempo nem mesmo de avisar Colt.

De preparar um funeral para Blair.

Respirou fundo.

Procurando estabilizar os pensamentos.
Finalmente chegou.

Estacionou de qualquer jeito, com metade do carro sobre o gramado da frente. Buzinou uma única vez, de modo curto. Não ia perder tempo buzinando.

Apanhou sua pistola 1911 customizada no console do carro e a enfiou na parte da frente da calça, sem preocupar-se em escondê-la, ao passo que abria a porta de trás e já puxava o corpo de Bree.

A pegava no colo como pegaria uma criança, colando seu corpo contra o seu, deixando seu rosto próximo do ombro/pescoço… Assim teria algum controle para que ela não afogasse com seu próprio vômito.

O líquido negro/sangue que cobria o corpo de Bree o sujava todo, não só suas roupas, como sua pele.

E logo corria na direção da casa.

Tocar campainha?

Não, já havia tocado a buzina.

Ele nem interrompeu a corrida, simplesmente ergueu a perna e mirou na altura da tranca, para quebrá-la bem ali e entrar com facilidade. Estava… Acostumado a chutar portas.

Compraria outra porta depois, foda-se.

Assim que entrou, já gritou, deixando sua voz grave ganhar o lugar.

- PRECISO DE AJUDA AQUI!! - Para então voltar-se para Bree, sussurrando – Aguenta firme, Bree…
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 91
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Indio com Problemas

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Breanna "Bree" Morgan em Ter Out 24, 2017 10:20 am

Certo....

Quando que a vida virou uma merda?

Estou começando a pensar que não devia ter me metido com este índio.

E o pior de tudo é que nem transamos ainda.

Ao menos eu podia dizer a mim mesma: Mas o risco vale.

Ou morrer feliz, não é?

Mas a vida é assim. A primeira pessoa com quem você não se relaciona é a que mais te fode.

Mas relaxa ai Papa Capim, porque a culpa não é sua, eu sabia onde estava me metendo.

Eu te diria isto, se não estivesse delirando.

Porque estes pensamentos soltos é só um pedaço da minha mente que tenta se manter sã.

Onde o Jay se enfiou?

Ainda lembro deste puto no meio disto tudo.

Mas o que Vic ve, é só uma Bree abatida, que vomita tudo que come, e passa a maior parte do tempo com febre, delirando, cuspindo sangue negro.

Ah claro esta parte do sangue ser negro, me preocupa...um pouco.

Bastante.

Mal tive tempo de colocar as ideias no lugar sobre Blair e tudo que passamos, e agora tenho que me preocupar em não sair falando mais do que devo.

Mas eu falo, certo ?

Bree mal te ouvia Victor, ela mantinha-se ao banco de trás do carro, deitada a cabeça caída, o rosto estava completamente suado, assim como os cabelos úmidos, você ainda se deu ao trabalho de trocar a roupa dela, que tinha uma mistura única do sangue dela com o de Blair. Você deixou a garota com uma camisa sua, mas a mesma também já estava completamente manchada.

Assim que vocês chegaram, você pegou com facilidade Bree do banco de trás, ela nem sequer relutava, estava com o corpo cada mais mole e entregue, você apoiava a cabeça dela ao seu ombro, sem se preocupar com o liquido negro, e podia ouvir ela falar bem baixo.

“Não é o que mamãe ia querer pra você, Dom...não segue este caminho...Não vai.”

A voz era muito baixa, e saia entrecortada. Mas dava para entender o que ela dizia.

Dom, Jay, só tem macho na vida desta muie.

Enfim, Victor chegava a arrebentando a porta desespero, com uma garota vestindo somente sua camisa, coberta de sangue negro, pedindo ajuda. E bom, é só de se pensar coisas boas a respeito.

Victor pedia para ela aguentar firme, e logo Bree abria um sorriso meio torto, com os dentes tão brancos tomados de sangue negro, os lábios sempre tão chamativos e carnudos pareciam completamente machucados e negros, era nem de longe a Bree de sempre.

- Você....se preocupa....demais.


Ah se ela pudesse ia rir da sua cara agora, Victor. Eu juro.
avatar
Breanna "Bree" Morgan

Mensagens : 18
Data de inscrição : 23/11/2016
Cargo : Morta em andamento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Ter Out 24, 2017 10:08 pm

DEAN:
-------------

- Não é "Marcus". É Mark. Mark E. - É a resposta que obtêm Dean, felizmente somos profissionais o bastante para segurar a vontade de revirar os olhos. O garoto parece surpreso em notar que ninguém parece se importar em você levar ele para o fundo, fechando a porta e ele olhando em volta.

- Qual é? De novo? Deixa eu ver se entendi, você realmente veio da DP até aqui? Eu não to drogado ta legal?

Ele parece respirar fundo. Ouvindo seu comentário.

- Vocês não acreditam na verdade...

Ele enrrolava por alguns segundos, mas frente ao seu silêncio...Ele não é exatamente um gênio da persuasão.

- Eu estava andando seguindo o meu caminho quando ouvi alguma coisa...- As primeiras palavras saiam quase como se interpretadas, certamente ele ja havia repetido ela algumas duzias de vezes nas ultimas horas. - Eu achei que poderia ser alguma criança perdida, era a porcaria de uma pracinha...Eu tenho uma irmã sabia?

Logo, desistia ou parecia lembrar da parte de você não querer detalhes.

- Ta, ta... Eu desci da minha bike e fui ver o que estava acontecendo. E...Os balanços estavam se movendo, mas não tinha vento. Era com se alguém acabasse de passar por ali. Eu pensei que podia ter assustado, afinal olha para mim né, eu não sou la a transpiração da confiança.

E não era.

- Então...Eu dei uma olhada, nos bancos, nos outros brinquedos...Nada. Alguém teve a GENIAL ideia de construir uma praça a poucos metros de um milhão de arvores e eu fiquei com medo da criança ter se perdido...E fui dar uma espiada...

Ele parava.

- Escuta, eu não uso nada ta legal? Eu nem bebo! A mãe da minha irmãzinha não deixaria chegar perto dela se eu usasse qualquer coisa! Eu sei o que vi e não importa que a policia não tenha achado nada. EU VI.

Ele esta enrolando. Mas não para esconder Dean, porque acha que você não vai acreditar. Tem certeza.

Alerta de Spoiler: Você não vai.

ANNE:
-----

Não se subestime TANTO Anne. Sua amiga "Fay" não te levaria para ser morta...

De forma que você consegue desequilibrar com um chute e fazer com que um deles saia tossindo com... "Aquilo" que você pegou para bater.

- Muito bom...Olha, eu acho que eles se olham no espelho e veem os pelos, ou a sede de sangue faz com que desconfiem.

Faith pode ajudar ali na briga, mas conselhos realmente não parecem ser com ela.

Nesse instante, ela derrubava com um soco aquele que você ja havia deixado "mal das pernas", respirando profundamente e virando para você: - Escuta, eu não sou la grande psicóloga. Mas vocês parecem estar indo bem até aqui, então...Porque não deixam os problemas para la antes que...

"A vida venha com uma garrafada na sua cabeça"

Não foi o que Faith disse, mas é o que você ve acontecer com a garota que cai no chão. Como se não ajudasse o fato que aparentemente ela não vai poder ajudar, o agressor dela agora tem uma garrafa quebrada e vai para cima de você prontamente observado dos demais.

Você nunca derrotaria os 3 Anne.

Ao menos não sozinha.

Então, quando fecha instintivamente os olhos esperando por que ele não cortasse seu rosto, não pode  deixar de se assustar com o grito dele sendo jogado contra a parede.




- Gostei do que fez no cabelo. - Spike não dizia muito, enquanto ficava de costas para você, bem próximo, praticamente encostado para que cada um observasse um lado - Desculpe, flerte não é meu ponto forte... - Não demorava para que novamente visse um dos seus queridos agressores se aproximando, e sabia que outro viria da direção oposta.

E sentia, ou melhor "Não sentia" a sensação do sobretudo de couro de Spike as suas costas, enquanto ele avançava.

Mas...Você tem seus próprios problemas para se preocupar Anne.

E ele parece bravo.


ALISSON:
--------

Anne sabe o mesmo que você Alisson, talvez menos.

Portanto, um problema de cada vez.

- Popcorn Explosion! - Dizia Wil, segundos antes de você ser atingida por uma pequena chuva de pipocas. Era o suficiente para cortar a "Torta de climão" da pergunta anterior. Frente a sua próxima pergunta, Wil silenciava com o controle uma conversa de Star Butterfly com seu amigo de moletom vermelho respirando profundamente. - Sim, eu poderia. Mas a questão é... Que talvez você mesmo consiga.

E tão logo o desenho e o sorvete não eram assim tão importantes.

- Sabe Alisson...Eu esperava que você descobrisse sozinha porque acredite, eu sei o quanto "atalhos" na magia podem ser perigosos. - Ela ria de uma forma um tanto...Nerd, se virando para você e a alcançando o que você sabia ser a sua mochila, vazia ja que todas suas tralhas estavam devidamente espalhadas pelo quarto dela.

- Pelo que você descreveu, sempre que PRECISOU de seu livro ele estava la. - Ela parava por alguns segundos, enquanto você ja deixava a mochila vazia do lado do seu corpo, tentando entender.

- Então...Poderia me alcançar o seu livro?

Não leva mais de alguns segundos para você entender, procurar na sua mochila e...



Surpresa.

Temos alguns segundos enquanto as interrogações aparecem emcima de sua cabeça Alisson.

BREE:
-----

"E quando a vida não foi uma merda Bree?"

Você quase conseguia ouvir...A quem estamos enganando? Você OUVIA a voz de Dom na sua cabeça. Tão clara que se tivesse condições, olharia para os lados. E claro, se não estivéssemos nos esvaindo no...Que acreditamos ser sangue olharíamos para os lados o procurando.

O segundo ponto interessante aqui é...Se você esta ouvindo ele, será que você também...

Mas você não esta em condições de traçar linhas de pensamento concretas agora. Apenas tente não morrer ok?

E esta beeeeeeeeem complicado.

"Não é uma cena muito bonita daqui..."

Talvez seja só sua mente. Talvez seja um fantasma. Ou podemos estar apenas ficando loucos.

Ah claro, ou morrendo.

Talvez seja isso porque...Bree, quanto mais o tempo passa, não dói mais, e sim menos.

E sabemos o que isso significa.

"Então...Pronta para ir embora?"

Talvez "não ver" não seja tão ruim Bree...Se não fosse toda essa dor, você poderia abrir os olhos com clareza

E vai saber o que, ou quem encontraria...

VICTOR:
------

Quando você passar mais uns quinze, vinte anos fazendo isso vai entender Victor.

E ele estava mais preocupado em dizer para você não fazer besteira...Felizmente Bree morrendo faz um trabalho bem melhor.

Ja que não termos perguntas, o endereço basta.

Ah claro. Porque você abriria a porta de casa com uma buzina a essa hora da noite.

Você derrubou a porta Victor, eu não esperava menos.

E logo adentra o apartamento, ignorando detalhes pequenos.

Até o ponto que se esbarra com um...Ou dois detalhes não tão pequenos.

- Ele...Sabe que me deve uma porta?



Era a maneira de Wil quebrar mais uma vez o "climão", de uma Alisson em shorts exageradamente curtos olhando para um Victor carregando uma garota que ja devia ter tido dias beeeeeeeeeeeeeeeeeeem melhores.

Victor. Uma garota morrendo.

"Ao menos ele salvou a garota"

É Impossivel não pensar nisso Alisson. Não depois de sua ultima "aventura".

Raiva, confusão, duvidas. Tudo isso vai ter que esperar.

Quando suas reações retornam, Wil e Victor ja colocaram uma Bree alucinando emcima da mesa de jantar, tossindo um liquido viscoso escuro.

- O que...Como...QUEM mandou vocês aqui, e o que houve com ela?

Vamos ignorar Bree morrendo Victor.

Vamos ignorar o olhar de Alisson quase queimando sua nuca.

Você sempre foi profissional...Hora de agir como um.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Dean Hartigan em Qua Out 25, 2017 11:18 am

Dean ouvia tudo o que Mark tinha para dizer...

Dean: Ok, foi mal... Mark. Continue...

O garoto falava e falava. Ele enrolava mais do que um carretel de pipa e aquilo começava a deixar Dean impaciente e bufando.

Dean: Já chega!

Aproximou-se do garoto num tom um pouco impositivo.

Dean: Para com essa sua merda de auto-piedade, entendeu? Eu podia estar lá dentro tomando uma cerveja e assistindo ao jogo dos Rangers, mas estou aqui com você, ouvindo você enrolar pra não me dizer a merda do que viu!

Ele se acalmou um pouco e se afastou um passo.

Dean: Eu vou acreditar até se você me disser que viu um Lobisomem num videoclipe da Cora. A única coisa que eu quero é que você seja o mais sincero possível e não me esconda nada... por mais loucura que possa ser.

Ele olhou fundo nos olhos do garoto.

Dean: Você não iria acreditar nas coisas que eu já esbarrei nesse mundo.

Ok, garoto... ou você conta dessa vez, ou eu vou precisar engrossar contigo. E isso é uma coisa que você não vai querer, ok?
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 67
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Policial Malvado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Allison Reynolds em Qui Out 26, 2017 9:46 pm

Antes:

Ouvia Anne desabafar tudo que a preocupava. Allie não fazia ideia que tantas coisas passavam pela cabeça da amiga. Ou o tamanho das descobertas que ela havia feito nos últimos tempos. A tatuada ouvia com atenção, sem interromper a garota.

- Neste ponto em que chegamos, Anne, não existe mais o "normal".

- O Dean sabe, não tenho ideia de como... e, talvez, exista a possibilidade do Victor também.


Allie franzia um pouco o cenho, considerando o que Anne havia dito.

- Eles foram embora, Allie... E temi que se te falasse, você decidiria partir igual aos dois. Afinal, independente do que eu seja, em teoria, vocês deveriam me... matar, né?

Allison balançou a cabeça, decidida. - Eu vou te matar se você falar de novo essa besteira, Annelisa. - sorriu de novo - E, bem, Dean não foi exatamente embora, com todos os lugares dos Estados Unidos ele apareceu na reunião das Kapa Delta.. E se Victor foi embora por causa disso, então... - e definitivamente a expressão da garota mudava agora, indiscutivelmente denotava raiva. -... ele é um cuzão e estamos bem melhor com ele longe.


- Desculpa...

- Não tem que pedir desculpas sua boba. Você nos salvou. De novo. Só isso é prova suficiente que você não é nada parecida com as coisas que deveríamos caçar. Você não é exatamente humana. Agora eu sou uma Kapa Delta. Quer saber? FODA-SE. Eu não me importo.

----



I was caught
In the middle of a railroad track
I looked round
And I knew there was no turning back
My mind raced
And I thought what could I do
And I knew
There was no help, no help from you
Sound of the drums
Beating in my heart
The thunder of guns
Tore me apart

A companhia de Will era agradável, não havia como negar. O jeito meigo da garota indiscutivelmente lembrava Anne, o que tornava Allie a Faith da história, mas.. não vamos pensar nisso, não agora. Nem de longe é algo que Allie gostaria de fazer.

Deixando um pouco as aventuras de Star Butterfly de lado, prestava atenção à explicação de Willow sobre o livro.. e magia em geral. Logo as duas estavam olhando para o livro de capa grossa.

- Eu passei meses tentando buscar um padrão na forma como ele funcionava, mas nada parecia dar certo. - folheava as páginas, cujos escritos no momento não faziam sentido nenhum. - Eu até pensei em tacar fogo nesta droga.

Sorria para ela, e em seguida continuava. - Porém foram várias vezes que eu precisei e ele não estava lá. Eu passei a considerar este livro algum tipo de artefato caótico com vontade própria. Mas confesso que nos últimos dias não tenho tido muito tempo para pensar a respeito.

Enquanto as duas ainda conversavam, ouviam o barulho da porta sendo derrubada. Além de uma voz.. conhecida.

Mas podia ter se engano, não? Por isso, antes de tudo, levantava-se do sofá, sacando a arma e apontando na direção da porta.

Era uma cena um tanto ridícula, apesar da expressão centrada e da arma em punho, além dos shorts curtos Allie estava com o par de pantufas de gatinho. Aliás, era o mesmo par que ela havia ameaçado enfiar no seu traseiro algum tempo atrás, Victor. O mesmo par que ela sentia, nesse exato momento, vontade de socar no seu rabo tão fundo que teria que ser removido por uma intervenção cirúrgica.

Ela olhava para a garota seminua no seu colo quase morrendo e nada dizia, Victor. A última coisa que queria ver nesse momento era mais uma garota morrendo. Não depois de tudo que haviam visto na fraternidade. O tempo parecia acelerar para vocês e ficar mais lento para Allie, porque pela cabeça dela passavam tantas coisas. Ela assistia apenas Victor levando a garota até a mesa, Willow fazendo as perguntas. De repente, voltava para a realidade. Foco no que está acontecendo aqui agora, Allie.

O que diabos havia acontecido com a garota? Ela cheirava... sangue. Aquele líquido negro não era vômito, definitivamente era sangue. Allie se aproximava da mesa.

Adivinha quem mais aprendeu a agir como uma profissional? PLUS, agir como uma profissional mesmo de pantufas de gatinho. Após as explicações, Allie falaria com Will. Ela era a expert nesse assunto de magia, não eu.

- Você pode ajudar ela? Eu posso fazer algo para ajudar? Mesmo que tenha que pegar o atalho que você falou: eu não me importo.

No entanto em momento algum dirigia qualquer palavra que fosse ao Índio presente. Na verdade nem mesmo chegava a olhar na direção dele.

A única coisa que Allie tem certeza é de que nenhuma garota vai morrer hoje. Porra, chega desta merda.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 108
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Feiticeira em Closed Beta

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Annelisa Deveraux em Ter Out 31, 2017 10:20 pm

A resposta quase arrancou um riso de Anne porque não a fez com o objetivo de receber uma réplica por parte de Fay. Na verdade, tinha sido uma espécie de desabafo retórico... Mas enfim, digamos que, algo bastante frequente, o tempo não agia ao seu favor. Faith até se esforçava em ajudá-la nesse lance mais emocional, porém, realmente, lhe faltavam palavras mais efetivas. Óbvio que a intenção contava... Só que não realizava resultados. De qualquer forma, cada dizer da Caçadora era absorvido com total interesse e atenção. Por isso, assim como Faith, achando que a situação estava mesmo sobre o controle, assustou-se ao notar a garrafa erguida e, tarde demais, gritou para avisá-la.

Arfou quando a garota caiu, completamente desacordada após a pancada.

Ok...

Nada de pânico, certo?


Já enfrentou criaturas piores do que os três elementos ali.

Cadê aquela maldita flecha mágica quando se precisa???

Ou seja lá o que for...

Sua reação automática resumiu-se em levantar os braços e evitar que o corte a acertasse no rosto, e nem na garganta. Se tivesse o mínimo de sorte, conseguiria desarmá-lo e...

Abriu um olho no momento que o berro rasgou o clímax da cena. Entretanto, voltou arregalar os dois ao reconhecer a figura masculina que costumava aparecer nos momentos mais apropriados. Devido à posição, costas contra costas, Anne precisou o encarar por cima do ombro, e o cenho estava levemente franzido diante da confusão gerada pela repentina presença – S-Spike? – ela balbuciou enquanto tentava fitar vários lugares de uma única vez – Digamos que não foi algo que fiz, mas sim uma condição imposta e... Ah... – voltou a olhar para frente, escondendo o rosto meio quente graças ao comentário – Bom... Pelo menos você tem timing, né? Chegou na hora perfeita...

Veja como ela também é excelente no assunto, Spike.

Annelisa percebeu o exato instante em que ele se afastou, já que a sensação do couro desapareceu de imediato.

Não investiu como Spike, mas mexia-se ao redor do agressor, esperando-o perder a paciência e atacá-la, ou alguma brecha para terminar logo. Aliás, cara feia não a assusta... Anne arqueou a sobrancelha, o incitando a se aproximar.

Apesar da aparência frágil, Faith havia dito que ela poderia usá-la. Para enganar o adversário, e o pouco peso a tornava mais leve e ágil que os típicos grandalhões.

- Você parecia mais corajoso antes... – resmungou, e então... finalmente, correu na direção dele, e aproveitando a ausência de objetos cortantes, visava derrubá-lo no chão.
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Meia-Ruiva

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Dom Nov 12, 2017 11:48 pm

Foda-se a porra da porta.

Foda-se!

Ela tá morrendo.

Uma caçadora… Morrendo.

Mais uma.

Quanto mais eu corro disso, mais isso me persegue.

Mesmo que ela não seja verde como Allie e Anne.

Ela está morrendo.

Como o ex parceiro do meu pai morreu.

Eu estou… Cansado de mortes.

E não vejo a hora de revidar essa merda.

Foco, Victor.

- Eu compro outra… Ajuda ela, por favor… - Pediu.

E por alguns segundos, encarou os olhos de Allison sobre ele.

A arma apontada para ele.

Boa garota…

Finalmente ela tinha aprendido a atirar primeiro e perguntar depois.

Mas ele tinha que ignorá-la.

Mais do depressa, a levou para a mesa de jantar.

A colocava sobre ela, ao passo que empurrava com o braço pratos ou qualquer coisa que estivesse no caminho.

- Bob.

Respondeu, de modo seco.

Rouco.

Como sempre fizera.

- Encontramos… Alguma coisa. Era uma garota, não parecia ter nada de errado com ela… Tocou em prata, tomou água benta… Nada. Segundos depois, escamas… Pele escura. Ela sentia muita dor, e implorou para que eu a matasse… - Agora, mais do que nunca, ignorava o olhar de Allie – Eu matei. Bree ficou coberta de sangue, já que a criatura estava atacando ela… Depois disso, febre, delírio, vomitando sangue… Muito sangue. Eu… Não sei o que era aquela coisa… Eu não sei o que fazer. Bob me enviou aqui… Eu não… - Trabalho com o que mato, ou seja, você, ruivinha… O máximo que você ouviria de mim é latim, com uma tigela na mão em chamas. Você sabe como funciona, não? - Ele disse que você poderia salvá-la. Que é a única que poderia.

Finalmente, após deixar Bree de lado na mesa, para não afogar no próprio vômito, ele retirou a jaqueta, a jogando no chão, já que estava imunda de sangue.

Em seguida retirou a camisa preta que usava por baixo, a embolando e a colocando embaixo da cabeça de Bree.

Victor tinha a pele um tanto quanto pálida para um Apache… Afinal, era dificil manter a cor dentro de um Bronco 24/7, certo? Fora isso, seu corpo tinha uma definição ímpar.

Ele não era um cara grande, imenso de musculoso… Era até franzino, mas com a musculatura muito definida.

Seria digno de um atleta de esporte de resistência ou algo que o valha… Se não fosse pelas cicatrizes.

Seu corpo era repleto de cicatrizes.

Não duas ou três… Mas dezenas delas: Marcas de mordidas, tiros, cortes, queimaduras e coisas que era meio difícil compreender. E pra ajudar, não parecia ser muito habilidoso ao suturar… Já que a maioria das cicatrizes estavam bem tortas.

Fora as cicatrizes, tatuagens espalhadas… Nada que pudesse rivalizar Allison, é claro, mas, ainda assim, era digno de nota.

Eram runas que Willow poderia entender facilmente, acredito… Runas de proteção contra demônios e mais uma infinidade de coisas. Algumas que nem mesmo funcionavam… Mas seu povo acreditava que sim, então era digno de estar lá. A única exceção era a grande tatuagem em suas costas,que a cobria quase que por completo, a única artística. Uma mulher, claramente indígena, vestindo uma pele de lobo. Para quem sabia seu verdadeiro nome (apenas Allie, no caso), vazia até sentido.

Tatuagem

Voltando ao elefante que estava no lugar, no momento ele se concentrava em ajudar Bree.

E Allie o ignorar ajudava, de certa forma.

Por mais que seu olhar queimasse sua nuca.

- Meu sangue é O-… Caso você precise de transfusão ou algo assim… - Bruxas fazem transfusão?

avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 91
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Indio com Problemas

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Seg Nov 13, 2017 1:31 pm

VICTOR e ALISSON:
-----------------

Entre a lista de coisas que estamos nos preocupando Victor...A porta esta em último lugar.

E queria você que a porta fosse um problema.

Porque nada esta colaborando com o "climão". Nem Wil.

Nem o fato de que por alguma razão você achou que trocar a roupa de Bree ajudaria.

Você ja viu demônios raivosos olhando em sua direção com olhar mais dócil que Alisson.

Se quiser esperar Anne e Faith chegaram, vai melhorar.

E se Dean voltar?

Tuuuuuuuuuudo favóravel!

- "Bob"? Quem... - O olhar de dúvida sumia em segundos. - Wow...Bobby Singer, O Bobby Singer me indicou? O BOBBY SINGER sabe quem eu sou?? - E o espanto nerd, quase que de uma fã de Willow sumia ao ver vocês colocando a garota encima da mesa. Quase que voltando a realidade.

Ah claro, Bree morrendo.

Xerife, Willow era uma pessoa díficil de se descrever: Em um instante, você pensava que estava apenas perdendo seu tempo com uma adolescente idiota, talvez o Sr.Singer tivesse sido enganado.

Contudo, ela mudava de postura mais uma vez em segundos.

- Victor, você esta pelo menos...24 horas atrasado. - Você se achou seco Victor? Ela fala para você em um tom que lhe lembra um legista. - Isso vai muito além do que uma "Não-Bruxa" pode fazer. - Enquanto seu tom de pele cai alguns graus em segundos intermináveis, Wil olha para o lado.

- Mas não para uma bruxa verdadeira.

E olha para você Alisson. Falando algo que soa tão absurdo que faz você esquecer de Victor.

Por 2 segundos e meio.

- Explicações longas vão esperar, se queremos salva-la. - Era uma ótima maneira de faze-los descartar qualquer perguntas. - Alisson, você disse não saber como o livro funciona mas...Sempre que você PRECISOU de algo, ele te deu uma solução não?

Quando precisava de respostas.

Quando Cora precisava ser protegida.

Quando precisava chegar até aonde Victor estava.

Sempre que o livro "entendeu", ele lhe deu o que procurava Alisson.

No final das contas, você queria entender o livro, mas ele quem precisava entender você.

Ao que Wil lhe extendia o livro...Ele era agradável, confortavel, acolhedor.

Como se fosse uma parte sua.

- Segure ela. Com força. - Bem direta de novo Victor. - Alisson, qualquer coisa que você precisar eu vou ter aqui, mas eu preciso que VOCÊ encontre o que precisamos no livro. Só você vai entender o feitiço e pode faze-lo. Eu sei que consegue.

Pressão? Imagine.

De uma desconhecida. De um ex-alguma coisa. De uma garota quase morta.

Apenas respire Alisson Reynolds.

E torça para que não o "preço" não seja o olho da cara.

Trocadilho proposital.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Qua Nov 15, 2017 4:51 pm

ANNE:
-------

- Por favor Annelisa...Esta me deixando sem jeito e nossos amigos com ciume - Falava Spike naquele momento de costas.

Que...Coincidência não Anne? Claro.

Mas vocês pode continuar com esse "papinho" depois.

Afinal você não parece querer entrar para a metade morta do elenco.

O atacante usando roupas escuras ria de seu comentário, talvez a subestimando enquanto você falava aquilo, mas devidamente surpreso enquanto você corria o derrubando. Não se trata de força, mas sim como você usa. Tudo passa em uma questão de segundos enquanto ele esta no chão, e você junto a ele em uma posição de vantagem.

Entretanto, temos um detalhe Anne: Eram três.

E nosso terceiro amigo segura com pouca delicadesa o seu mais novo "cabelo vermelho" te erguendo do chão a força.

- Infelizmente, você vai morrer antes de aperfeiçoar seu estilo garota. Ultimas palavras?

Antes que pense em alguma coisa Anne, algo em sua mente faz "Click".

O resto é como um filme. Você é expectadora, mas sabe claramente o que aconteceu.

A mão fechando em um punho.

O punho envolvido em luz.

Um soco preciso no meio do peito...E o alvo vira fumaça.

Tudo bem rapido, quase instintivo.

Ah sim, foi você quem fez Anne. Mas conforme dito, foi quase como olhar para a tela do cinema.

Enquanto para por alguns instantes, Spike impede que o outro levante e fuja. Enquanto se aproxima de você.

- Você...O que sequer foi aquilo?

Sem flechas, sem desmaios.

Mas a tentativa de explicar faz com que seu corpo pareça pesar uma tonelada Anne.

Claro que Spike não deixaria você cair, chegando perto e a "segurando" em pé.

Sempre na hora certa...

- Ei, tudo bem? - Falava com a voz baixa. Novamente perto. - Eu não sei o que foi aquilo mas...Foi bem sexy.

Talvez perto demais Anne. Perto demais.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Breanna "Bree" Morgan em Qui Nov 16, 2017 4:29 pm

O que fazer na terra da agonia?4
 
A dor que antecede a morte.
 
Abaixar as calças e mostrar a bunda pro capeta?...
Enfim..
 
Se minha vida fosse uma livro eu terminaria escrevendo.
 
Adeus a todos, a vida foi uma merda mas ao menos eu transei bastante, com amor...Bree....
 
Bree mal sentia quando era colocada a mesa, apesar de Vitor ser o Zé Buscapé dos Caçadores, ele tomava todo o cuidado do mundo com ela, e ela iria rir da cara dele se pudesse.
 
Mas como dito, estava na merda.
 
Então nem sabia que estava em cima de uma mesa, e muito menos usando a camisa de Vitor, e tão pouco que tinha vomitado nela.
 
Muito menos que tinha tanta coisa acontecendo naquela sala.
 
Fato era que era confortável ouvir a voz de Dom, então os olhos de Bree se fecharam lentamente, e ela pareceu quase se acomodar naquela desgraça toda, porque de fato era como se quisesse seguir a voz de Dom, e ir até onde ele estava.
 
Podiam terminar aquela conversa....
 
Podiam ouvir aquela musica.
 
Tomar aquela cerveja.
 
 
Coisas que nunca mais fizeram, e agora pareciam ter uma importância enorme.
 
Todo o amor que Bree nunca foi capaz de ter por homem nenhum, refletiu no carinho quase maternal pelo irmão, perder ele do modo como foi, quebrou a morena ao meio.
 
Ela simplesmente “quebrou” depois que ele se foi, o mais parecido que ela tinha com um relacionamento, ela tratou de terminar, colocou o pé na estrada, a bunda de fora, e foi sobreviver os dias que lhe restavam.
 
Estar com Dom era a melhor sensação que aquela merda de vida podia lhe trazer, então não estranhem se Bree não quiser ficar.
 

Ficar pra que?
avatar
Breanna "Bree" Morgan

Mensagens : 18
Data de inscrição : 23/11/2016
Cargo : Morta em andamento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Seg Nov 20, 2017 12:21 pm

DEAN:
-----

- Os Dodgers? Qual é eles são tão ruins quanto a musica da...

Mas ele não é tão burro, e parava. Ele não quer sermões Dean.

Não mais sermões pelo menos.

O garoto parecia balançar a cabeça, enrrolando. Com a boca entreaberta.

Tomando coragem.

Um...Dois...

- O SLENDERMAN TA LEGAL! EU VI O SLENDERMAN! PRONTO! - E ele respirava fundo, depois de gritar aquilo, passando a mão na cabeça enquanto a balançava negativamente olhando ao redor. - Eu...Vi aquela coisa e corri, procurei uma viatura e os caras riram até entrar em coma. Dai eu...Me irritei e uma suposta agressão aqui estou!

Ele parava e olhava para você.

- Eu sei o que vi. Cara alto, rosto branco. Na floresta atras do parque. Vou manter minha história.

Prontinho Dean. Satisfeito?

Ao menos é do tipo de ameaça que você acha aos montes nas Imagens do Google
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Dean Hartigan em Qua Nov 22, 2017 2:01 am

Dean: O Slenderman...?

Hmmm... O medo e a raiva no moleque são tantas que eu me arrisco a dizer que ele não deve estar mentindo nem a pau.

Dean pega e acende o cigarro, dando um trago e soltando a fumaça longamente...

Dean: Ok, garoto... eu acredito em você.

E não, não havia ironia na voz de Dean. Ele realmente havia comprado a história do garoto.

Dean: Agora, vaza daqui... e tenta não sair espalhando essa história por aí. Isso só vai te atrapalhar a vida.

O policial caminha até o seu carro e vai em direção ao bosque, onde o jovem disse que viu o Slenderman. Enquanto isso, Dean procurou mesmo imagens no google daquela lenda urbana.

Deu um último trago e jogou o cigarro pela janela.

Dean: Se não bastassem lendas milenares, agora até as lendas de 4 anos atrás tão ganhando vida. Francamente, viu...?

Ele tirou do banco de trás a escopeta de cano cessaro, colocou um punhado de balas no bolso do casaco, engatilhou a pistola com balas de prata e, por último, conferiu a faca e as pilhas da lanterna.

Saiu do carro e começou a entrar na floresta.

Dean: Tomara que não demore muito. O guri estava certo... os Dodgers não tão jogando nada...

E adentrou...
avatar
Dean Hartigan

Mensagens : 67
Data de inscrição : 30/07/2015
Cargo : Policial Malvado

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Admin em Seg Nov 27, 2017 5:07 pm

BREE:
-------

Não diga que não foi avisada Bree.

Lentamente, tudo parece deixar de ter importância não é mesmo?

Talvez por isso as vozes parecem distantes, e a sala cada vez mais escura.

Até que so resta...O silêncio.

Que não demora para ser quebrado.

- Eu ainda não entendi porque você estava com a camisa dele...Pervertido desgraçado.



Ele parece bem real Bree.

- E quem diria, minha irmã virou uma covardona! - Quando percebe você esta em pé, e "bem", usando suas roupas habituais na frente de Dom, ou o que parece, fala e age como ele. - Desistir assim na maior? Eu lhe daria uma SURRA sabe? Se você não estivesse...Bom.

"Morta?"

- Então, vai ficar ai parada que nem uma retardada com essa cara de quem viu um fantasma até quando?

Talvez você tenha visto Bree.

Ou talvez so esteja ficando louca de vez.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 154
Data de inscrição : 24/03/2015
Cargo : Vilão em tempo Integral

Ver perfil do usuário http://theaftermatch.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Waya Victor Ka-e-te-nay em Dom Dez 03, 2017 8:05 pm

Desculpa, mas se for para colocar os devidos pontos nos is mal foi eu que abandonei ninguém.

Eu te chamei, Allie. Te esperei por uma noite inteira.

E você não apareceu.

Ou seja... A culpa não é exatamente minha é no final das contas, foi melhor assim.

Você só... Está se envolvendo com pessoas erradas.

Uma bruxa? Sério?

Por alguns segundos realmente cogita que Bob fez merda.

Mas confiava em Bob demais para realmente crer nisso. Ele tinha ajudado incontáveis vezes.

É você que precisa ter calma, Victor.

E finalmente ela assumia aquela postura fria.

Era como bálsamo para uma ferida dolorida.

Porquê com aquilo ele sabia lidar.

Já reações adolescentes...

E então ela chamava Allie de bruxa.

Victor finalmente a encarava já que, desde que chegou, ignorava seu olhar.

Respirou profundamente e afastou o olhar.

Pediria por ajuda, mas sabia que se abrisse a boca, seria bem pior.

Uma bruxa.

Annie era uma... Coisa.

Dean deveria ser um metamorfo qualquer.

E eu fiquei vendido e cego no meio disso tudo.

Victor afastou um passo ou dois, abrindo espaço para Allie.

(Desculpa se tiver erros, fiz pelo celular)
avatar
Waya Victor Ka-e-te-nay

Mensagens : 91
Data de inscrição : 26/03/2015
Idade : 27
Cargo : Indio com Problemas

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Allison Reynolds em Dom Dez 03, 2017 11:11 pm

Se isso faz com que você se sinta melhor consigo mesmo, pode pensar assim, Victor.

De certa forma, você tem razão. Você não ME abandonou.

E se tivesse somente a abandonado, pode acreditar que Allie não estaria tão puta como estava naquele momento.

De certa forma, ela queria que você entendesse o que aquilo significava.

Mas tudo isso fica de lado quando Willow diz que para ela não seria possível salvar a garota, mas para Allie sim. Chamava Allie de uma bruxa verdadeira, o que deixava a garota um tanto chocada.

Qual é, eu tive a fase gótica uns 3 anos atrás, achei que já tivesse superado isso. Mas as coisas que Willow dizia faziam um sentido absurdo. Cada exemplo que Allie pensava, o livro estava lá, sempre que ela precisava.

A tatuada volta de seus pensamentos para a terra quando percebeu que Victor a encarava, e por alguns breves segundos seus olhares se encontravam.


E nos olhos castanhos enormes dela, Victor não via naquele momento a Allie que enquanto bebia uma cerveja, tentava contar uma piada na cabana e ria sem parar, estragando o final dela. Ou mesmo os mesmos olhos que haviam olhado pra ele com tanto desejo antes dela colar seus lábios nos dele. Era um olhar meio indecifrável.

Não era possível dizer o que ela, que na maior parte do tempo era tão transparente, estava pensando naqueles segundos.

Logo a garota se voltava para Willow, e seu semblante mudava um pouco, ela sorria para a ruiva.

- Eu vou conseguir. Obrigada. - Dizia pegando o livro nas mãos e abrindo numa página
aleatória.

"Me mostre como salvar a garota", pensava tentando entender os símbolos. Torcia para em algum momento, tudo aquilo que estava escrito ali começasse a fazer sentido.

Não importa qual fosse o preço, ou o que tivesse que fazer.

Ninguém ia morrer ali hoje.
avatar
Allison Reynolds

Mensagens : 108
Data de inscrição : 25/03/2015
Cargo : Feiticeira em Closed Beta

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Breanna "Bree" Morgan em Ter Dez 05, 2017 2:41 pm

Em algum lugar, em algum momento.
 
Tudo ficou.....
 
Perfeito.
 
Não dava para ouvir mais as vozes naquela sala, e nem sentir aquele turbilhão de emoções que estavam por ali.
 
Era bom por um lado.
 
Não sentir nada, não ouvir ninguém.
 
Descansar.
 
Não precisar mais fingir ou se importar tanto a ponto de precisar fingir.
 
Não era mais preciso se preocupar com o coração que nunca mais se aqueceu no peito, ou com a alma que nunca mais encontrou descanso.
 
Não era mais preciso se atentar para não se tornar um monstro como os que ela caça.
 
Nem tão pouco desejar o dia de novamente ouvir aquela voz.
 
Ela vinha.
 
Como se fosse capaz de desperta-la e puxa-la.
 
Os olhos de Bree se abriam mais, e ela buscava ve-lo.
 
Porque precisava ve-lo, não bastava ouvir.
 
Ela ficou muito confusa, tanto que Dom não teria resposta por enquanto.
 
- Dom....
 
Ela não sorria, nem ria, nem debochava, devia estar morta mesmo.
 
E quando ia falar algo, ele despejava tudo aquilo nela.
 
E então Bree logo aproximava-se de Dom.
 
- E eu? Eu não entendi, porque caralho você virou um suicida, Dom! Porque você foi mexer naquelas merda que não devia, PORQUE VOCÊ MORREU PORRA?
 
Bree de imediato estendia as mãos e empurrava o irmão, ou sabe-se lá o que era aquilo, qualquer coisa servia para ela esboçar algo depois de tanto anos.
 
- PORQUE VOCÊ ME ABANDONOU !?
 
A voz ficou chorava, não era uma pergunta, era uma acusação.
 
Bree levou as mãos aos cabelos e fechou com força os olhos.
 
- Eu não desisti...eu estou bem, estou bem agora....
 
Ela dizia e repetia aquilo a si mesma, e logo ficava de costas para Dom, olhando a tudo a volta.
 
A mesma cabana de caça, a mesma mesa de madeira, a mesma porcaria de temporadas de series jogadas na mesa, com garrafas de cerveja, com livros com anotações e discussões sobre todo tipo de merda que podia existir no mundo dos caçadores.
 
Bree suspirou fundo e logo encarou o ambiente, e era como se tivesse gravado na memoria cada detalhe daquela cenário.
 
Daquele dia.
 
Ela ficava em total silencio.
 
Voltava no tempo ?
 
A vida lhe dava uma chance?
 
Uma chance de salvar Dom ?
 
- Eu morri?
 
FODA-SE
 
Vou morrer e ficar presa nesta merda de dia, o dia mais maldito da minha vida?
 

Enfia o tridente no meu rabo logo Lucifer, eu prefiro.
avatar
Breanna "Bree" Morgan

Mensagens : 18
Data de inscrição : 23/11/2016
Cargo : Morta em andamento

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Annelisa Deveraux em Ter Dez 05, 2017 11:24 pm

- Bem... Talvez tenhamos formas de pensar um tanto diferentes... – comentou em relação ao fato de deixar os coleguinhas enciumados, e sobre a primeira parte da frase, achou mais seguro não falar nada porque não precisava de novos pensamentos para confundir o raciocínio enquanto tentava evitar um bonito corte na garganta – Certo...

Spike não parecia ter dificuldades com o outro cara. Já Annelisa, ficou naquela dança até finalmente avançar. Claro que o adversário a menosprezava... Na maior do tempo, ela fazia a mesma coisa consigo mesma, então por que um desconhecido não ia partilhar desta conclusão, huh? Anne era um fardo. Fraca. Boba. Ingênua. E todo aquele repetitivo blábláblá... que não deixava de ser verdade, fato. Porém, nesse período, a "loura" evoluiu. E evoluía numa constante, apesar das várias dificuldades. Por sorte e habilidade – qualé, né? Um poooouco de crédito ajuda – conseguiu derrubar o homem no chão e quando estava prestes a acertá-lo, alguém enfiou a mão na nova e ruiva cabeleira, erguendo-a facilmente. Anne gritou e tentou se soltar, mas o aperto era pesado e bastante agressivo.

Ela batia os pés que se encontravam fora do solo.

Que... droga.

De repente...

Diferente das outras ocasiões, Anne sentiu... embora não soubesse como explicar. Arregalou os olhos conforme um estranho “calor” espalhava-se até se concentrar inteiramente nos punhos cerrados, ao ponto de quase bloquear a circulação do sangue na área.

Não tinha controle.

Mas não lutava contra a manifestação de energia assombrosa que acontecia.

O rosto delicado formou uma careta ressaltada pelos lábios projetados de maneira birrenta enquanto o braço se dobrava, buscando ângulo para acertar o soco no meio do peitoral parrudo do grandalhão.

- "Últimas palavras?" Essa é uma frase bem ruim de filmes...

BUUUUUM!

Pronto.

De novo.

O alvo desaparecia diante deles.

Anne caiu de bunda, mas não perdeu a consciência.

Significava que estava se adaptando, então?

O choque provocou certo tremor nas mãos.

Como...?

Como fez aquilo?


Viu quando Spike terminava de lidar com o terceiro elemento. Devagar, ficava de pé, porém os joelhos vacilaram e antes que caísse, ele impedia o tombo. No impulso, Annelisa cravou os dedos em sua jaqueta, o encarando e também esquecendo de respirar – Eu não tenho a menor ideia... – sussurrou e a resposta serviria para ambas perguntas – S-Sexy? Acredito que acertaram sua cabeça, Spike... Não se machucou? – sorriu de modo nervoso e até apertou o indicador na têmpora do rapaz, fingindo pressionar um calombo inexistente – É a única explicação.

E sim... Perto demais.

O suficiente para ela sentir as bochechas quentes outra vez e entreabrir a boca, na tentativa de falar algo coerente e...

- Cabeça... Ah, não... Faith!!! – olhou na direção da Caçadora – Ele bateu nela com a garrafa!

Caramba...
avatar
Annelisa Deveraux

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 21
Cargo : Meia-Ruiva

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [01 x 06] - Fato ou Ficção

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum